BrasileirasPeloMundo.com
China

Morando em Dongguan na China

No meu último texto falei pra vocês um pouco do que é a comunidade brasileira que temos aqui em Dongguan, e hoje gostaria de continuar a contar para vocês mais um pouquinho dessa linda cidade. Apesar de estarmos na China, tenha certeza de que essa região é completamente diferente da “China Real”. Sendo brasileira em Dongguan, mais ainda.

A comunidade brasileira que aqui vive, se distribui, em sua maioria, por 4 condomínios residenciais, todos muito perto. Sair na rua sem encontrar um outro conterrâneo é quase impossível! Podemos imaginar que a maioria das pessoas que escolhe outro país para viver, use muito pouco a sua língua mãe. Pois isso não acontece por essas redondezas: há, inclusive, quem sequer fale outro idioma. Nosso querido português é muito falado e estudado. Sim, estudado! Entre os mais diversos profissionais que aqui temos está o professor de português, hoje não só atendendo nossos pequenos brasileirinhos, mas dando aulas a chineses e pessoas de outras nacionalidades.

Brasileiro é muito bom no seu jeitinho, não é mesmo? Pois aqui também damos jeitinho. Não sabe falar chinês pra ir a feira comprar seus vegetais? Não é problema! Já ensinamos a alguns feirantes várias palavras em português. Em certa época do ano, ao entrar no corredor da feira já ouvimos: “Aipim! Aipim descascado!” Aipim, pra quem não é gaúcho, chama-se mandioca! Sim, os chineses não só plantaram aipim (pois não tinha há uns 6 anos), como já aprenderam a falar e descascar! Pode chegar na feira e pedir cebola, tomate, alho, batata e por ai vai, tenha a certeza de que vão lhe entender!

E é muito engraçado como a vida dá voltas. Sou natural de uma pequena cidade a 45 km de Porto Alegre com mais ou menos 50 mil habitantes. Lembro de quando era bem jovem, antes de vir pra China, entre conversas dizia que jamais moraria em Porto Alegre, cidade grande! Imagina a pequena cidade em que vim parar.

Estima-se que no ano de 2016 Dongguan esteja com aproximadamente 10 milhões de habitantes, sendo a sexta mais populosa cidade do país. Pequena, não? E se tratando de volume de exportações, Dongguan sobe para a quarta posição, perdendo apenas para a vizinha Shenzhen, a conhecida Shanghai e a cidade de Suzhou. Dentre esse volume grande de exportações, está o calçado, o que resultou na vinda de muitos brasileiros trazendo mão de obra qualificada e treinamentos para o povo chinês. Mas não somente nós, vieram muitos estrangeiros trazer conhecimento nas mais diversas áreas. E junto com tantos estrangeiros, logicamente a cidade se modernizou e cresceu, muito. E imensamente rápido!

Quem chegou aqui no começo, precisamos admitir que não foi fácil, e não havia tanta modernização como há hoje. Lembro muito bem há 10 anos quando aqui cheguei o quão diferente tudo era por aqui e as poucas opções gastronômicas e Shoppings que tínhamos. Mas em pouco tempo a cidade começou a se organizar e virar um grande centro comercial, com as mais diversas marcas e lojas.

Com isso, começou a facilitar a vida e os costumes por aqui. Lembro de uma amiga que veio para cá há 20 anos comentar que no começo ate açúcar ela trazia do Brasil, pois era difícil encontrar por aqui. Hoje, com tantos mercado de comidas importadas, são poucos os itens que faltam a nossa mesa para nos sentirmos realmente “em casa”. Hoje na mala, item obrigatório à nós gaúchos é a erva mate para um bom chimarrão. Item não só indispensável, mas muitas vezes trocado ou emprestado como especiaria rara!

E falar em chimarrão, a história pode até ficar engraçada. A quantidade de perguntas engraçadas e caretas que já recebemos. Já tivemos que inclusive explicar que nós não estávamos “fumando o chimarrão” e que não ficaríamos “doidões” com ele. Imagino que todo gaúcho já tenha passado por algo similar em alguma parte do mundo. Aqui em Dongguan já não é mais um mistério!

Outra coisa que já está mais facilitada por aqui é a televisão. Por algum tempo tivemos dificuldades de acesso a canais de televisão brasileira. O governo chinês trancando aplicativos como Facebook, Instagram, Twiter, youtube e vários outros sites internacionais dificultam o nosso acesso as informações. Para acessar todos esses sites, precisamos ter instalados aplicativos que desbloqueiem essa proibição. Mas além disso, hoje temos acesso a canais de televisão por internet, através de um pequeno aparelho conectado as nossas TVS. Em alguns dias podemos esquecer que não estamos no Brasil. TV, chimarrão, pão de queijo, churrasco…

optimized-screen-shot-2016-11-07-at-15-28-51

 

Mas o dia a dia de morar por aqui não são só flores! Lidar com o povo daqui pode não ser tarefa tão simples: a comunicação é bem complicada e o jeito do povo é difícil. As vezes explicamos algo agora e pedimos pra ser feito de determinada maneira. Se não ficarmos atentos, muitas vezes não é feito como pedimos. Muitas vezes a culpa disso é mesmo a comunicação. Se as vezes nem eles entre chineses se entendem falando, imagina nós que estamos, constantemente, aprendendo o idioma!

Já houve situações em que me irritei demais. Pedi para me traduzirem uma simples frase. Ficaram mais de 5 minutos discutindo. Quando perguntei a resposta, minha tradutora disse que não sabia, pois falavam dialetos diferentes e não estavam se entendendo. Imaginem minha cara de feliz.

Por essas e outras, a troca de informações é muito importante. No começo, houve quem ia ao mercado com uma pequena tesourinha, para abrir pacotes e ver se o que procurava era mesmo aquilo. Rótulos e embalagens em inglês? Era raro. Tínhamos que ir no teste mesmo. Compra, abre e vê se é isso. Se não é, volta e compra outro pacote. E quando alguém descobre algo novo, já sai tirando foto e enviando para os demais, com toda informação de onde comprou e qual valor. Itens especiais costumam acabar logo em prateleiras de mercado.

De um modo geral, é a cumplicidade de todos que faz com que tudo aqui melhore, se aprimore e se torne nosso novo lar, na China, mas com cara de Brasil. É a ajuda e a união. É o bom dia ao sair na rua! É um: “oi tudo bem?”.

Quem veio bem no começo dessa imigração, em meados dos anos 90, não foi fácil e passou por um bocado. Várias dificuldades locais, poucos amigos e muita saudade. Alguns desses resistem por aqui ate hoje, e já tem a China como um lar, não querendo mais voltar. Outros já voltaram, e há aqueles que buscaram novos horizontes em um novo país.

O que podemos ter a certeza, vendo os que estão bem, é que valeu a pena esse esforço. Valeu a pena trabalhar tanto, e hoje ter sucesso. Valeu a pena lutar por sua vida e seu espaço. E que juntos, podemos tornar qualquer lugar do mundo, o nosso lugar.

Até mês que vem, com mais histórias do nosso cantinho do mundo!

Related posts

Profissões pelo mundo:  Designer de Jóias na China

Christine Marote

China – Dirigir ou Não Dirigir?

Christine Marote

Restrição alimentar na China: dicas para celíacos, intolerantes à lactose e à proteína do leite

Mariana Tonietto

37 comentários

Regina Dezembro 29, 2016 at 11:23 pm

Oi Tati , tudo bem ? Devido ao idioma , não imaginava que haviam muitos brasileiros aí na China.
Uma vez vi um documentário que muitos brasileiros da indústria de calçados foram pra China , porque em
Franca muitas fábricas de sapatos haviam fechado , e que havia vagas de trabalho na China.
Muito legal seu texto. Você consegue explicar como a vida é onde vc mora.
Interessante que aí tem até mandioca….
Um abraço e gostaria de te fazer uma pergunta. Vc já fala chines?

Resposta
Tati Klaus Fevereiro 15, 2017 at 7:57 am

Ola Regina, tudo bem?
Nossa comunidade de brasileiros aqui é grande, mas já foi maior. A maioria são de Gaúchos, da região do Vale dos Sinos. Franca em SP também sofreu com a crise do calçado, mas o RS foi afetado de uma forma maior, devido ao calçado, na época, ser uma das maiores fonts para geração de empregos. Não restante muito opção, muitos vieram para cá. E hoje aqui chamamos de lar e montamos nossa comunidade para “matar um pouquinho a saudades de casa”.
Quanto a falar chinês: falo o bastante para me virar muito bem na rua, nas compras, no dia a dia, mas não o suficiente para manter uma conversação! O idioma é complicadinho e para atrapalhar, ainda existes diferentes dialetos. Ja presenciei uma cena (e me irritei com ela) de uma chinesa traduzindo algo para mim e, após 10 minutos da conversa dela com o outro, perguntei o que era e a resposta foi: “não sei, não entendi nada, ele fala outro idiom”!
Cara de paisagem pra mim!!!!!
Mas gosto muito de morar por aqui e estamos nos virando muito bem!
Se tiver possibilidades, a China é um país muito interessante de se conhecer!
Sobre reportagem, agora no mes de janeiro saiu uma serie de reportagem no Jornal da record sobre a china! Vale a pena conferir, esta online no site deles!
Grande Abraco!

Resposta
Eduardo Silva Janeiro 24, 2017 at 10:56 am

Tenho vontade de trabalhar na China..

Resposta
Priscilla Fevereiro 12, 2017 at 6:18 am

Boa tarde, Tati. Estou em Dongguan onde ficarei por mais 2 semanas.. o que posso fazer? Poucos lugares aceitam cartoes estrangeiros e a maioria dos taxistas nao fala ingles… Estou presa no hotel… Obrigada Priscilla

Resposta
Tati Klaus Fevereiro 15, 2017 at 7:14 am

Boa Tarde Priscilla!
Realmente, a China não é um local onde se encontram facilmente pessoas que falam ingles. Se deseja motorista que fale ingles, o ideal seria contratar um particular. Onde ir: depende do que voce veio fazer. Compras já não sao mais tao baratas como eram. O ideal é pedir roteiros turisticos no seu hotel e ver qual dele se enquadra mais ao seu gosto. Dongguan não é exatamente uma cidade turistica. Para turistar ou fazer compras, recomendo as cidades vizinhas: Shenzhen e Guangzhou. Restaurantes temos varias opcoes em Dongcheng (Dongguan) proximo a rua dos bares. é so perguntar no hotel pela “bar street” in Dongcheng.
Espero ajudar!
abracos e boa estadia!

Resposta
Yasuuuu Março 17, 2017 at 11:39 am

A fata de homens ai e vdd ou só propaganda ?

Resposta
Tati Klaus Abril 3, 2017 at 3:27 am

Aqui em Dongguan nao. Mas ha outras cidades em que sim, os pais vao pras pracas arranjar casamentos. Mas eh a falta de mulheres, pois Segundo a tradicao, o homem é que cuida da familia quando os pais ficam velhos e que carrega o sobrenome. Com a Lei do filho unico, muitos abortavam se sabiam que era menina, pois queriam meninos. Mas isso ja mudou muito. Uma porque a lei do filho unico foi revogada. Outra porque algumas familias pararem de “querer apenas os homens”…..

Resposta
luiz paulo lechinski Abril 15, 2017 at 11:14 pm

preciso de uma favor na cidade de Em Dongguan, na China

Resposta
Almir Castro Maio 5, 2017 at 4:33 am

estou querendo ir á China (Yiwu, Hibei e Guangdong),como faço para encontrar-contratar interpretes???

Resposta
Tati Klaus Maio 11, 2017 at 3:25 am

Ola, Almir.
Nao existe por aqui nenhum “cadastro” ou empresas que façam somente este tipo de trabalho com interpretes. O motive é simples: quase todas as pessoas que vem para ca, ja vem acessorados por alguma empresa local ou amigos.
Voce pode tentar talvez contato com o consulado aqui em Guangzhou, quem sabe ele tenham quem indicar.
Itamaraty cantão. Envie email. So buscar o link do consulado em sites de busca.
Boa Sorte!

Resposta
Tati Klaus Junho 20, 2017 at 4:23 am

Olá, Almir, tudo bem?
Voce viaja por conta propria?
Geralmente quem viaja para ca vem acessorado por alguma empresa ou amigo que mora por aqui.
Nao existe um “cadastro”ou empresa somente de interpretes. O ideal seria procurer algo dentro do que voce procura por aqui. E nesse caminho achar ajuda com interprete.
Abracos!

Resposta
Justino Novembro 5, 2017 at 5:08 pm

Olá, Almir, tudo bom? Sou chinês, moro na China, e trabalho como intérprete, falo chinês, Português e inglês.
Abraço.

Resposta
Guilherme Agosto 16, 2018 at 8:13 pm

ola Justino, meu nome e Guilherme, estou fazendo uma viaje a china e preciso de interprete ,entra em contato comigo por email por favor,obrigado
[email protected]

Resposta
vandreia Maio 17, 2017 at 5:33 pm

oi tati! tudo bem? Na região onde tu moras tem fabrica de calçados? Aqui no brasil esta muito complicado e eu estou pensando na possibilidade de ir trabalhar ai na China. E da forma que tu fala é bom de morar nessa região diferente do sabemos da China.

Resposta
Tati Klaus Junho 20, 2017 at 4:22 am

Ola, Vandreia, tudo bem?
Sim, temos fabricas de calcados e cia de exportacao.
Aqui é sim bom de morar, mas não te iluda! o custo de vida aqui não é barato e nao esta facil para conseguirmos emprego ou visto de trabalho. A maioria dos brasileiros aqui nessa regiao trabalha com calcado ou couro, mas geralmente dentro de cia de exportacao. Nas fabricas, em sua maioria chineses. Poucas fabricas contratam extrasngeiros para o trabalho, por serem mais caros.
Pense bem antes de vir e venha com tudo organizado, ou pode ter varias dores de cabeca!
Abracao!

Resposta
Livia Junho 9, 2017 at 5:20 pm

Olá Tati, estou morando há uma semana em fuzhou, vim com meu marido, vamos ficar por alguns anos por aqui, eu li que vc tem um aparelho pra passar os canais de tv, poderia me mandar um e-mail explicando.
Agradeço muito
Beijão

Resposta
Justino Novembro 5, 2017 at 4:57 pm

Olá Livia, sou justino. Tbm moro em fuzhou. Pode comprar o aparelho no Taobao, que tem canais brasileiros e americanos.
Abraço

Resposta
Rogério de Lima Alves Julho 24, 2017 at 10:22 pm

Prezada Sra. Tati
Estou a procura de Representante Comercial na China para venda de produtos do Brasil
Trabalhamos com mel de abelhas de florada silvestre e ótima qualidade em embalagens fracionadas de 250 grs. (bisnaga) e 420 grs. (pote) com ótimos preços para atender o mercado chinês.
Trabalhamos também com bebidas alcoolícas (conhaques, catuaba, batidas de amendoim, maracujá, chocolate e Amarula) e ainda com geleias finas de uva, morango, frutas vermelhas e etc.
Vi o seu blog e pensei que talvez a Sra possa me ajudar a encontrar um brasileiro ai na china disposto a trabalhar com esses produtos junto aos supermercados, atacadistas e ao comercio em geral ai na china.
Tenho certeza que poderemos proporcionar ótimos ganhos financeiros com nossa politica de remuneração através de comissões sobre vendas na proporção de 5% (cinco por cento) nas vendas de mel de abelha e geleias finas e de 10% (dez por cento) nas vendas das bebidas alcoolicas e assim oferecer uma oportunidade de trabalho a compatriotas que estão ai na china.
Se a Sra. conhece alguém ai na china buscando nova oportunidade de trabalho, passe-lhe o meu e-mail.
Atenciosamente,
Rgério

Resposta
Tati Klaus Julho 26, 2017 at 12:09 am

Olá Rogério, tudo bem?
A importação de alimentos é assunto difícil em qualquer país.
Há uma empresa brasileira que já trouxe produtos brasileiros, e pode ser sua chance de negócios. Entre em contato com eles pelo e-mail: [email protected]
Sorte e sucesso em seus negócios!
Grande abraço!

Resposta
MARCELO SODRE SANTOS BRANDAO Julho 27, 2017 at 3:30 am

Olá Tati! Gostaria de saber se vc pode me assessorar para conseguir o endereço ou as localidades das fábricas de calçados para compras de matéria prima e cabedal de calçados para trazer para o Brasil, mais precisamente para uma cidade do interior de Minas Gerais, conhecida como Nova Serrana, que é um dos maiores polos de calçados do País. Sou comerciante aqui e pretendo fazer uma viagem ainda este ano para esta cidade da China. Agradeço a sua atenção, obrigado pelos seus relatos e aguardo um breve conatato.

Att; Marcelo Sodré

Resposta
Claudia Agosto 5, 2017 at 12:38 am

Olá Tati, boa noite!!!
Adorei saber um pouco mais sobre a cidade de Dongguan, meu marido vai fazer tratamento com células tronco num hospital daí o Dongguan Shixin Hospital, conhece? Estou apreensiva quanto a viagem, mas saber que há uma comunidade local aí, que há churrascarias e até feira livre na qual encontrarei legumes brasileiros, já é um pouco reconfortante, se não te incomodar gostaria de saber mais sobre a cidade, obrigada bjs ?, Claudia -São Paulo – Brasil ??

Resposta
Max Daniel Setembro 25, 2017 at 11:11 am

Oi, Tati.
Estive à trabalho duas vezes na China e por razões diversas não fiquei. Mas o que você fala da cidade de Dogguan é realmente muito bonita e sem mencionar a segurança. Também morei em Bishan província de Chongqing. Estou pretendo voltar. Se souber de algo na área de custos/consumos/calçados, estou disponível. Ainda deve ser uma área onde a Cia necessidade de brasileiros por diversas razões. Talvez numa conversa de bar sempre aparece alguma oportunidade. Felicidades e sucesso!!

Resposta
Tati Klaus Outubro 9, 2017 at 7:39 am

Ola, Max, tudo bem?
Realmente, eu gosto muito daqui. Mas te digo que nao anda tao facil emprego por aqui! Ainda precisa-se de brasileiros, sim, mas tambem ha muito aqui a procura de empregos. Nao ta facil pra ninguem, ne?
Boa Sorte em tua busca! Sucesso! Abs

Resposta
Max Daniel Outubro 18, 2017 at 3:53 pm

Obrigado, por responder.
Talvez você não lembra, mas por acaso à 2 anos a atras fomos numa jaita baile dos Monarcas e sentamos bem ao lado de vocês. Abraços

Resposta
Ruddy rodrigo de la cruz catorceno Janeiro 25, 2018 at 5:55 pm

Tati klaus porfavor me diga de que eu poderia trabalhar lá se eu fosse. O que precisam lá no dongguan em temas de trabalho. E por ultimo é verdade que lá pode se ter até três mulheres ou é mentira; vocé já viu algem com varias mulheres ao mesmo tempo

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 25, 2018 at 7:05 pm

Olá Ruddy,
A Tati Klaus parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista na China chamada Christine Marote.
Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
caroline da costa leite Fevereiro 20, 2018 at 3:08 am

Olá Tati tudo bem? Também sou gaucha de novo Hamburgo! Descobri que tem muitos brasileiros na área calcadista aí… Meu marido é modelista de calcados e pensei em ver.com ele para ele encontrar um emprego ai pois já ouvi falar que pagam muito bem. VC sabe me indicar empresas que pegam brasileiros para trabalhar? Se puder agradeço pois estou bem interessada e se tiver junto algum contato de hospital para que eu pudesse trabalhar se eu fosse com ele…desde já agradeço a atenção beijos

Resposta
Liliane Oliveira Fevereiro 20, 2018 at 2:16 pm

Olá Caroline,
A Tati Klaus parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na China que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
rodrigo Março 10, 2018 at 3:16 pm

ola justino, sou o rodrigo de sp, estou lendo aqui,vc faz trabalhos de interprete ai na china, estou querendo ir em yiwu no meio do ano, vou precisar de uma pessoa pra me ajudar, mais antes eu ia precisar tbm de uma pessoa pra ir vendo umas coisas pra mim
Se vc se interessa como faço pra entrar em contato com vc ,vc tem whatsapp pra entrar em contato com vc,aguardo resposta sua ok

Resposta
Jack wu Abril 23, 2018 at 4:10 pm

Oi tati como vai ?
Foi bem interessante o seu texto sobre dongguan, realmente existe uma comunidade brasileira aí ? Em qual parte de dongguan ? Eu vou morar em dongguan mês que vem. Feirantes falando em português, Essa eu quero hahaha. Só espero q não falte um bom café espresso e de chocolates aí.
Abraços

Resposta
Liliane Oliveira Abril 24, 2018 at 12:11 pm

Olá Jack wu,
A Tati Klaus parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na China que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Ricardo Julho 3, 2019 at 3:01 am

Olá, por favor eu gostaria de comprar alguns produtos em Dongguan, para iniciar uma importação.
Conhece algum agente de exportação brasileiro que more aí?

Obrigado

Resposta
Liliane Oliveira Julho 3, 2019 at 1:46 pm

Olá Ricardo,
A Tati Klaus, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Wanderley Neves Maio 18, 2018 at 2:11 am

Ola! Preciso de uma pessoa para nos acompanhar como guia em Shenzhen!
Você poderia nos indicar?

Resposta
Liliane Oliveira Maio 18, 2018 at 12:56 pm

Olá Wanderley,
A Tati Klaus parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na China que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
miguel angelo santos Abril 17, 2019 at 11:34 am

Bom dia Tati Klaus gostaria de ir muito para ir trabalhar como eu faço.

Resposta
Liliane Oliveira Abril 17, 2019 at 1:54 pm

Olá Miguel,
A Tati Klaus, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação