BrasileirasPeloMundo.com
México

Independência Mexicana

Matéria de história: tem quem odeie. Eu adoro e associo a história de uma maneira muito particular. Cada vez que escuto uma história, fico pensando como eram as pessoas naquela época, o que comíam, o que estava acontecendo naquele momento e como tudo isso tem influência na nossas vidas nos dias atuais. Por isso, este mês vamos conhecer um pouco mais do nosso país Hermano México e sobre a Independência Mexicana.

O México e o Brasil para mim têm tantas coisas em comum que até a Independência foi proclamada no mesmo mês. A nossa foi em 07 de setembro de 1822, e a do México no dia 16 de setembro de 1810.

Então não tem como fugir, o tema desde mês é a Independência Mexicana!
Acho que a maioria dos países tem o famoso desfile militar neste dia. Aqui também! Então vamos as peculiaridades:

Leia também: 10 motivos para morar no México

  • Naquela época, o México ainda era colônia espanhola, e os mexicanos decidiram organizar uma revolução para proclamar a independência, que acabou durando 10 anos, e foi liderada por um padre chamado Hidalgo e seus aliados, no estado de Guanajuato.
    No dia 16 de setembro de 1810, o padre Hidalgo tocou o sino da igreja e chamou a população para lutar no movimento de Independência, por isso até hoje o ato cívico dos mexicanos para relembrar e comemorar a Independência é reproduzido em todas as praças mexicanas.
  • Todos os anos, neste dia, aqui na Cidade do México, o presidente da República recebe a bandeira Mexicana das forças armadas, e sai na sacada do Palácio Presidencial para saudar a população, que presenciam o presidente tocando o sino no Zocalo capitalino e gritam em coro: “Viva Hidalgo, Viva Morelos, Vivan los héroes de la independencia, Viva México”. Hidalgo, Morelos e as crianças heroínas são os principias ícones da Independência Mexicana.
  • Nas outras cidades do país quem sai para celebrar o evento sempre será a máxima autoridade política, que pode ser o prefeito, ou governador dependendo do lugar. O que não falha é a comemoração.
  • Aproximadamente um mês antes do dia da Independência, o México se veste com as cores da bandeira mexicana: verde, branca, e vermelha. Em quase todas as esquinas você poderá encontrar uma barraquinha de camelô vendendo tudo o que se possa imaginar de símbolos pátrios, e acessórios nessas cores: bandeiras, laços para o cabelo, roupas, chapéu mexicano, etc. Também é super comum encontrar os bigodões mexicanos para os homens usarem no dia da independência, que tem um sentido realmente de celebração, coisa que nos anos que eu vivi no Brasil nunca pude perceber.
  • As ruas e as casas do país também são decoradas com as cores da bandeira mexicana. Podemos comparar a decoração desta festa com a nossa decoração de Natal, luzes, bandeiras, faixas, cartazes, tudo isso para celebrar esta data tão importantes para os mexicanos. Também estão presentes, os lindos e famosos mariachis (aqueles grupos musicais vestidos a caráter)! E é possível tirar uma foto caracterizado de revolucionários nos seus cavalos, de poncho e chapéu no centro da cidade.
  • O povo mexicano é muito alegre e festivo, então depois do ato solene da independência vem a festa, onde as famílias e amigos se reúnem nas casas para comer e beber. Por isso, prepare a sua aspirina e o seu sal de frutas para a ressaca do dia seguinte! É noite de festa!
  • Como já foi mencionado antes, tudo se veste das cores mexicanas, inclusive a comida! Para o mês pátrio existem alguns pratos típicos que se fazem únicamente nesta época como por exemplo os “chiles en nogada” (nogada: etimología latina: nux, nucis que significa nozes) que é uma espécie de pimentão ardidinho recheado basicamente com carne moída de vaca e de porco, frutas secas, como as nozes entre outras delícias, coberto com um molho branco especial feito também com nozes, e por cima para enfeitar sementes de romã. Agosto e setembro é a época que colher romã, por isso coincide com a data para este prato! Esteticamente é um prato lindo, além de ser um manjar.
  • Apesar dos chiles em nogada serem um prato típico, o prato mais comum nesta festa é o “pozole”! Uma espécie de sopa (para nós brasileiros) com bastante tempero e condimentos que leva um tipo de grão de milho, como se fosse do tamanho de um grão de bico, pimentas, e carne de porco ou de frango. Esta é a receita básica, e o pozole está acompanhado de alface, cilantro e cebola picados, rabanete cortado em rodelas, e as “tostadas de maíz” que são as tortilhas assadas. Outra vez as cores da bandeira!
    Para beber é bastante comum consumir tequila, mas na apresentação de “banderitas” ou bandeirinhas, servidos em três copinhos de tequila, onde cada um tem o seu respectivo líquido dentro: suco puro de limão, (verde), tequila (branca), e sangrita, (vermelha) uma espécie de suco de tomate com condimentos. Para degustar esta delícia, se toma um golinho de cada bebida, na sequência das cores!
  • Para quem não gosta de bebida alcoólica é possível encontrar as “águas de sabor”. Mesmo morando aqui no México a quase sete anos eu ainda acho engraçado este termo. A água de sabor é feita, com água e frutas. Para o seu preparo você pode fazer com qualquer fruta cortada em quadradinhos, ou em gomos e colocar dentro da jarra com água! Depois disso é esperar 5 ou 6 horas na geladeira, neste tempo a água se tingirá com a cor e o sabor da fruta de uma maneira muito suave, tem que goste de adicionar açúcar ou mel, mas a água de sabor, ao natural é mais saudável, sem dúvida.

Leia também: cidade do México: inferno ou paraíso

Agora que você já conhece um pouco da história da independência mexicana, que tal seguir o exemplo dos mexicanos e celebrar em grande estilo a independência no seu país?

Related posts

As praias do México: Acapulco e Los Cabos

Ana Paula Almeida

Como se adaptar morando fora e viver o presente

Fabrícia Erler

As praias do México: o Caribe mexicano

Ana Paula Almeida

2 comentários

bruno Março 26, 2018 at 5:34 pm

boa tarde Simone, meu nome e bruno sou veterinário aqui no brasil e minha esposa e pediatra, o irmão de minha esposa e veterinário também e mora em torréon , trabalha em uma multi nacional. as coisas no brasil não estão nada faceís estamos pensando em ir embora, você acha que financeiramente e viável?

Resposta
Simone Gonçalves Abril 18, 2018 at 1:16 am

Oi Bruno! Acredito que situacoes desfavoraveis existem em todos lugares. No Mexico o custo de vida é mais barato porem, voce tambem ganha menos. Se voce quer migrar, te aconselho a ver todo o tramite para revalidar seu titulo para que assim quando voces cheguem ao Mexico nao tenha nenhum inconveniente.
Espero ter ajudado.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação