BrasileirasPeloMundo.com
Dinamarca

Inverno na Dinamarca

Tudo bem, vamos ser honestos, há lugares bem mais frios que a Dinamarca – as colegas da Islândia e da Finlândia provavelmente lidam com temperaturas bem mais baixas que eu durante o inverno. Entretanto, todo mundo que vem de países tropicais para o norte europeu acaba de uma forma ou de outra sendo impactado pelo frio, sobretudo nos primeiros meses de inverno que, por esses lados, pode começar já em meados de outubro.

O frio da Dinamarca seria até suportável se não fosse um fator agravante muito chato: o vento. O país é plano, não havendo cordilheiras ou montanhas que barrem o vento polar que vem do norte, o que faz com que as temperaturas despenquem, causando sensação térmica de mais frio. Já peguei dias com temperatura de -3ºC e sensação térmica de -11ºC por causa do vento! Porém o ditado por aqui é que não existe tempo ruim; o que existe é roupa inadequada, e assim o friozinho pode ser bem divertido, sobretudo se é a primeira vez que você tem contato com neve, apesar de não nevar tanto aqui (e ainda bem! Só quem lida com a neve diariamente no inverno sabe o incômodo que ela pode causar).

Além do mais, o inverno pode ser uma estação bem aconchegante para tomar um vinho, um conhaque ou chocolate quente bem gostoso, fazer comidas reconfortantes e se esquentar em frente a uma lareira, sob o cobertor e na companhia de um bom livro, ou com o par… Ou ainda, para os aventureiros de plantão, tentar esportes de inverno como esqui, hóquei e patinação no gelo, ou simplesmente se reunir com amigos e aproveitar o frio fazendo alguma atividade em grupo.

Esportes e atividades ao ar livre e grupos/foreninger

Claro que, sendo um país sem montanhas, é impossível esquiar na Dinamarca; para isso, muitos optam por dar ‘fugidinhas’ para a Noruega, que fica perto e fala um idioma bastante parecido com o dinamarquês. No verão são os noruegueses que invadem as praias dinamarquesas, então é uma troca justa, por assim dizer. A Suécia também é um destino popular de férias de inverno entre os dinamarqueses; o país conta com diversas estações de esqui muito confortáveis e com paisagens belíssimas.

Já nas cidades dinamarquesas, todos os anos, assim que o inverno começa, a prefeitura monta um rinque de patinação no gelo em algum parque ou praça pública. Para patinar é grátis, se você trouxer seus próprios patins. Caso não tenha patins, é possível alugar no local por preços camaradas, em torno de 30 coroas a hora. As crianças adoram!

Criança brincando na neve. Foto: Caroline Abate
Criança vestindo um flyverdragt e brincando na neve. Foto: Caroline Abate

Alguns parques montam, junto com os rinques para patinar, rinques de hóquei no gelo ao ar livre para diversão de crianças e adultos. Eu costumo dizer que o inverno é a estação dos flyverdragter. Esse palavrão nada mais é que um macacão térmico que as crianças usam para brincar ao ar livre e se protegerem do frio. Como eu já disse antes no meu texto sobre as lições que aprendi com a Dinamarca, por aqui não existe tempo ruim: o que existe é roupa inadequada para a estação do ano! As crianças são encorajadas desde cedo a lidarem com o frio com a maior naturalidade e, no inverno, uma cena bastante comum que pode ser chocante ou assustadora para brasileiros é a quantidade de carrinhos de bebê nas ruas e calçadas, com os bebezinhos dormindo dentro, sob temperaturas às vezes abaixo de zero. O que se acredita é que isso auxilie no fortalecimento do sistema imunológico infantil – ou seja, nada a ver com a ideia de crueldade dos pais na qual poderíamos acreditar! É importante frisar que recém-nascidos não dormem no frio porque são muito frágeis. E se você tem filhos e seus filhos vão à escola na Dinamarca, pode esperar que no inverno eles irão brincar do lado de fora, no playground escolar, faça chuva, neve ou ventania!

Outra coisa bem legal de se fazer no inverno dinamarquês é participar de atividades coletivas ‘indoors’ como fazer bolos e confeitos, ou outras ativades em grupo em algum clube ou associação. O país é conhecido pela sua cultura de foreningsliv – pra quem perdeu essa parte, forening é uma associação e praticamente todo dinamarquês é membro de alguma, seja um clube privado de amigos, seja uma associação pública. A concepção de forening significa, diretamente, um grupo de pessoas que se reúne periodicamente para a prática de uma atividade. Há clubes de comida, clubes de tricô e crochê, clube de costura e artesanato, clubes de dança, clubes de ginástica, clubes de caça, clubes de jogos de tabuleiro, enfim, basta encontrar um pra chamar de seu! Essa acaba sendo uma excelente forma de fazer novos amigos. A dica que dou é procurar por grupos na cidade onde você estiver. Clicando nesse portal você poderá procurar, entre os diversos grupos existentes na Dinamarca, o que mais se adequa aos seus interesses.

Uma das atividades preferidas dos dinamarqueses é fazer bolos, biscoitos e confeitos no inverno, sobretudo na época do Natal. Foto: Flickr/Denmark.dk (divulgação)
Uma das atividades preferidas dos dinamarqueses é fazer bolos, biscoitos e confeitos no inverno, sobretudo na época do Natal. Foto: Flickr/Denmark.dk (divulgação)

O risco da depressão de inverno e a necessidade de vitamina D

Países com invernos longos podem causar nos seus habitantes o fenômeno conhecido como ‘depressão de inverno’, que ocorre por conta da ausência de sol e claridade por longos períodos. Algumas colegas do blog já falaram a respeito: o fenômeno acontece também na Alemanha, Finlândia, Irlanda e até no Líbano. Pessoas originárias de países tropicais ou de climas mais quentes são aconselhadas a fazer fototerapia para evitar a depressão de inverno. É importante procurar se manter sempre ativo nos meses frios, praticando exercícios e saindo para encontrar outras pessoas, e acender luzes e velas quando estiver em casa, gerando mais luz e melhorando o humor.

Pessoas pardas, negras, de origem asiática ou que vêm de países tropicais são aconselhadas a tomar complemento de vitamina D, sobretudo durante o inverno. Um adulto precisa consumir de 125 a 200 µg da vitamina por dia para se manter saudável, de acordo com seu peso, segundo pesquisas realizadas no Canadá. Bebês a partir de 2 semanas até 2 anos de idade também precisam tomar suplemento de vitamina D, independentemente de sua etnia. Comprimidos de vitamina D e gotas para bebês podem facilmente ser comprados em supermercados. Pra nós, brasileiros, é vital esse suplemento de vitamina D no organismo, já que o sol por aqui raramente dá suas caras no inverno, e a complementação da alimentação com outras vitaminas e minerais é vital. Eu posso afirmar, com conhecimento de causa, que isso faz toda a diferença!

Você mora na Dinamarca? Conte pra nós nos comentários aqui abaixo o que você faz durante o inverno!

Related posts

Fastelavn, o carnaval do gato no barril na Dinamarca

Cristiane Leme

Moda e estilo na Dinamarca

Camila Vicenci Witt

Depressão na Dinamarca

Camila Vicenci Witt

7 comentários

Diego Abril 19, 2016 at 6:08 pm

Um dos pontos negativos para mim pelo menos em morar na Dinamarca é justamente o frio. Sera que eu aguentaria passar tanto tempo sem sol, praia, piscina e calor rsrsrsrs.

Resposta
Cristiane Leme Abril 20, 2016 at 10:52 pm

Diego, no meu texto sobre as 5 razões para não morar na Dinamarca eu menciono o fator ‘clima’ e deixo bem claro: se você precisa de sol e calor para viver, a Dinamarca não é para você. Desculpe pela sinceridade!

Abraços e continue nos acompanhando 😀

Resposta
Rod Dezembro 20, 2017 at 6:55 am

Olá Cristiane.

Vivo na Finlândia e é realmente interessante ver quantos pontos similares culturais tem os dois países apesar do idioma ser bem diferente. Aqui todos finlandeses seguem recomendação do governo e ingerem diariamente vitamina D, não apenas as pessoas de outras etnias…não sabia que o Libano também tinha problemas com a falta de sol já que pelo mapa está bem perto de Israel (mais ao sul que a Grécia ou Portugal) que é um país quente e ensolarado…

Resposta
Cristiane Leme Dezembro 25, 2017 at 1:30 pm

Oi Rodrigo. Em geral os países nórdicos são bem parecidos, mesmo.
Não entendi falar sobre o Líbano, eu não falei sobre o país no meu texto.
Abraços de boas festas, obrigada por comentar.

Resposta
MARCIA Janeiro 2, 2018 at 4:39 pm

Olá. Parabéns pelo blog!
Poderia ne ajudar com uma questão?
No período das férias escolares de inverno em fevereiro, tudo funciona normalmente? Ou algumas empresas e serviços param de funcionar?
Grata

Resposta
Cristiane Leme Janeiro 2, 2018 at 7:58 pm

Obrigada por ler e comentar!
O que fecha são as escolas. Empresas do setor público e privado podem ter um contingente mais reduzido em razão de alguns pais optarem por férias nesse período mas em geral nada para de funcionar.

Resposta
MARCIA Janeiro 3, 2018 at 2:31 pm

Ok! Obrigada pela resposta. Parece que li algo sobre algumas empresas fazerem tipo um recesso.
Um abraço e feliz 2018!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação