BrasileirasPeloMundo.com
Espanha Turismo com crianças

Barcelona com crianças

Mudar de país é sempre uma aventura, mas mudar com crianças eleva tudo ao quadrado. Se nós mesmas, livres, leves e soltas já não sabemos com que vamos nos deparar, imagine quando se tem filhos. São tantas dúvidas que um pouco de informação pode ser útil quando o assunto é escolher um país, uma cidade, um bairro ou uma escola em outro lugar que não o nosso.

Como já mencionei num post anterior, não sou mãe, mas sim professora de uma associação que ensina língua e cultura do Brasil a descendentes de brasileiros em Barcelona. Por isso, o contato com as crianças e suas famílias é constante e já tenho algum conhecimento de causa quando o assunto é viver com filhos por aqui.

Barcelona é uma cidade linda, segura, cheia de eventos, natureza, monumentos históricos e muita vida, perfeita para o turismo. Mas será que essa vida toda é ideal para as crianças?

Na minha opinião, a resposta é: sim! Entretanto, é claro que algumas considerações precisam ser feitas para as mães e pais que pensam em vir morar por essas bandas.

Barcelona é organizada em distritos, onde a maioria dos bairros tem absolutamente tudo: mercado, escola, farmácias, posto médico, lojas, posto policial e parques. Isso significa que, independente do bairro que você escolha, não será necessário atravessar a cidade para ter acesso a educação, saúde ou lazer. Tudo está pensado para que você não tenha que passar muito tempo no trânsito ou em transportes públicos. É possível conciliar todos os serviços a curta distancia.

O sistema educacional público é considerado bom e qualquer pessoa pode conseguir vaga na escola – leia mais informações aqui. É importante considerar que na região da Catalunha, catalão é língua oficial e protagonista nas escolas públicas. De qualquer maneira, há um serviço chamado aules d’acollida (aulas de acolhida) onde as crianças começam a se acostumar com o catalão e têm aulas de reforço. Embora estejamos na Espanha e o castelhano é a língua oficial, 75% das aulas são ministradas em catalão, ou seja, as crianças terão que aprendê-lo de qualquer jeito.

No entanto, já sabemos que, para as crianças, aprender uma nova língua não é nada do outro mundo, e no caso do catalão, língua latina como o português, eu diria que não será um grande desafio. Ainda assim, sugiro que você chegue antes do início do ano letivo em setembro, para que seu filho(a) possa ter tempo de se adaptar. Se você preferir, também há muitas escolas particulares e internacionais que priorizam outros idiomas como o francês, o inglês, o alemão e o chinês, entre outros.

Saindo do âmbito escolar, Barcelona é uma cidade turística e multicultural. Se você não gosta de agito, evite ao máximo o centro da cidade, porque é onde há maior concentração de pessoas, especialmente entre a primavera e o outono. Opte por bairros “relativamente” mais tranquilos, fora do círculo “Plaza Catalunya.”

Colégio escolhido, matrícula feita, agora é hora de pensar no lazer. Uma grande vantagem que vejo é a quantidade de opções para o público infantil. Em Barcelona, existem os “Centros Cívicos”, espaços da prefeitura que realizam diversas atividades lúdicas e esportivas, além de oferecer teatros, contação de histórias, etc., tudo por um preço irrisório ou até grátis. Cada bairro tem o seu e nesta página você pode encontrar a oferta.

 

Arquivo pessoal
Biblioteca Agustí Centellas – Districto de Eixample

As bibliotecas públicas também têm (bons) espaços para o público infantil, com literatura diversa, equipamentos multimídia e alguns cursos de formação. Nos fins de tarde é comum os pais levarem as crianças para fazerem os deveres de casa, aulas de reforço ou ainda passar um tempo juntos em um ambiente quente no inverno e fresquinho no verão. Em geral, as bibliotecas de Barcelona funcionam de segunda a sexta-feira e é possível associar-se gratuitamente para levar livros para casa. Para os que estão chegando, é uma maneira de familiarizar as crianças com o idioma catalão, já que há uma infinidade de bibliografia infantil nesse idioma.

Arquivo pessoal
“As princesas também soltam pum”- versão em catalão

No fim de semana, com um tempo quase sempre seco (exceto nos meses de maio e outubro, quando chove mais), os parques são uma ótima pedida. Cada bairro tem seu parque e há vários pequenos parques infantis, geralmente perto das escolas, para aproveitar. No entanto, também há parques maiores como o Parc de la Ciutadella, Parc Guell, Parc del Laberinto, entre outros, que são lindos e valem a pena uma visita e um piquenique em família.

As praias também são espaços kids friendly (você queira ou não, hehehe). Em algumas, há brinquedos infantis e o mar é tranquilo e praticamente sem ondas, o que torna o passeio agradável e seguro, bem diferente das praias do Rio Grande do Sul, que o mar têm um repuxo fortíssimo e os pais passam o tempo todo vigiando os filhos no mar, hehehe.

Por último e não menos importante, os museus são um atrativo e tanto para os pequenos. Recomendo o museu Blau, o museu olímpico, o museu CosmoCaixa e o museu de la Xocolata, que possuem atividades focadas para o público infantil e só a visita já vale a pena!

E para não perder o nosso amado português, a Associação de Pais de Brasileirinhos na Catalunha (APBC) está aí para ajudar!

Espero ter dado uma ideia do que é viver aqui com crianças. Na verdade, é tudo de bom!

Até a próxima!

Related posts

Onde morar na Espanha: cidade ou “pueblo”?

Melissa Dobrezanski

Três lugares imperdíveis pra visitar próximos a Lima, no Peru

Janayna Guerra

Idioma valenciano

Thais Maciel Gomes

3 comentários

THAIS SOUZA ALVES Fevereiro 25, 2017 at 3:51 pm

Oi Juliana tudo bem? Estarei em 2018 à Espanha realizar um Mestrado, meu marido possui cidadania portuguesa e também vai como estudante, minha filhas estarão nesse período cursando a 8 serie e 1 ano do segundo grau, minha dúvida reside no fato das aulas começarem em Setembro, cuja as meninas ainda estarão concluindo os estudos no Brasil, nesse caso seria melhor transferir e começarem o ano letivo espanhol novamente ? ou passar quase 9 meses sem estudar? soube que as escolas nao aceitam entrada no após aulas começadas, será que conseguiremos ao menos matricular para as aulas de acolhimento da língua ou somente para frequentarem para adaptação? existe algum órgão que possamos contatar, ainda aqui no Brasil? Imensamente agradecida.

Resposta
Glaucia Março 12, 2017 at 11:29 pm

Olá Juliana, parabéns pelo artigo!!! Estou planejando fazer pós graduação na Espanha e levar meu filho comigo. Você sabe me dizer se eu indo com visto de estudante,meu filho poderá estudar em uma escola pública?

Resposta
Jeniffer Agosto 1, 2017 at 2:06 am

Juliana, muito obrigada! Meu marido foi convidado para trabalhar em Barcelona e estamos aturdidos com a ideia de nos mudar com três crianças. Nem sabia por onde começar! Gratidão imensa.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação