BrasileirasPeloMundo.com
Carteiras de Motorista Pelo Mundo Holanda

Existem carros na Holanda?

Existem carros na Holanda?

Sim, por incrível que pareça, carros na Holanda existem! Mas assim, isso não quer dizer que é um processo econômico ter um carro, muito pelo contrário, ter um carro na Holanda pode significar um belo de um investimento. Afinal, o país é conhecido pelas bicicletas e acho que eles não querem deixar essa fama para lá.

E como faz para ter um carro na Holanda? Bom, para comprar um carro por aqui, você precisa ter uma carteira de motorista válida (o texto da Cintia explica certinho como fazer isso!), garantir que fez o registro, pagou as devidas taxas, tem um seguro e tem um carro que seja propício para trafegar nas ruas. Começando pelo registro, logo quando mudei recebi uma carta do governo perguntando se eu tinha um carro ou não e, em caso positivo, eu deveria começar a pagar taxas o quanto antes. O mais engraçado é que eles fazem questão de mandar essa carta NO SEU IDIOMA para ninguém depois falar que não entendeu o que estava escrito em holandês (o que é bem comum nessa vida). É meu bem, não tem como dessa escapar não!

Calma, desculpa pela digressão. Voltando ao assunto do registro, se você tem uma identidade holandesa é sucesso. Vou vai lá até o CORREIO e faz o registro. Sim, eu disse correio. Processando…Enfim, como a maioria de nós não faz parte desse grupo, precisamos ir até um local chamado RDW (onde são feitas inspeções) e levar documentos do seu registro na cidade, passaporte, carteira de motorista e documentos do carro. Reza a lenda que é super simples e tudo sai rapidinho.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar na Holanda

Estamos registrados. E agora? Agora é hora de pensar em um seguro. E o que você precisa fazer? Encontrar uma empresa de seguro e contratar. Pronto, simples assim! Ufa! Agora assim, as taxas, ahhh aparentemente essas doem no bolso. Principalmente se você importou seu carro de algum lugar. Aí o bicho pega e você precisa pagar três tipos de taxa: VAT, BPM e uma taxa de importação. PORÉM, o mundo não está perdido. Existe uma maneira de contornar essa situação e evitar que seu dinheiro saia voando. A única forma de fazer um carro importado não ter que pagar taxa é se você conseguir provar que seu carro é parte da sua mobília. Não, isso não significa que você tem que guardar o carro dentro de casa. A melhor parte é que isso não é ilegal e você pode salvar uma quantia próxima a cinco mil euros. Escrevi até por extenso para ficar mais sério. Vai vendo..

Leia também: Bolsa de mestrado: qua paga por você? A Holanda

Mas calma, mesmo você provando que seu carro é tipo uma mesa, isso não significa que você não vai mais pagar nenhuma taxa, mas só não vai pagar as taxas relacionadas à importação. As taxas normais são baseadas em fatores diferentes que levam em conta o tipo de combustível que o carro usa, o peso do carro, a província em que a pessoa mora e – PASMEM –a quantidade de CO2 emitida também é um critério. Eita!

Falando em quantidade de CO2, como uma boa amante da sustentabilidade, existe um desconto chamado MIA que se aplica caso você tenha um carro que seja bom para o meio ambiente determinada pela quantidade de CO2 emitida. Veja só: até 36% do valor do carro pode ser descontado (considerando um máximo de 50.000 euros) se o seu carro não emitir nenhum CO2. Caí da cadeira. Ok, ok não precisa ser apenas zero. Para emissões de até 30g CO2/km o desconto é de 27% (com um máximo de 35.000 euros) e para emissões de até 50g CO2/km o desconto cai para 13,5% (com um máximo de 12.500 euros). E essa é a principal razão porque a quantidade de carros híbridos e elétricos na Holanda aumentou consideravelmente. De acordo com o site holandês CBS, de 2015 a 2017, por exemplo, o número de carros híbridos praticamente dobrou. Já os carros 100% elétricos, entretanto ainda são apenas 2% da fatia do mercado. Mas assim, outra vantagem para o bolso é que o preço da eletricidade é mais baixo do que o dos combustíveis fósseis, ou seja, fortes esperanças que esse número cresça mais ainda.

E ainda não acabou! Segundo o site do governo holandês, a produção de novos carros movidos a gasolina, diesel e outros derivados de petróleo será BANIDA a partir de 2030. Olhos de uma pessoa formada em energias renováveis brilham com essa informação maravilhosa! Isso significa que todos os novos carros na Holanda a partir de 2030 não vão emitir nenhuma moleculazinha de CO2? SIGNIFICA! Caiu uma lágrima. Mas assim, como comentei antes, a quantidade de carros híbridos aumentou consideravelmente, porém a quantidade de carros 100% elétricos ainda é muito reduzida, então Holanda, sebo nas canelas aí para alcançar esse objetivo levemente ambicioso.

E para aqueles que estão se perguntando “mas, eu preciso de um carro na Holanda?”. Precisar não precisa não. Nas cidades, as bicicletas são sempre a melhor opção e os ônibus e bondes ajudam bastante também. Os trens são muito bons (apesar dos atrasos) e, considerando o tamanho do país, é possível ATRAVESSAR o país de trem. E isso dura no máximo umas 4 horas ou seja, nada diferente de um dia de dilúvio universal em São Paulo em que andar a pé é a melhor opção. Mas sabe…mesmo com essa loucura que é essa cidade, dá saudades da minha Selva de Pedra. E já que meu carrinho ficou por lá, por enquanto as únicas marchas que eu troco são as do meu transporte de duas rodas.

Bedankt em tot ziens!

Related posts

Como transferir carteira de motorista na Polônia

Juliana Cavalher

Haia. Afinal que cidade é esta?

Roberta Mellis

Creches e cuidados infantis na Holanda – Parte II

Cintia Beatrice

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação