BrasileirasPeloMundo.com
Colômbia Turismo Pelo Mundo

Região cafeeira na Colômbia

Região cafeeira na Colômbia.

Não é segredo que o café colombiano é um dos melhores do mundo. O grão do café, vindo da África, começou a ser cultivado na região colombiana de Santander, e durante o século XX foi um produto primordial na exportação colombiana. O café é cultivado em quase todo o país, mas existe uma região específica onde essa deliciosa bebida torna-se atração cultural e turística. O Eje Cafetero, é uma região geográfica, cultural, econômica que está localizada na região andina, sobre as cordilheiras Ocidental e Central. A região é composta de muitas cidades, tendo como principais departamentos Caldas, Risaralda e Quindío.

O Eje Cafetero é uma das zonas turísticas mais visitadas da Colômbia, uma etapa quase obrigatória de qualquer viagem que se considera o café do país por excelência. Devido à grande importância dessa região, a Unesco declarou no ano de 2011 o Paisaje Cultural Cafetero como Patrimônio da Humanidade.

Leia também: Frutas típicas e exóticas da Colômbia

As condições climáticas e geológicas desta região determinam a produção de um café de alta qualidade, com períodos de colheita relativamente curtos. Os agricultores desenvolveram técnicas de cultivo e processamento dos grãos e continuam fazendo da mesma forma até os dias atuais, mesmo com as novas técnicas de industrialização. Isso é um dos fatores que otimizam a qualidade do café colombiano.

Plantação de café na Fazenda Venecia (Manizales – Colômbia). Foto: arquivo pessoal.

A Colômbia é o segundo país produtor de café no mundo. O trabalho da Federación Nacional de Cafeteros de Colombia conseguiu posicionar o café colombiano como o melhor do mundo. A região criou uma identidade própria, com costumes em torno da tradição centenária, e com ela desenvolveu uma cultura turística que se converteu num dos símbolos do país. O famoso personagem da marca de café Juan Valdez, representado por um agricultor vestido com roupa típica e acompanhado do seu cavalo, foi criado pela Federação e se tornou um triunfo da promoção das tradições da região.

Os três departamentos que compõem o Eje Cafetero desenvolveram uma grande oferta turística. A oferta baseia-se em hotéis com características da região e identidade cultural dos agricultores. São fazendas de café, com antigos casarões tradicionais e rurais cheios de história e colorido. Esses locais oferecem ao visitante participar das atividades campestres como, por exemplo, participar da colheita do café e andar a cavalo. Mas também é possível aproveitar o dia de sol nas piscinas, ou simplesmente sentar numa cadeira de balanço e provar todos os tipos de café. 

Leia também: Expressões colombianas

Além de oferecer muitas opções de hospedagem, o turista pode encontrar divertidos parques temáticos, passeios pelos cafezais, degustações da bebida, campos de golfe, esportes em meio à natureza, excelente gastronomia e, claro, café em todas as etapas de seu processo de produção. Em seguida, comento-lhes o que é possível fazer nas três principais cidades da região:

Caldas

É uma das mais importantes produtoras cafeeiras, tendo Manizales como sua capital. É em Manizales o ponto de partida para o Parque Natural los Nevados, onde é possível pisar na neve e admirar a paisagem gelada e de grande altitude, que chega a 4.800 metros. O parque abriga o Nevado Santa Isabel, uma montanha composta por um vulcão adormecido. Várias empresas fazem trilhas até o vulcão, mas é importante ter um bom preparo físico para tal aventura. É um passeio fantástico, mas exige preparação e espírito aventureiro. Aos pés da montanha estão os Termales Santa Rosa de Cabal, um spa natural para banhar-se nas águas térmicas e realizar atividades de relaxamento e cuidado corporal.

Nevado Santa Isabel (Parque Natural de los Nevados – Colômbia). Foto: arquivo pessoal.

Pela geografia montanhosa, a cidade possuía um teleférico que escoava o café da região até o porto de Mariquita. A estrutura deixou de funcionar, mas ainda se pode enxergar vestígios dela, como a estação de madeira, atual sede da Universidade Nacional.

Quindío

Na capital Armenia e seus arredores, é possível encontrar lugares magníficos para se conhecer. Um destino de tradição e descanso é o Parque Nacional del Café, o maior museu a céu aberto sobre o tema. Usando um teleférico, o visitante passeia por uma área de 52 hectares de plantações. O passeio ainda conta com uma trilha acompanhada por um guia, mostrando o processo de produção do café. Além disso, o visitante pode desfrutar do Show do café, que consiste em artistas vestidos com roupas típicas, dançando e contando sobre a história da região. Vários brinquedos também fazem parte das atrações.

Outra cidade importante é Salento, que possui grandes riquezas naturais e históricas. A praça Bolívar é considerada Patrimônio Cultural da Nação, e fica cercada por casas coloniais com janelas e varandas coloridas. No entorno há restaurantes especializados em comidas típicas e, claro, um bom café. 

Os jipes, conhecidos como willys, antigamente utilizados para transporte do café, hoje são veículos típicos e coloridos que levam os turistas até o Parque Natural del Valle del Cocora, onde estão os bosques de Palma de Cera, árvore nacional e única de sua espécie que cresce em clima frio. As árvores criam um cenário encantador onde é possível desfrutar de passeios a pé ou cavalgar pelas trilhas. 

Parque Nacional Natural Los Nevados. Foto: arquivo pessoal.

Risaralda

Localizada entre Armenia e Manizales está Pereira, a capital do departamento de Risaralda, que possui uma agitada vida noturna e rica gastronomia. O Bosque del Samán tem casas com características de sede de fazenda, localiza-se no município de Cerritos, próximo à Pereira. Na capital está o Jardín Botánico Universidade Nacional de Pereira, considerado um dos mais importantes da Colômbia, por seus habitantes naturais e silvestres, e também por ter um dos orquidários mais importantes do mundo. Já o Bioparque Ukumarí, que antigamente era o Zoologico Matecaña, é um dos mais importantes da Colômbia devido seu alto índice de reprodução. Ao redor, é possível apreciar cenários como as fazendas cafeeiras rumo ao município de Marsella, as fazendas na estrada de Cerritos e a passagem pelo rio Cauca no povoado de Virginia.

As capitais dos departamentos são importantes portas de entrada da região para os turistas, mas são nos pequenos povoados onde podemos encontrar a vida tradicional como ela é. Alguns povoados são: Santuário, Belén de Umbría, Salamina. Neles é possível ver os casarões que se conservaram originais, acompanhar o trabalho dos agricultores na sua rotina diária, e conhecer, através do café, a história de vida de pessoas, cidades e de todo um país.  

Related posts

Dicas de turismo na Eslovênia

Marta Berglez

Dicas para conhecer os museus de Beirute – Parte 1

Cláudia Rahme

Sequoia National Park

Natália Baldochi

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação