BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Europa Turismo Pelo Mundo

Dicas de turismo perto de Düsseldorf

Photo by averie woodard on Unsplash

Dicas de turismo perto de Düsseldorf.

Eu moro em Düsseldorf, na Alemanha, há um ano e meio e uma das coisas que mais gosto na cidade é a sua localização, que permite que em poucas horas de carro ou de trem, seja possível chegar nos países vizinhos como Bélgica, Holanda, Luxemburgo e França. Nesse tempo em que estou morando aqui, posso dizer que tenho explorado bastante, aproveitando essa proximidade entre as fronteiras e suas cidades encantadoras.

Como eu e meu marido temos carteira de motorista europeia, optamos sempre por alugar um carro e fazer o famoso bate e volta de vez em quando. É uma forma diferente de curtir o dia e excelente maneira de economizar em hospedagem. Um carro com quilômetro livre e seguro completo, por exemplo, sai em média 40 euros por dia e muitas vezes, 50 euros no total, se alugado de sexta a domingo, já que as locadoras costumam oferecer promoções para o final de semana. Isso é ótimo porque é possível ter uma flexibilidade maior em relação ao horário de retirada e devolução do carro, e ganha-se mais tempo pra aproveitar a viagem.

Pra ter uma ideia, no percurso de Düsseldorf até Amsterdam, na Holanda, gasta-se em média 2 horas e meia de carro e de 25 a 30 euros de gasolina. Uma hospedagem em Amsterdam em um lugar bem simples e central, dependendo da época, costuma custar mais de 100 euros a diária pra 2 pessoas.

Eu falei de Amsterdam, mas a Holanda é cheia de cidadezinhas que esbanjam charme como sua capital. Utrecht e Maastricht são dois exemplos de cidades super graciosas, que ficam localizadas a menos de 2 horas de carro de Düsseldorf. Como são pequenininhas, é bem tranquilo de conhecê-las em apenas um dia. Bruges, Ghent e Antuérpia, localizadas na Bélgica, também são ótimos exemplos de bate e volta. Todas elas, assim como Luxemburgo, ficam há menos de 3 horas de onde eu moro, então é maravilhoso.

Leia também: A Holanda além de Amsterdam

Ao alugar um carro, é importante prestar atenção porque algumas empresas cobram uma taxa para entrar com o veículo alugado na Alemanha, em outro país. Então vale verificar essa informação antes de fechar o aluguel, pois às vezes o barato acaba saindo caro. Uma vez optamos por um carro mais em conta em uma locadora que não conhecíamos muito bem e no final tivemos que pagar o adicional de 20 euros de taxa. Esse valor não seria cobrado nas locadoras mais consolidadas como a Avis, por exemplo. Por isso, tentamos sempre alugar carro com eles, onde às vezes até vale pagar um pouquinho a mais pra nao ter estress ou supresas e até mesmo receber um veículo melhor.

Aqui, estou dando mais dicas de como fazer bate e volta de carro, pois é mais prático quando não se tem muito tempo, mas também é possível fazer esses trajetos de trem ou ônibus e até mesmo através de um aplicativo de caronas. Como saio da Alemanha, para trem sempre consulto o site da Deutsche Bahn e para ônibus o site da Flixbus. Os valores das passagens variam muito de acordo com as datas, épocas do ano e horários, então a melhor forma de saber o preço é acessando as páginas acima e consultando as datas desejadas.

Se você for daquelas mais aventureiras, existe um aplicativo de caronas pela Europa que se chama Blá Blá Car. Basta colocar a cidade de saída e destino e verificar quantas pessoas estão indo para aquele mesmo local no mesmo dia que você. O aplicativo também disponibiliza o valor que cada motorista cobra pela “carona” por pessoa e o local usado como ponto de encontro. Geralmente é muito mais barato viajar dessa forma. Eu mesma já usei duas vezes, tenho amigas que usam com frequência e sempre deu tudo certo. Porém nunca se sabe, né? Pode haver atrasos e desistências. Sem contar que há coisas piores que nós mulheres sempre ficamos com o pé atrás.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Viajar nunca é demais e ainda há muito o que explorar por essas redondezas, mesmo que seja para visitar os mesmos lugares várias vezes. Com estações do ano tão bem definidas como aqui na Europa, cada época tem seu encanto e as cidades mudam completamente entre uma e outra, então vale bastante a pena. Fora que a facilidade de se deslocar entre os países aqui é tão grande, que esse é mais um motivo pra se animar a colocar o pé na estrada.

Por que não acordar um sábado na Alemanha, tomar café da manhã na Holanda e beber uma cerveja o fim da tarde na Bélgica? Organiza direitinho que rola.

Related posts

O que fazer em Plovdiv na Bulgária

Aimée Bardella Aihst

O dia em que venci a infertilidade

Karina Finke

Dicas de passeio em praias fluviais em Portugal

Tamyris Almeida

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação