BrasileirasPeloMundo.com
Tailândia

Diferenças culturais na Tailândia

Como todo mundo sabe, morar em outro lugar implica em algumas mudanças significativas na nossa rotina, principalmente quando o país escolhido para viver possui uma cultura completamente diferente da sua terra natal. Esse é o caso da Tailândia, um país localizado no sudeste asiático, que me acolheu de braços abertos, mas que me mostra todos os dias como somos tão diferentes, e, ao mesmo tempo, quão incrível é nossa capacidade de adaptação diante do novo. Vou contar como foi a minha com as diferenças culturais na Tailândia.

Por estar vivendo praticamente do outro lado do mundo, é fácil perceber como temos origens distintas, referências e influências muito diferentes, e como essa combinação reflete diretamente nos hábitos do nosso dia a dia. E confesso que pra mim, essa é uma das coisas mais valiosas que tenho a oportunidade de aprender.

É até difícil saber por onde começar, mas vou tentar contar as coisas que mais me chamam a atenção, e que podem nos inspirar e encantar.

sp
Fachada de loja com sapatos na porta (acervo pessoal)

Aqui na Tailândia não entramos calçados dentro das casas das pessoas, em hipótese alguma. Sempre devemos retirar os sapatos e deixá-los na porta. Isso também se aplica para alguns estabelecimentos aleatórios. É bem simples, se houver vários sapatos na porta, tire os seus também. Em algumas situações, chega a ser engraçado, como quando vamos jantar na casa de alguém, com roupas mais formais, e ficamos arrumados e descalços. Mas é um hábito que nós já adotamos, por ser super higiênico, já que não carregamos para dentro de casa as impurezas da rua, assim como os tailandeses acreditam.

Morar na Tailândia é se deparar com banheiros arcaicos com privadas no chão, e o velho método da descarga manual, com baldinho de água; é se acostumar com o fato de que os taxistas escolhem as corridas, e nenhum deles gosta de ir pra lugares distantes ou com muito trânsito; é ter que olhar no relógio pra comprar bebida alcoólica no mercado, já que só é permitida a venda de 11:00 às 14:00 e de 17:00 às 24:00.

banheiro tailandës
Banheiro tailandês com descarga “manual” (acervo pessoal)

Morar na Tailândia é sentir muito calor o ano inteiro, mas se acostumar a ver os tailandeses andando de blusa de frio debaixo do sol escaldante, com medo de se queimarem, pois eles não gostam de pegar um bronze. E para ajudar, usam talco por todo o corpo, inclusive no rosto, para ficarem bem branquinhos.

Por aqui, não consigo distinguir as refeições diárias, como café da manhã, almoço e janta. Em geral, as pessoas não cozinham em casa, já que normalmente não têm tempo, e comer na rua fica muito mais barato. E eles comem quando sentem fome, não importa a hora. Por isso é comum ver pessoas comendo arroz de manhã, prato de comida de tarde, ou até mesmo de madrugada.

E por falar em comida, quem está aqui deve se acostumar com a presença quase constante da pimenta nos pratos, de forma extremamente acentuada. Mesmo quem está acostumado a comer pimenta se assusta ao provar um prato tailandês. E nem sempre adianta pedir sem pimenta, pois muitas das vezes eles não conseguem servir um prato que, no paladar deles, está ruim. Então, colocam “só um pouquinho”, o suficiente para anestesiar minha boca por alguns minutos. Mas com o tempo as coisas melhoram, juro!

Ah, e também não se assuste se encontrar um rolo de papel higiênico na mesa do restaurante, e um pacote de guardanapo no banheiro. No começo eu achava bem estranho ter que limpar a boca com papel higiênico e vice-versa, mas hoje já acho que é tudo uma questão de ponto de vista. E funciona do mesmo jeito.

Quem mora na Tailândia sabe que todos os dias, às 8:00 da manhã e às 18:00 da tarde será executado o hino nacional, e, onde você estiver, deverá parar e permanecer assim até que a música acabe, em sinal de respeito. É muito bonito ver o respeito e admiração que a pessoas têm pelo país, como são patriotas e valorizam suas origens.

Morar na Tailândia é saber que para comprar é preciso pechinchar; quando você pergunta o preço de alguma coisa, eles já respondem dizendo que tem desconto pra você. Pode parecer chato, mas eles já esperam que você peça desconto. Por mais barato que seja, o preço ainda vai cair um pouco. Agora, se você puder sair às compras com um tailandês, aí sim vai economizar, pois os preços para os locais são sempre muito melhores do que para nós, turistas.

Realmente é impressionante poder conviver com uma cultura tão diferente da nossa e poder aprender uma coisa nova todos os dias. Mas com certeza, de todos esses hábitos e costumes, o que mais me chama atenção é o jeito com que o povo tailandês leva a vida. De uma forma leve, sempre com sorriso no rosto, os tailandeses fazem de tudo para receber, agradar e conquistar as pessoas. Trabalham sem reclamar, são educados, estão sempre sorrindo, satisfeitos e felizes. E com certeza, são um dos principais motivos que me fazem amar tanto esse lugar!

Espero que tenham curtido esse pedacinho da Tailândia que dividi com vocês, e até a próxima.

Related posts

Explorando um night market em Bangkok

Dani Vidal

Como é morar em Bangkok

Lea Freire

Cinco verdades sobre a Massagem Tailandesa

Bárbara Santos

1 comentário

Eliane Fevereiro 13, 2017 at 12:55 pm

Achei teu texto muito interessante e útil. Parabéns!
Estaremos em Bangkok de 23 a 26/3/2017.
Gostaria de saber se você tem indicação de algum guia para Bangkok, que fale português, para um pequeno grupo de 4 pessoas.
Agradeço a atenção.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação