BrasileirasPeloMundo.com
França

Hábitos que adquirimos na França – parte 1

A Marcela já escreveu sobre a mudança de  hábitos na França em outubro 2016. Eu posso dizer que depois de 3 anos e meio na França, realmente passamos a assimilar alguns hábitos franceses, muitas vezes sem perceber e outras vezes é quase uma imposição.
Listei 12 hábitos que adquirimos desde que estamos aqui, como ficou muito grande, dividi em duas partes.

Segue a primeira parte:

1-Respeito à horários e compromissos

Foi um pouco difícil se acostumar com as regras daqui, mas não teve jeito.
Funciona da seguinte maneira: Se você tem um compromisso às 15h, vai começar às 15h, (no máximo 15:15h). E se você chegar mais de 1h atrasado (hábitos brasileiros), perdeu o compromisso e ainda será considerado uma falta de respeito com a pessoa em questão.
Pode ter certeza que ninguém vai achar normal, pelo contrário. E se você ouvir de um francês, “isso é coisa de brasileiro”, isso não será nenhum elogio. A pontualidade vale para reservas de restaurantes, aniversários, lanches, almoço/ jantar em casa de franceses. Se por acaso você atrasar ou não puder ir, você deve ligar para avisar, e não deixar as pessoas simplesmente esperando, como acontece no Brasil algumas vezes.

2-Consultar a meteorologia antes de sair ou programar uma viagem

Eu achava super estranho toda vez que falava com um francês de Clermont por telefone, a primeira pergunta era sobre a meteorologia (meteo). Não entendia porque tamanha importância e às vezes achava que era falta de assunto. Doce engano. Aqui realmente precisamos saber e ver a meteo antes de sair ou programar uma viagem. O motivo?
De manhã pode fazer -2 graus e a tarde 15 graus, por exemplo; ao mesmo tempo que no verão pode fazer um dia com 32 graus de temperatura máxima e no dia seguinte 20 graus.
A temperatura varia muito não só durante a semana, como durante o dia. Se eu me vestir hoje baseado no tempo de ontem, corre o risco de morrer de calor ou de frio. Depois de errar algumas vezes e depois de fazer a mala errada para um final de semana, aprendemos a não sair de casa sem olhar a meteo.

3- Usar ” roupas cebola “

Como falei, podemos sair de casa com 5 graus e durante o dia chegar aos 20 graus. Nesse caso fica difícil escolher a roupa. A solução? Roupas “cebola”, ou seja, usar camadas de roupas e a medida que for esquentando ou esfriando, você coloca ou tira uma camada. É super comum você ver um francês com 3 ou 4 camadas de roupa. E eles dão logo o conselho para quem chega: várias camadas é a melhor solução.
Além da grande variação de temperatura durante o dia todos os lugares são bem adaptados ao frio, tudo tem aquecimento, ou seja na rua pode fazer -6 graus e dentro das lojas, dos escritórios em torno de 20–23 graus.

Fonte : pixabay.com
Fonte: pixabay.com

4- Chapéu e óculos escuro nas crianças

Uma das coisas que me chamou atenção quando chegamos por aqui, foi que o sol me incomoda mais do que no Brasil. E independente da temperatura, é só o sol aparecer que as crianças saem na rua de chapéu/boné e óculos escuros, inclusive na escola. Na escola da minha filha é super normal a maioria das crianças chegarem e saírem para o recreio de óculos escuros e chapéu. É até uma indicação da escola por causa do calor e do sol, às vezes solicitam até mesmo levar protetor solar. O uso do óculos não é só no verão, no inverno também; tanto que há dias que a temperatura pode variar entre  0-4 graus, mas o dia está lindo e o sol brilhando. Assimilamos bem isso, principalmente o chapéu.
Quando fomos ao Brasil de férias em agosto, estava sol e a minha filha saiu de chapéu e óculos. Os óculos são difíceis de manter, mas o chapéu ela não tira. Algumas pessoas falaram que ela parecia uma francesa por sair de chapéu, uma atitude que para nós se tornou comum e necessária.

5- Spray de vapor d’água na canicule

A tradução de canicule é “onda de calor”. São  episódios de forte calor por um período prolongado e realmente é insuportável. Não dá para sair de casa, você se sente sufocado. Às vezes, em casa também é complicado pois a maioria das casas e apartamentos não tem ar condicionado. Aqui muitos lugares, inclusive escolas e locais de trabalho, não são adaptados ao forte calor. Na verdade a calor nenhum. Quando estamos na canicule, a previsão do tempo na TV é focada nisso. A França é separada por zonas de alerta de canicule e forte calor. A primeira vez que vi alerta de canicule, com máxima de 33 graus na minha região, achei estranho, mas esses 33 graus, para um lugar seco e sem vento, é infernal.
E o spray de vapor d’agua foi uma prática que assimilamos logo. No verão aqui, não tem como sair de casa sem o spray de vapor d’agua na bolsa. Nada mais é do que um spray de água da fonte que borrifamos para refrescar adultos e crianças.

6- Queijos ou derivados nas refeições

Como falei no texto sobre o efeito da cantina da escola, o queijo ou derivados faz parte da alimentação francesa durante as refeições principais. E este foi um hábito que adquirimos em casa também. Sempre que possivel a sobremesa é um iogurte ou fromage blanc e quase todos os dias tem um pedaço de queijo para comermos durante as refeições.

Como é no país que você mora? Muitos hábitos diferentes? Já assimilou algum?
No próximo mês tem mais!

Related posts

A minha experiência na Cruz Vermelha Francesa

Fernanda Libardi

Passeios de final de semana nos arredores de Paris

Amy-Carole Diene

Preparando a mudança para a França

Lisa Elkaim

6 comentários

Monica Paraiso Berge Outubro 22, 2017 at 9:27 am

Muito bom!
Acredito que o texto vale para a maioria dos paises europeus. Aqui na Inglaterra so nao se encaixa o quesito sol, ja que este so aparece no verao e olhe la…rsss.
Obrigada por compartilhar!

Resposta
Lilian Moritz Outubro 27, 2017 at 9:35 pm

Obrigada Mônica!!!
Que bom que gostou do texto, espere a segunda parte!!!
Realmente alguns hábitos devem ser válidos em varias países na Europa
Bjs

Resposta
Marcella Delfraro Novembro 1, 2017 at 9:07 pm

Oi Lilian !
Essa mania de olhar a meteorologia antes de sair de casa eu ainda nao peguei ! Mas confesso que ja tiveram dias em que me arrependi de nao ter olhado… Me lembro uma vez que choveu na saida do trabalho e eu estava sem guarda-chuva… Dai o meu colega me olhou com um ar de reprovação dizendo: “ué, vc nao viu na meteorologia que eles anunciaram chuva pra hoje no final do dia ??”

Resposta
Lilian Moritz Novembro 3, 2017 at 8:27 pm

Oi Marcella,é assim mesmo todos no trabalho se baseiam na meteorologia. não saio de casa sem olhar a meteo, até a roupa para vestir é baseada nisso. Vc sabe bem que de manhã pode fazer 5 C e depois do almoço 20C….
bjs

Resposta
Regina Machado Novembro 9, 2017 at 12:10 am

Parabéns Lílian pelo texto. Ótimas observações sobre o modo de viver em Clermont Ferrand.

Resposta
Lilian Moritz Novembro 13, 2017 at 9:07 pm

Obrigada Regina
Este mês tem a segunda parte .
Depois diga o q achou
Bjs

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação