BrasileirasPeloMundo.com
Japão

Japão e seus convenientes ‘combinis’

Japão e seus convenientes ‘combinis’.

Se tem algo que impressiona e deixa saudades em qualquer pessoa que já morou ou visitou o Japão por um certo período são as lojas de conveniência. Até mesmo um visitante de curta estadia vai aprender rapidinho a palavra Combini, a forma nipônica de se dizer convenience store (loja de conveniência).

Espalhadas por todos os cantos, becos e lugares impensáveis para qualquer mente ocidental estão essas pequenas maravilhas, que oferecem um número enorme de diferentes ítens e serviços. Aliás, no quesito conveniência os japoneses são realmente experts; tudo tem que ser rápido, prático e de boa qualidade. O mais incrível é como conseguem reunir tantas coisas em espaços tão pequenos,  sem tornar a loja um local entulhado com coisas difíceis de serem localizadas. Tudo fica bem à mão; é pegar , pagar e levar!

Fachada de uma loja da rede 7 Eleven no meu bairro. Foto: Fernanda Tachibana
Fachada de uma loja da rede 7 Eleven no meu bairro. Foto: Fernanda Tachibana

Nas grandes cidades como Tóquio, o único inconveniente é a falta de banheiro na maioria dos Combinis, que se dá devido à falta de espaço físico típico da metrópole. A variedade de produtos, no entanto, costuma ser enorme e visa satisfazer o grande número de estrangeiros, tanto turistas como residentes da capital.

Leia sobre: Dá para morar no Japão sem saber japonês?

A maior rede é a 7 Eleven, que está presente por todo o país e foi revitalizada, passando a fazer parte do grupo 7&iHolding. A maioria de suas lojas foi reformada, mais serviços foram agregados e um número maior de produtos exclusivos foram lançados. Por conta disso, as demais seguiram o novo modelo e o cliente foi quem ganhou.

A segunda maior rede, a também americana Lawson, correu para não ficar para trás, aumentando seu leque de produtos e implantando várias melhorias em seus serviços. Aliás, vou listar abaixo apenas alguns dos serviços mais comuns que impressionam a qualquer cliente:

Caixa ATM do 7Bank e Multi Copy Machine. Foto: Fernanda Tachibana
Caixa ATM do 7Bank e Multi Copy Machine. Foto: Fernanda Tachibana
  • Copiadoras de alta tecnologia que vão muito além de fazer apenas cópias, por exemplo: na Multi Copy Machine, da rede 7 Eleven, é possível enviar um fax, digitalizar documentos e imprimir fotos digitais de sua câmera, celular, tablet ou qualquer outra fonte via USB ou sem fio (wireless), bem como usar aplicativos próprios para a copiadora da loja onde você estiver para imprimir documentos em PDF/JPG etc. Você pode usar o programa dessas copiadoras também para fazer um cartaz ou panfleto personalizado sem a necessidade de grandes conhecimentos de informática. É possível comprar até entradas para parques temáticos como o Tokyo Disneyland (Disneylândia de Tóquio), entre outros; ingressos para shows, jogos esportivos e diversos eventos pelo país; bilhete de ônibus expresso; entradas para cinema etc.
  • Serviço 24 horas de caixas eletrônicos e acesso Wi-Fi gratuito (e de alta velocidade!), lembrando que pelos caixas eletrônicos da rede 7 Eleven é possível fazer remessas para outros países e sacar dinheiro do seu cartão de crédito internacional devido ao convênio existente entre o 7Bank, que é o banco da rede, com a empresa financeira americana Western Union.
  • Serviços de correio e envio de cargas por diversas transportadoras: você pode, por exemplo, enviar sua bagagem para ser retirada no aeroporto com toda segurança e comodidade ou, se preferir, retirar compras feitas em várias lojas de rede online no balcão do Combini mais próximo da sua casa.
  • Terminal Multimídia: esses terminais normalmente são usados por outras redes como a Lawson, MiniStop, Save On etc. basicamente para separar os serviços de compra de ingressos, bilhetes de ônibus, pagamento de compras online e outros, dos serviços da máquina copiadora (cópias, impressões em geral , fax e digitalização).
Loppi o terminal multimidia usado pelo Ministop e outros. Foto: Francine
Loppi o terminal multimidia usado pelo Ministop e outros.
Foto: Francine
  • Programas de fidelidade que convertem seus pontos em créditos, podendo estes ser usados para pagar suas compras em lojas afiliadas ao programa de cada combini.
  • Contratar diárias de seguro de automóvel a partir de 500 yenes/dia (5 dólares), retirar documentos como comprovante de residência e certidões diversas pelo terminal multimídia, caso você tenha seu cartão de residência no município (o juki card, um cartão equipado com um chip que não é um documento obrigatório).
  • Leia também: como é trabalhar numa fábrica japonesa

Lavanderia também é mais um serviço oferecido por algumas redes como a MiniStop, que também tem o diferencial de oferecer alguns lanchinhos preparados na hora, em vez de ficarem expostos nas estufas de salgados. Um produto muito apreciado da marca é o Soft Cream (tipo um sorvete de casquinha), sempre com novos sabores e lançamentos sazonais. Nesse inverno a delícia é o Fondant au Chocolate, uma espécie de pudim com cobertura de caramelo e calda de laranja.

Já as comidinhas acompanham a linha saudável que é marca da culinária japonesa. Você pode comprar seu sushi, entre outros pratos japoneses, com destaque aqui para os famosos onigris, que são deliciosas “bolas de arroz” (“rice balls“) e que conquistam rapidamente 99,9% dos estrangeiros de qualquer nacionalidade que passem por aqui. Com diversos recheios que podem ser de atum e maionese, salmão defumado, frango frito, camarão, ovas de peixe e etc, são uma delícia que custa em média 1 dólar e vale uma refeição para muita gente.

Além de produtos no estilo japonês, há também pratos prontos com sabor mais ocidental como espaguete, gratinados, sopas e ensopados, burritos, saladas diversas com vários tipos de molhos, carnes e muitos outros, devidamente embalados a vácuo e refrigerados, prontos para o consumo. Eles fazem parte da linha gourmet econômica.

As lojas de conveniência japonesas trabalham com o sistema de produção por demanda (just-in-time) e as entregas são feitas 3 ou 4 vezes ao dia, com prazos de validade curtos, visando oferecer um produto de boa qualidade e fresco. Aqui o controle é levado a sério e os funcionários fazem a devida reposição bem antes do vencimento.

Salgados preparados dentro da loja, máquinas que oferecem cafés diversos, chocolate quente e donuts fresquinhos para acompanhar também estão entre os favoritos e fazem parte da nova geração de combinis, essas lojas que vivem nos surpreendendo com alguma novidade para lá de conveniente!

P.S : Os caixas eletrônicos, copiadoras e terminais multimídia quase todos possuem a opção de idioma. Muitos serviços incluem o português, além também do inglês, chinês e coreano, que são os idiomas mais presentes no país.

Related posts

Sobrevivendo às doenças sazonais no Japão

Alessandra Ozbir

Seis coisas que o Japão me ensinou

Juliana Platero

E por falar em saudade…

Juliana Platero

2 comentários

Verônica Abril 5, 2016 at 7:38 pm

Olá Alessandra,
Me mudo para o Japão em Junho, pois meu marido irá trabalhar em um projeto.
Irei morar em Toyota.
Gostaria de saber um pouco mais sobre a culinária japonesa, qual a comida do dia-dia.

Resposta
Alessandra Ozbir Abril 11, 2016 at 6:15 am

Olá Maria Veronica,
Bom no Japão de hoje as pessoas são práticas, a maioria das mulheres trabalham em tempo integral ou meio período e para consciliar o trabalho e as tarefas domésticas o menu do dia-a-dia não pode tomar muito tempo. No geral pela manhã os japoneses deixam pronto o “gohan” (arroz branco sem tempero algum) pois aqui, o café é uma espécie de pequeno almoço e o arroz é imprescindível acompanhado normalmente de uma sopa de missô (missoshiro), conserva de algum legume(tsukemono) e peixe (grelhado ou frito) ou frango frito empanado (karaguê) essa é a base do washoku (comida japonesa). O cardápio pode variar conforme a estação do ano por exemplo no inverno comem muito Karê e Lamen, no verão Soumen (espécie de sopa de macarrão frio), sushi entre outros. Alimentos a base de soja, peixes, e conservas feitas com pasta de soja, tofu e uma variedade de macarrões orientais (lamen, soumen, udon, bifun e etc) também são pratos comuns nas refeições do dia-a-dia no Japão. A cidade de Toyota tem uma presença significativa de latinos o que com certeza facilitará a sua adaptação no país. Espero ter ajudado! Um abraço e felicidades!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação