BrasileirasPeloMundo.com
Portugal Turismo Pelo Mundo

Dicas de passeio pelo bairro de Belém em Lisboa

Dicas de passeio pelo bairro de Belém em Lisboa.

Você já foi a Belém? Há tanta coisa para ver por lá… O “Ver-o-peso”, as docas…

Não… não é essa Belém! É Belém… mas em Lisboa!

Nós já passeamos pela Baixa e hoje vamos passear por Belém.

Belém é uma freguesia do concelho (município) de Lisboa. É uma das regiões mais visitadas da cidade e o local onde estão vários dos monumentos mais visitados de Portugal. Praticamente todos os turistas, mesmo o que ficam pouco tempo na cidade visitam Belém. Quem nunca viu uma foto da Torre de Belém? Quem nunca ouviu falar dos famosos pastéis de Belém?

Então vamos lá. Se você estiver na Baixa, para chegar a Belém, você pode apanhar o elétrico 15 na Praça da Figueira. Demora uns 40 minutos. Próximo a Belém eu sugiro que você desça um pouco antes e continue a pé. Na praça Afonso de Albuquerque fica o Palácio de Belém, residência oficial do Presidente da República. Ao lado direito do Palácio fica o Museu dos Coches e ao lado esquerdo o Museu da Presidência da República.

Aliás, se você gosta e tem tempo para visitar os museus, aqui tem vários! O Museu dos Coches, o Museu da Presidência da República, o Museu da Eletricidade, o Museu de Marinha, o Museu Nacional de Arqueologia, o Museu de Arte Popular, o Museu do Combatente e também o Centro Cultural de Belém onde está o Museu Coleção Berardo de Arte Contemporânea e um pouco mais acima, já no Restelo, o Museu de Etnologia. Em Belém também fica o Planetário Calouste Gulbenkian.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Mas, continuando a nossa caminhada, vemos os guardas do Palácio em suas casinhas. Seguindo pela rua você já vai ver o Mosteiro dos Jerônimos.

Continue caminhando e apreciando! Na rua de Belém fica a famosa Pastelaria de Belém. Se quiser, dê uma paradinha e coma um pastelzinho de Belém (ou mais, claro!). Continuando o passeio chegamos ao Mosteiro dos Jerônimos.

Foi em 1496 que o rei D. Manuel I pediu à Santa Sé para construir um grande mosteiro à entrada de Lisboa e em 1501 começaram os trabalhos que só terminaram aproximadamente um século depois. Com o terremoto ocorrido em Lisboa em 1755, o mosteiro foi bastante destruído e só voltou a ser totalmente recuperado cerca de 100 anos depois. No Mosteiro você pode visitar a parte da igreja que é gratuito e a parte do claustro, paga. Para saber mais sobre o Mosteiro dos Jerônimos veja aqui.

No mesmo edifício do Mosteiro ficam o Museu Nacional de Arqueologia e o Museu de Marinha. Na praça em frente ao museu temos o jardim da Praça do Império com uma fonte luminosa e o Centro Cultural de Belém que tem sempre muitos eventos culturais.

Leia também: como tirar o visto D7 para morar em Portugal

Continuando o passeio atravessamos o jardim e encontraremos uma passagem subterrânea para se chegar aos outros monumentos que ficam do lado do rio Tejo. O primeiro e logo em frente é o Padrão dos Descobrimentos.

A história desde monumento começa em 1940. O Padrão dos Descobrimentos, como o conhecemos hoje, foi inaugurado em 1985 como “Centro Cultural das Descobertas”. Tem o formato de uma caravela estilizada e nela estão esculpidas diversas figuras importantes da história portuguesa. Para saber mais informações sobre este monumento veja aqui.

Lá de cima você tem uma grande vista sobre essa parte da cidade e pode ver também a Rosa-dos-Ventos.

Esta Rosa-dos-Ventos foi doada pela República da África do Sul e inaugurada em agosto de 1960. É um grande mapa feito em pedra calcária preta e vermelha. Neste mapa estão representadas as principais rotas marítimas e as datas em que os portugueses chegaram àqueles destinos. Lá estou eu com meus pezinhos pertinho de Porto Seguro!

Continuando no sentido da foz do rio Tejo vamos para a Torre de Belém! Uau, finalmente! Já que você vai ver a Torre de pertinho, vou te mostrar uma vista diferente dela.

Gostou? Foi D. Manuel que mandou construir a Torre de Belém (sim, o mesmo do Mosteiro dos Jerônimos) em 1514. E para você não ficar com muita vontade de conhecê-la por dentro, eu mostro… só um pouquinho.

Leia também: como abrir conta bancária em Portugal

Para saber mais sobre a história e diversos aspectos relacionados à Torre de Belém veja aqui.

Gostou do nosso passeio de hoje? Eu gosto sempre de andar por ali! E, se estiver cansado/a também pode simplesmente sentar-se a beira-rio e observar o seu movimento, deitar na grama para tomar um solzinho nos vários jardins que há por Belém e se estiver visitando Belém num primeiro ou terceiro domingos de cada mês, entre as 09h00 e 18h00, poderá visitar a feira de antiguidades, velharias e artesanato de Belém.

Bom passeio!

Related posts

Passeando pelas regiões de Dordogne e Lot

Fernanda Libardi

Da Romênia para Portugal – Adaptação em um novo país

Cristina Hélcias

Dicas de turismo em Bali: bela, barata e bacana

Ciça Cioffi

6 comentários

Ann Moeller Abril 24, 2015 at 11:30 am

Meu bairro preferido da cidade. Minha mãe nasceu e cresceu em Belém, morava em um beco perto da calçada da Ajuda e foi batizada no Mosteiro dos Jerónimos. Meu avô era fan do Belenenses e tinha a sua cadeira cativa para assistir aos jogos. Eu quando morava em Lisboa, estava sempre passeando por ai nos finais de semana e até depois das noitadas na 24 de Julho, íamos tomar o pequeno almoço em Belém, tenho fotos para provar rsrs..tive uma sessão nostalgia agora 🙂

Resposta
Lyria Reis Abril 24, 2015 at 12:04 pm

olá Ann,
Que bom!!! 🙂
Também gosto muito de andar por ali principalmente naqueles dias de sol e céu azul de Lisboa.

Resposta
Roberta Vilaça Bordon Provenzano Abril 24, 2015 at 11:32 pm

Lugares maravilhosos! Obrigada por proporcionar a todos nós uma visita, mesmo que virtual. Quem sabe ainda nos encontraremos por estes lindos caminhos? Beijos mil! Saudades.

Resposta
Lyria Reis Abril 25, 2015 at 11:30 am

Olá Roberta!
Que bom que gostou! Claro que nos encontraremos!
E muito obrigada por comentar.
Abraço e bjim! 🙂

Resposta
Pequena Gi Maio 6, 2015 at 7:05 pm

Adorei o passeio. Já estive em Lisboa, mas não sabia sobre a feirinha em Belém. Vou tomar notas para preparar meu roteiro para a próxima visita 😀

Resposta
Portugal – Férias em Lisboa: Parque das Nações Agosto 4, 2015 at 8:51 pm

[…] do ano. Existem alguns pontos da cidade que toda pessoa que visita Lisboa deve conhecer: a Baixa, Belém e o Parque das Nações. Vocês conhecem o Parque das Nações? Ainda não? Então vamos lá […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação