BrasileirasPeloMundo.com
Colômbia Turismo Pelo Mundo

Guatapé, a cidade mais colorida da Colômbia

Guatapé, a cidade mais colorida da Colômbia.

Localizada no departamento de Antioquia e a apenas 2 horas de Medellín, a cidade de Guatapé ficou conhecida como o povoado mais colorido da Colômbia. Uma cidadezinha que mistura tradição campestre e história indígena, refletindo todo seu encanto nas artes das ruas cheias de vida.

Guatapé está a 1.925 metros sobre o nível do mar, com um clima ameno e chuvas ocasionais, a temperatura está entre 21 e 13°C. O título não oficial de cidade mais colorida da Colômbia foi dado pelos viajantes que se encantaram com os zócalos, nome dado às pequenas obras de arte que adornam as paredes das casas e que, a princípio, serviam para preservar as paredes das galinhas e da umidade. Com o tempo, as pinturas foram espalhando-se pela cidade, ganhando espaço e beleza.

Em meados do século passado, um senhor chamado José María Parra começou a decorar sua casa com obras feitas em concreto, usando muitas cores na pintura e ilustrando imagens da história da cidade, como uma forma de registrar com imagens sua vida cotidiana. Tal é a importância dessas artes, que elas estão presentes em cafés e restaurantes e até na igreja principal da cidade.

Leia também:  Passeios com crianças em Medellín

Caminhando pelas ruas da pequena cidade, existem lugares que se fazem necessária uma parada, como por exemplo a Calle del Recuerdo. O lugar é considerado um patrimônio urbanístico e arquitetônico do município de Guatapé. Esta pequena rua representa uma das ruas típicas que foram inundadas quando decidiram criar o reservatório. Assim, caminhar por esta rua significa entrar um pouco na história da cidade. Nesta rua está o Museu Histórico Comunitário de Guatapé, um local fácil de reconhecer pelas suas residências com alguns dos zócalos mais coloridos e representativos para a população. Outro bonito lugar é a Plazoleta del Zócaloque, uma das praças mais coloridas da cidade. Nela existe uma escadaria linda para fazer fotos e descansar depois dos passeios. É um lugar onde geralmente acontecem shows e apresentações artísticas. E claro, está rodeada de casas, edifícios, restaurantes e lojas de artesanatos cheias de obras de arte e muitas cores.

Igreja de Nuestra Señora del Carmen - Guatapé
Igreja de Nuestra Señora del Carmen, um templo estilo greco-romano que demorou mais de 70 anos na construção. Foto: arquivo pessoal.

Guatapé também é conhecida pelo seu imenso reservatório de água. No ano de 1978, quando a região apresentava um grande crescimento populacional e industrial, a empresa responsável pelo abastecimento de água do departamento, resolveu abrir a represa do rio Nare e inundar a cidade de El Peñol e Guatapé. As opiniões negativas da população não foram suficientes, os cidadãos tiveram que deixar seus lares e a região transformou-se num enorme rio com algumas ilhas que ainda guardam vestígios da antiga cidade.

Hoje em dia o reservatório possui em suas ilhas casas e hotéis de luxos. Um dos planos turísticos da cidade é fazer um passeio de barco pelo lugar, ver toda a extensão das águas, conhecer as casas de personalidades famosas colombianas e ainda vestígios da antiga cidade, como a torre da igreja inundada e parte do cemitério. Na borda do reservatório há um calçadão onde é possível desfrutar de várias atividades aquáticas, como brinquedos infantis, stand up paddle e caiaque.

Reservatório de água visto desde a Piedra del Peñol. Foto: arquivo pessoal.

Leia também: Opções de esporte em Medellín

Dentre as diversas atrações de Guatapé, uma delas é a Piedra del Peñol. Famosa por proporcionar uma vista incrível do reservatório de água, a Piedra del Peñol é um enorme monólito de 220 metros de altura, 60 mil toneladas, e um diâmetro de 100 metros, que em seu interior abriga mais de 650 degraus de escadas que culminam num dos mirantes mais incríveis da Colômbia.

O lugar, que na antiguidade era adorado pelos povos indígenas, hoje abriga restaurantes e lojas de artesanatos. É necessário muita energia e disposição para subir os vários degraus ao redor da grande pedra. Mas, a vista de 360 graus do mirante, vale a pena toda a energia depositada. Segundo a história, no ano de 1954, Luis Eduardo Villegas foi a primeira pessoa a subir ao cume da pedra. Acompanhado de dois agricultores da região, eles demoraram cinco dias para chegar ao topo.

Vista do reservatório de água com a Piedra del Peñol ao fundo. Foto: arquivo pessoal.

Em Guatapé também existe lugar para a caminhada ou trekking. Fora do centro da cidade existem trilhas ecológicas que cruzam reservas florestais, rios, cachoeiras, caminhos de paisagem montanhosa que levam ao Mosteiro dos Beneditinos e as trincheiras do general José María Córdoba.

Passar uma noite em um hotel nas ilhas, remar calmamente pelo grande rio artificial, sentar numa praça e tomar um café colombiano, parar num restaurante e provar da comida local, caminhar pelas trilhas aproveitando a paisagem montanhosa, Guatapé é uma cidade pequena no tamanho, mas enorme em opções turísticas e culturais.

Related posts

Vamos “Pueblar” no México?

Joseane Dambros

Dicas de turismo na Grécia

Carla Werder

Por que Zagreb é o melhor destino europeu de 2017?

Renata Ferrari Pegoretti

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação