BrasileirasPeloMundo.com
Espanha Turismo Pelo Mundo

Ecoturismo nas Vias Verdes espanholas

Hoje vou contar um pouco sobre a segunda coisa que mais gosto na Espanha depois da praia, as Vias Verdes!

A Espanha possui 125 Vias Verdes com mais de 2.700 quilômetros espalhados por todo o país! Mas o que são as Vias Verdes? São as muito antigas e inutilizadas linhas de trem, predominantemente mineiras, que foram transformadas em trilhas para caminhadas, bicicletas, patinetes, carrinhos de bebê, prática de esportes adaptados para pessoas com mobilidade reduzida e em algumas Vias Verdes você pode encontrar até cavalos.

São vias muito democráticas devido à baixa dificuldade e a boa acessibilidade dos seus percursos. Para ser considerada uma Via Verde, o trajeto da trilha, obrigatoriamente, deve ser em uma antiga linha ferrocarril inutilizada.

O espanhol adora e valoriza muito essas vias e durante os feriados e os finais de semana é destino certo para todos os públicos: esportistas, famílias com crianças e também turistas.

Inspirado nos projetos “Greenways” da Grã-Bretanha e Estados Unidos, a Espanha adaptou sua rede ferro-carril antiga e inutilizada e transformou esse patrimônio ferroviário obsoleto em rotas de esporte e lazer totalmente integradas à natureza. Países vizinhos como a Itália e a França também possuem o mesmo modelo de Vias Verdes espalhadas por todo o território.

Via Verde Oropesa del Mar. Arquivo pessoal.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar na Espanha

Fora isso, mais de 110 antigas estações que também estavam inutilizadas por o todo país foram reformadas para um novo uso social e de ecoturismo, como: restaurantes, aluguel de bicicleta e equipamentos. Além de centros de informações ambientais, turísticas e também culturais, já que essas vias passam sempre por alguma área de interesse natural, cultural e histórico.

Pode ser o mar Mediterrâneo ou o Atlântico, uma linda cachoeira, um centro de observação de aves (boa parte das aves de toda Europa migram para a Espanha para se abrigar durante o inverno, enquanto outra parte segue viagem até o norte da África e regressarão todas de volta ao restante da Europa com o tempo mais ameno da primavera), parques de vulcões inativos, montanhas, vales ou apenas a vegetação nativa de cada via, além de algum ponto de interesse histórico e cultural como torres, faróis, castelos e pontes. Ou seja, sempre cercada pela natureza, cada Via Verde terá o seu encanto!

Deixo aqui uma seleção das melhores Vias Verdes da seção El Viajero do jornal El País. Se você estiver passeando na Espanha fora das grandes cidades, vale a pena pesquisar se existe alguma Via Verde próxima e se está em boas condições para o passeio. Deixo também o site da rede Vías Verdes de España, com o mapa de todos os trajetos espalhados pelo país para consulta.

É possível levar coisas leves para um pequeno piquenique (nessa parte nem é preciso dizer que por ser na natureza nós mesmos recolhemos tudo depois do lanchinho e não deixamos nada de lixo no local, né?) ou parar em algum dos bares e restaurantes que se encontram geralmente no início e final dos trajetos ou nos povoados.

Quase sempre tem lugares para alugar uma bike, também no início e final das vias. Ou você pode apenas caminhar e desfrutar da natureza espanhola, seja no litoral ou interior do país. Além disso, você também pode levar seu pet, caso esteja viajando com ele.

Esse é um passeio gratuito que não é muito divulgado, e por isso acaba sendo mais de conhecimento das pessoas locais ou que já vivem no país. É um programa que eu recomendo principalmente com o tempo bom, já que é ao ar livre.

Arquivo pessoal.

As Vias Verdes espanholas completaram 25 anos de idade em 2018 e, inclusive, existe o dia nacional delas, comemorado todo 13 de maio. Vías Verdes é uma marca registrada e consolidada, e conta com a participação de diversos níveis de administração: nacional, comunidades autônomas e administração local, além da Fundación de los Ferrocariles Españoles.

Na comemoração desses 25 anos, foi feita uma pesquisa para o congresso de aniversário que ocorreu em Sevilla, onde foram definidos os saldos positivos e negativos pela rede Vias Verdes espanholas. Sendo os positivos: proporcionar áreas de esporte e lazer gratuitos, maior contato com a natureza, preservação de fauna e flora local e o incentivo ao uso da bicicleta. E como pontos negativos: a falta de interligação entre todas as Vias Verdes e o fato de algumas não terem a manutenção tão em dia. Ademais, foi apontado no mesmo estudo um grande potencial de crescimento do cicloturismo espanhol e a possibilidade de expansão dessas vias através da interligação das mesmas.

Eu, pessoalmente, acho maravilhosa essa iniciativa pois, ao se tornar uma Via Verde, toda a área recebe o status de parque e com isso existe todo um respaldo legal para manter a preservação da natureza local. Tenho a sorte de possuir na minha cidade uma Via Verde a beira-mar e em ótimas condições e boa manutenção.

São 5,7 quilômetros da antiga linha ferrocarril que foi transformada em uma trilha maravilhosa e que possui como paisagem além do mar Mediterrâneo e da vegetação agreste natural, duas torres históricas bastante antigas que completam o visual: Colomera e La Corda, ambas de construção datada de 1728.

É a Via Verde de Oropesa Del Mar e Benicassim, localizada na Comunidade Valenciana e inaugurada em 2009. Esta Via Verde utiliza quase 6 quilômetros da antiga linha de trem que ligava Castellón a Barcelona, datada de 1863 (data da inauguração da antiga estação de Benicassim).

Em toda a comunidade Valenciana existe mais outros 10 trajetos de Vias Verdes disponíveis, somando 162 quilômetros no total. Inclusive, a maior Via Verde espanhola fica aqui na Comunidade Valenciana, a Vía Verde de Ojos Negros, que possui sozinha 67,7 quilômetros.

A antiga rede ferroviária contornava parte da serra de Oropesa del Mar, e para os antigos trens ultrapassarem os obstáculos naturais foram abertas verdadeiras trincheiras nos morros que se encontravam no caminho, formando assim lindas fendas durante alguns pontos do trajeto que formam um efeito visual muito bonito, além de um túnel de 800 metros.

Fendas nas montanhas onde passavam os antigos trens. Arquivo pessoal.

A vegetação da Vía Verde Oropesa – Benicassim é bastante diversa e possui mais de 600 espécies de plantas catalogadas. Das minhas favoritas espalhadas pelos vários trechos são: lavandas, alecrim e tomilhos. Já dá para imaginar o perfume ao longo desse trajeto conforme o vento vai soprando sobre elas e misturando com o cheiro da maresia, da brisa do Mediterrâneo!

Eu frequento e amo essa Via Verde. Faço o trajeto completo de ida e volta pelo menos três vezes na semana. Antes da minha mudança para Espanha eu pesquisei bastante sobre as regiões e cidades daqui colocando tudo na balança: custo de vida, temperatura média anual e a natureza local. E no meio dessa pesquisa toda durante o processo de escolha da cidade, descobri a Via Verde de Oropesa Del Mar na internet.

Cheguei, inclusive, a fazer parte do trajeto da via por um tour virtual de um vídeo no YouTube onde apareciam até golfinhos no trecho de mar que contorna a via! Não tive ainda a sorte de vê-los pessoalmente durante os meus passeios, mas confesso que a presença deles no vídeo incentivou muito a nossa escolha por essa cidade!

Related posts

Os coloquialismos espanhóis da Espanha

Tati Sato

Dez opções imperdíveis de passeio em lagos, rios e montanhas na Áustria

Kely Martins

Balneários fora do clichê no Uruguai – Parte 1

Vanessa Gazetta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação