BrasileirasPeloMundo.com
Grécia

Idioma grego

O grego pode até não ser uma língua tão popular nas escolas de idioma. Ainda assim, muita gente tem curiosidade de aprender esse que é um dos idiomas mais antigos, junto com o latim, e que mais influenciou no desenvolvimento de outras línguas e da literatura europeia. O grego é falado principalmente em dois países, na Grécia e em uma parte do Chipre (a outra metade fala turco), além de comunidades gregas espalhadas em diferentes partes do mundo. Hoje em dia, a versão do idioma falada por aqui é chamada de grego moderno ou ελληνικά (elliniká), já que há muitas mudanças em relação ao grego antigo clássico, adotadas principalmente para facilitar as regras gramaticais da língua falada no dia a dia.

O inglês, assim como em muitos países europeus, também faz parte do cotidiano dos gregos, com mais e mais frequência, especialmente depois da Internet. Para se comunicar on-line, por exemplo, muitos jovens usam o chamado greeklish (greek+english), que é o nosso alfabeto latino, porém equivalendo às letras do alfabeto grego, e também aos sons. Por exemplo, a palavra “música”, no alfabeto grego, é μουσική, com as letras e sons equivalentes ao nosso alfabeto escreve-se mousiki, e no greeklish escreve-se mousikn (esse “η” deles é o minúsculo da letra “íta”, que tem como maiúscula Η e é uma das letras com som de “i”). Confuso, né?

Apesar de estar aqui há mais de três anos, e de já ter estudado com ajuda de amigos ou sozinha, nunca oficialmente em escolas, ainda tenho dificuldades de me expressar no grego. Por falta de tempo, não me dediquei o quanto gostaria e acabo me acomodando com o inglês, língua que uso também no trabalho diariamente. É muito fácil encontrar gente que fale inglês na rua, em lojas, mercados, às vezes até me surpreendo, pois muitas crianças e idosos sabem e falam bem o idioma. Mesmo não sendo o inglês mais bem falado (inclusive o sotaque grego é característico e rende boas risadas), mas a gente se vira e consegue se comunicar. Hoje em dia, entendo muito do que escuto e sempre aprendo novas palavras e aumento o vocabulário, mas não me sinto completamente segura para desenvolver uma conversa.

E não é à toa que, quando não entendemos o que alguém diz, usamos a expressão “fulano está falando grego”. A língua, apesar de não estar na lista das mais difíceis de aprender, tem muitas peculiaridades, como por exemplo ter 7 (sim, 7!) letras ou combinações de letras que têm o som do nosso “i”. Ainda assim, se comparando com o português e nossas construções verbais por exemplo, o grego é bem mais enxuto. A minha maior dificuldade com a língua é assimilar vocabulário. As palavras são muito parecidas entre elas (às vezes a mudança de um acento muda totalmente o significado), e, ao mesmo tempo, muitas não se assemelham em nada com palavras de inglês ou línguas latinas, e isso torna mais complicado memorizá-las.

Uma dificuldade para falantes de português, e que também é comum em outros idiomas, é a declinação. As palavras, inclusive nomes próprios, mudam no final a depender se forem sujeito, objeto ou vocativo da frase. Como exemplo simples, se alguém é chamado aqui de Nikos, ao chamá-lo não dizemos “Nikos” e sim “Niko”. Abaixo uma tabelinha para mostrar as variações de uma mesma palavra em diferentes casos:

Exemplo de declinações do grego
Exemplo de declinações do grego

Todas as palavras em grego, sem exceção, são acentuadas. Mas os acentos são sempre agudos e mostram onde a sílaba forte da palavra está. Apesar disso, quando a palavra está em maiúscula, os acentos não são usados. Muitas letras são diferentes no formato minúsculo e maiúsculo e algumas têm inclusive versões diferentes para início, meio ou fim de frase como é o caso do sigma, equivalente ao nosso S, e que pode aparecer como Σ, σ ou ς. Uma curiosidade que descobri ao pesquisar para escrever aqui, é que o alfabeto grego, antigo, era escrito apenas com maiúsculas e podia ser escrito e lido também da direta para a esquerda.

Muitas palavras que usamos em português, e em outros idiomas, têm origem grega. Para começar, a palavra “alfabeto” é a junção de duas letras gregas, alpha+beta (equivalentes ao nosso A e B, representadas igualmente como maiúsculas A e B, porém α e β como minúsculas). Aliás, a junção de duas ou mais palavras para formar outra é muito comum no idioma. Praticamente todas as palavras do vocabulário médico e também de outras áreas de estudo têm origem no grego. Alguns exemplos são: ortografia, biologia, geografia, psicologia, história, matemática. E palavras do nosso dia a dia como: porta, piscina, bermuda, blusa, gata (que é usado para o animal em geral, seja macho ou fêmea), teatro e muitas outras. E tem também aquelas palavras que soam o mesmo em português e no grego, mas com significados completamente diferentes, como por exemplo “skílos” (σκύλος) que em grego significa cachorro.

Antes de finalizar, duas palavrinhas pra vocês irem aprendendo: ναί (naí, pronuncia-se como o nosso né) que significa sim e όχι (oxí, apesar de parecer o “oxi” do “oxente”, pronuncia-se orrí) que significa não. Se quiserem saber mais sobre o idioma grego ou até tentar aprender um pouco da língua e sair falando grego por aí, seguem dois links legais:

Related posts

Inverno na Grécia

Clarissa Gaiarsa

Tour pela cidade de Metéora

Marina Lemgruber

Primavera na Grécia

Amanda Fontenele

8 comentários

Bárbara Hernandes Maio 24, 2016 at 4:40 pm

Super interessante esse post! Deve ser super difícil aprender uma língua que tem um alfabeto diferente do nosso, além, é claro, das declinações. Como você citou no texto, não à toa dizemos que algo “parece grego” quando soa difícil, né? Adoro o personagem do filme “Casamento grego” que é o pai da protagonista com sua brincadeira “me diga qualquer palavra na língua inglesa e eu te mostrarei que ela na verdade vem do grego” e a ginástica mental que ele faz pra achar equivalente nas línguas! 🙂

Resposta
Clarissa Gaiarsa Maio 30, 2016 at 8:11 am

Obrigada Bárbara! Sim, o idioma não é dos mais fáceis, mas também menos difícil do que parece. Que bom que gostou do post! 🙂

Resposta
Regina Maio 31, 2016 at 8:44 pm

Muito interessante … Gostaria muito de poder falar grego pra ler a Bíblia original ….Creio que vc morando aí na Grécia , logo logo estará falando grego , pois vc está no meio deles.
Um abraço e parabéns pelo texto

Resposta
Clarissa Gaiarsa Junho 3, 2016 at 8:19 am

Obrigada Regina! Continue acompanhando minhas aventuras por aqui e precisando de umas dicas de grego pode entrar em contato. Abs!

Resposta
Eduarda Dezembro 19, 2016 at 6:39 pm

Muito legal! Encontrei esse post ao procurar mais sobre o idioma grego porque quero tatuar a palavra “vida” em grego e quero ter certeza da tradução! Se puderes me confirmar seria ótimo! E parabéns pela postagem! Abraços

Resposta
Clarissa Gaiarsa Dezembro 20, 2016 at 7:03 pm

Oi Eduarda! Que legal que gostou do texto e do blog. Continue acompanhando sempre! Sobre a sua dúvida, a palavra vida em grego é ΖΩΗ em maiúscula ou ζωή em minúsculas. Para falar, seria Zoí. Espero que tenha ajudado. Abraços e boa sorte com a tatuagem!

Resposta
francisco josé de carvalho Bernardo júnior Abril 14, 2017 at 10:52 pm

sou apaixonado pelo grego no inicio é um verdadeiro horror, mas quando assimilamos percebemos que lingua portuguesa é bem mais complexa, rsrsrsrs. ainda viajarei para a grecia, só para ouvir os sotaques, sabe que ainda nao vi ninguem dialogando em grego!
que Deus te ilumine e te abençoe aí na grécia.

Resposta
Clarissa Gaiarsa Abril 17, 2017 at 1:56 pm

Olá Francisco! Obrigada pelo comentário e por acompanhar o blog. Sim, o grego parece um idioma bem complicado, mas a parte mais difícil é vocabulário, pois as regras gramaticais no geral são mais simples do que português, com exceção das declinações. Agora em abril teremos um texto sobre música grega com alguns artistas que você pode buscar no YouTube para ouvir. Fica de olho! Obrigada e abraços! 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação