BrasileirasPeloMundo.com
Espanha Estações do Ano pelo Mundo

Os bosques da Espanha no outono

Hayedos espanhóis.

Os bosques da Espanha no outono.

Os hayedos são grandes bosques formados principalmente por: hayas, carvalhos, plátanos e pinheiros. Durante o outono, esses bosques tingem-se de diversas tonalidades de vermelho a dourado, atraindo diversos visitantes e turistas. São bosques únicos e de extrema beleza. Tão lindos que parecem encantados, saídos diretamente dos filmes e contos de fada. Se você vem à Europa durante o outono, esse é um passeio imperdível e também muito fotogênico!

Os principais hayedos da Espanha localizam- se na Cordilheira Cantábrica e nos Pirineus. Mas também  existem grandes hayedos espalhados por todo o país. Inclusive, algumas rotas e bosques são declarados Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, e são grandes áreas e parques nacionais protegidos!

O hayedo Retaule é o mais próximo da minha casa, ele fica na divisa de Tarragona com Castellón. Nessa floresta encontra-se um hayedo-padre com idade estimada de 250 anos.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para morar na Espanha

A haya

As hayas são árvores chamadas no Brasil de faias europeias. Elas costumam ter entre 35 e 40 metros de altura, e são típicas de climas frios e úmidos. Porém, necessitam também de uma boa quantidade de luz solar. O hayedo mais famoso do mundo é a conhecida Floresta Negra, localizada na Alemanha.

A haya é a mesma árvore que retrata e simboliza a árvore da vida na Europa. A árvore da vida é um símbolo metafórico utilizado em diversas regiões do mundo como Ásia, China, mundo árabe, Escandinávia, e cada cultura a representa com alguma árvore nativa. Por exemplo, em algumas regiões do Caribe a árvore da vida é representada por um coqueiro.

Outono

Durante o outono é o melhor período para visitar esses bosques e isso vai muito além da beleza única e do colorido dessas folhas. Mas, também, porque durante esses meses é o melhor período para colher cogumelos. Nesse momento acontecem eventos específicos e as pessoas passam o fim de semana fazendo trilhas e buscando cogumelos que são muito apreciados na culinária do país. Existem, inclusive, rotas micológicas guiadas com especialistas que conhecem cada tipo de cogumelo.

Mas atenção: apesar dessa colheita de cogumelos ser bastante tradicional e popular, todos os anos aparece algum caso na televisão de pessoas que sofrem intoxicação! A ingestão de algum cogumelo perigoso pode ser fatal. Por isso, o recomendável é sempre consumir os cogumelos recolhidos por um especialista no assunto.

Cores de outono na Espanha. Arquivo pessoal.

Leia também: Dicas para esquiar em Sierra Nevada

A trufa

A trufa é um tubérculo muito especial e o cogumelo mais raro e valorizado. Sua colheita é feita com a ajuda de cachorros farejadores, isso porque elas encontram-se enterradas abaixo do solo, bem próximo às raízes das árvores.

Sem sombra de dúvidas, meu cogumelo preferido é a trufa e, em especial, a negra. Eu sou apaixonada por ela antes mesmo de viver na Espanha e um dia escreverei um texto inteiro somente sobre ela! (Risos)

A Espanha é um dos maiores produtores em quantidade e qualidade de trufas, ficando depois da Itália e da França. Por ser um país produtor, o valor da trufa, mesmo sendo um ingrediente considerado caro, ainda é muito mais barato e acessível que no Brasil devido a importação.

E esses bosques são verdadeiras trufarias naturais devido às características ímpares de seu solo e microclima. O que consequentemente acaba atraindo também todo um turismo gastronômico para diversas regiões. Os restaurantes passam a servir vários pratos elaborados com a trufa, uma verdadeira maravilha! Além disso, nos povoados próximos, você sempre consegue comprar produtos artesanais e de excelente qualidade como queijos, massas e azeites em que a trufa é o ingrediente principal!

Preservação ambiental

A Espanha atualmente é o segundo país mais arborizado da Europa. Não dá para falar sobre os maravilhosos bosques espanhóis protegidos e valorizados e não deixar o meu registro de pesar e tristeza com o que vem acontecendo com o Brasil. Em especial, com a expansão de queimadas e as grandes áreas destinadas ao gado e soja na Floresta Amazônica.

Infelizmente a situação da Amazônia, somente neste último ano (entre 2018 e 2019) teve um aumento assustador e alarmante no número de queimadas. Podemos considerar o episódio da fumaça alcançar a cidade de São Paulo como um alerta bem sério.

É importante para o Brasil primeiramente preservar a floresta e seus povos, para poder manter a floresta como nosso patrimônio, assim como nossos países vizinhos que também abrigam a Amazônia. Eu acredito que como brasileiros, não queremos ver esse espaço “internacionalizado”, mas para isso realmente não acontecer é preciso frear a situação das queimadas atuais, com muita urgência!

Além disso, o desmatamento praticado por países no passado não pode servir de aval para se desmatar hoje e no futuro. Dizer que na Europa quase não existem florestas e nem natureza está muito longe da verdade. De todas as viagens que fiz pela Europa, pude comprovar com meus próprios olhos grandes áreas e grandes bosques e parques naturais protegidos em países como Alemanha, França, Itália, Portugal e aqui na Espanha.

É claro que por aqui a natureza é outra, com suas características próprias. Existem muitos estudos, inclusive, comprovando que as áreas verdes na Europa aumentaram, duplicando e até triplicando em algumas regiões e países.

Para finalizar, deixo um trecho de um artigo do Washington Post onde se diz claramente: A Europa hoje é mais verde do que cem anos atrás!

Related posts

Neve na Argentina

Fabi Lima

Mestrado na Espanha

Juliana Bezerra

Barcelona é uma cidade segura?

Carolina Lauzen

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação