BrasileirasPeloMundo.com
Finlândia

Eu falo finlandês. Qual o seu super-poder?

O título de meu texto deste mês foi inspirado no vídeo I speak Finnish. What´s your superpower?, que circulou recentemente pela rede, aqui na Finlândia. Mas será que finlandês é mesmo uma língua “impossível” de aprender?

Gostaria de dividir minha opinião não somente sobre o finlandês, mas sobre o idioma de qualquer país do mundo para onde se imigre.  A língua materna é uma das características culturais mais fortes de uma pessoa. É no âmbito dela que encontramos sentimentos, pensamentos e sonhos, é onde está a forma mais pura de expressão de um indivíduo. Sem falar o idioma local um imigrante pode ter emprego, amigos e vida social, mas sua independência, aspirações profissionais, capacidade de compreender e ser compreendido e até mesmo sua segurança, pois às vezes relacionamentos e empregos não são eternos, serão limitados. Você não precisa falar perfeitamente, mas saber o suficiente para manter uma conversação, mesmo que precise recorrer ao inglês ou a outras línguas de vez em quando é essencial.

Estudar finlandês demanda tempo, muita dedicação, paciência e, acima de tudo, VONTADE. Se você não tiver vontade, muito provavelmente irá se desestimular e tenderá a desistir.

http://www.nuoretporilaiset.fi/
http://www.nuoretporilaiset.fi/

Quando vim para a Finlândia definitivamente em 2009, eu falava muito pouco finlandês. Meu pai nunca me ensinou e o pouco que aprendi foi durante algumas idas e vindas. O fato de eu falar inglês também atrapalhou meu aprendizado, pois normalmente era possível deixar o finlandês de lado.

O governo do país oferece um programa de imersão linguística e cultural, no qual você pode receber uma bolsa de estudos para estudar a língua. As aulas são de segunda a sexta feira, em média 6 horas por dia. Os pré-requisitos principais para se candidatar são:

  • no caso de imigrantes, já ter visto de residência (você já tem de estar inserido no sistema de seguro social para participar do programa), ou
  • ter nacionalidade finlandesa, e
  • não ter ultrapassado o período de três anos de residência no país, caso tenha em mente receber o auxílio de integração. Após este período as regras para bolsa de estudo são diferentes. Para saber mais, procure o instituto de emprego de sua cidade (Työvoimatoimisto).

O objetivo principal do programa é preparar imigrantes e descendentes que não dominem a língua para a vida profissional ou para ingressarem em uma escola profissionalizante. Na região metropolitana de Helsinque, onde há um número muito superior de candidatos do que de vagas, há uma lista de prioridades. Por conta disso, optei por morar durante o período de estudos em uma cidade do interior, pois a concorrência era menor.

Na entrada do jardim da "Kouvolan Ammatillinen Aikuiskoulutuskeskus" (escola profissionalizante para adultos de Kouvola) - demorei 10 dias para aprender a falar isso.
Na entrada do jardim da “Kouvolan Ammatillinen Aikuiskoulutuskeskus” (escola profissionalizante para adultos de Kouvola).

Os níveis dos cursos de finlandês são estabelecidos de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas. Para entender cada nível, leia as informações aqui.

Divisão dos cursos:

  • PERUSKURSSI – Nível A1 (iniciante) – o curso dura em média 3 meses e é voltado para quem não tem conhecimento prévio do idioma.
  • JATKOKURSSI – Nível A2 (básico) – também com duração de mais ou menos 3 ou 4 meses.
  • MaVa Kurssi (Educação preparatória para imigrantes)– para este curso é obrigatório no mínimo nível A2 de conhecimento linguístico. Para ser aceito, há uma entrevista e uma prova escrita. A duração  é de um ano. Ao final do curso é esperado que a pessoa atinja o nível B2 (usuário independente). O MaVa é um curso bem complexo onde são ensinadas diversas matérias além da língua finlandesa. Há inclusive um período de estágio obrigatório, onde o aluno deverá buscar, dentro de sua área de interesse, uma empresa ou organização que o acolha por dois meses. O estágio é não-remunerado e o aluno continua a receber a bolsa do governo durante este período. Ao final do curso, todos deverão fazer o exame nacional de língua finlandesa (Yleienen Kielitutkinto) onde serão avaliados compreensão oral, auditiva, escrita e fala. Quem atingir o nível B2 será considerado apto para trabalhar e poderá também se candidatar a uma vaga em escola profissionalizante.

Fui nivelada diretamente para o Jatkokurssi. Isso, no entanto, não foi uma grande vantagem. Meus colegas de classe que começaram pelo Peruskurssi já estavam imersos na língua há três meses, eu nunca havia tido essa experiência. Durante praticamente metade do curso eu não entendia nem 20% do que a professora dizia. Houve momentos em que literalmente chorei, principalmente fazendo os deveres de casa que eram muito longos e demandavam duas horas ou mais do meu tempo (isso depois de passar 6 horas numa sala de aula). Quando chegou a hora deu fazer a prova para o MaVa, eu tinha certeza de que não passaria. Éramos 16 e só havia 13 vagas. Qual não foi minha surpresa e grande felicidade ao ser capaz de compreender e de responder a todas as perguntas da entrevista e acertar 80% da prova escrita?

Abracei o MaVa com todas as minhas forças e, em março de 2011, fiz o exame nacional de língua, recebendo o certificado B2. Receber o envelope com meu certificado foi um dos momentos mais felizes de minha vida na Finlândia até aquele momento.

Infelizmente nem todos têm a oportunidade de fazer este curso por conta da relação candidato-vaga. Quem está na Finlândia com visto temporário também não pode fazer o curso, mas mesmo assim, há diversas opções por todo o país. Uma boa fonte de informação para quem deseja estudar finlandês ou para quem deseja pesquisar sobre estudo em geral no país é o site Study in Finland.

Quem vive na área metropolitana de Helsinque também pode pesquisar no site da Universidade de Helsinque sobre cursos de finlandês.

Outras instituições que oferecem cursos baratos são os chamados Kansalaisopisto, espécies de centros culturais municipais onde diversos cursos são oferecidos em diversas áreas. Basta digitar no google o nome da cidade + Kansalaisopisto, e você encontrará o site.

Related posts

O lindo verão finlandês que muda as pessoas

Maila-Kaarina Rantanen

Como tirar carteira de motorista na Finlândia

Lili Simmelink

Por que voltar a estudar depois dos 40 na Finlândia?

Maila-Kaarina Rantanen

10 comentários

Maxmilian Ziegelmüller Abril 11, 2015 at 2:29 pm

Ótimo relato. Se eu tivesse tempo, aprenderia finlandês. Mas estou ainda no Sueco e Dinamarquês… rs

Resposta
Silvia Lira Abril 11, 2015 at 11:52 pm

Excelente título!!! 😀
Eu não tenho nenhuma facilidade com idioma nenhum, nem com o português! E essas provas de proficiência são tão corridas, eu sempre penso que se tivesse mais tempo faria melhor… hehehehhe
Parabéns pelo certificado!!! 🙂

Resposta
Daniel Rocha Outubro 13, 2015 at 2:01 am

Estou com planos de imigrar para a Finlândia com meu pai e madrasta grávida em pouco menos de um mês. Iremos eu e ele com passaporte europeu e uma reserva em dinheiro para 2 meses cada. Assim que chegarmos estaremos nos registrando na polícia.
Perguntas:
1. Pra se registrar na polícia como cidadão europeu com a intenção de residir no país de forma permanente é preciso estar empregado?
2. Assim que me registro na polícia posso receber benefícios do kela?
3. Qual grande cidade há menos déficit de vagas para a bolsa de integração?
4. O curso profissionalizante faz parte da bolsa e ocorre juntamente com o curso de linguagem?

ps: dei uma boa gargalhada da senhora sentada olhando pra sua tatuagem e a aparente cara de desaprovação rs

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Outubro 15, 2015 at 10:50 am

Olá Daniel,
Suas perguntas são muito específicas e demandam uma consultoria de verdade. Aconselho você a enviar mensagem para a Embaixada da Finlândia no Brasil para que possa ter suas dúvidas respondidas. Obrigada

Resposta
Debora Rosendahk Janeiro 27, 2016 at 6:28 am

Obrigada pelas dicas! Gostaria de saber se tem algum curso gratuito que posso fazer enquanto espero meh visto permanente sair.
Me mudei em dezembro para helsinque e já deu entrada nos papeis. Você sabe qual a média de tempo? Obrigada!

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Janeiro 27, 2016 at 7:29 pm

Olá Debora,
Infelizmente não sei de nenhum curso gratuito e nem sobre quanto tempo seu visto demoraria. Mas você pode conseguir essas informações com o työvoimatoimisto e com o Kela. Procure cursos pelo site do kansalaisopisto, não são gratuitos mas são muito baratos!
Boa sorte

Resposta
Gabriel Leal Fevereiro 17, 2017 at 4:06 pm

Boa tarde Maila;

Eu tenho cidadania portuguesa e pretendo ir para a Finlândia e fazer este curso, você sabe quanto é, mais ou menos o valor que se recebe, e se eu teria como eu receber já que sou membro da EU?

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Fevereiro 18, 2017 at 1:03 pm

Prezado Gabriel,
Este texto é antigo e a lei mudou recentemente. Mesmo você sendo cidadão da UE, existe um tempo de carência para que você possa adquirir todos os direitos e, principalmente, benefícios do governo. Não é só chegar e começar a usufruir não. O formato desse curso mesmo mudou bastante recentemente e ainda não está definido como esse benefício será mantido, por quanto tempo e nem mesmo se será mantido. Pelo que sei, um cidadão da UE que queira se estabelecer na Finlândia precisa comprovar que realmente tem a intenção de construir no país. Você tem direito automático a residir e a trabalhar por ser da UE, mas não tem direito a benefícios sociais acho que por um ano. Enfim, pretendo escrever sobre isso quando o governo anunciar oficialmente as mudanças, mas pelo que sei, você não adquire esse direito só pelo fato de se mudar para cá. Se fosse tão fácil acho que todos os desempregados da Europa viriam para cá estudar finlandês, não é mesmo? hehehe (Não estou me referindo a você, ok? Só estou dando um exemplo do que aconteceria se fosse tão fácil).
Um abraço,
Maila

Resposta
Sandra Janeiro 20, 2018 at 6:06 am

Bom dia Maila!
Estou na Finlandia há 3 meses e iniciarei esse projeto de estudo de língua pelo governo, e minha intenção é tentar exercer minha função de contadora aqui, ou mesmo trabalhar no mesmo setor em qualquer cargo para aprender, você diria que é uma área boa para conseguir trabalho aqui para um estrangeiro? Já morei fora e algumas vagas era difícil concorrer com os nativos, mas pesquisei que é uma área que falta profissional aqui, assim como enfermeiros.
Alguma dica?
Obrigada

Resposta
Maila-Kaarina Rantanen Janeiro 22, 2018 at 11:47 am

Olá Sandra!
Acho que em sua área conseguirá trabalho sim. Você realmente precisa ter um bom nível de finlandês para conseguir um emprego, mas acho perfeitamente possível. Em contabilidade você pode, inclusive, abrir uma pessoa jurídica e prestar serviços como terceirizada. Muita gente faz isso. Depois que terminar o curso de finlandês, faça o curso de empreendedor do Te-Toimisto para saber mais a respeito.
Também acho interessante você fazer cursos na área aqui, mesmo que tenha que estudar de novo coisas que já sabe. Sempre há diferenças e um diploma local faz bastante diferença. Acho que você está no caminho mais que certo. Boa sorte!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação