BrasileirasPeloMundo.com
Estudando Pelo Mundo França

Como é morar em Paris como estudante

Se tem uma coisa que Paris consegue bater o recorde é em relação ao custo de vida. Considerada como uma das cidades mais caras para se viver, às vezes é preciso se virar nos 30 pra dar conta de fechar o mês sem entrar no vermelho, principalmente quando se é um simples estudante estrangeiro.

Quando estava me preparando para vir fazer o mestrado, me diziam que o valor necessário para as despesas mensais era de 800 euros (no mínimo), mas vamos ser sinceros, tudo depende do estilo de vida de cada um e para certas pessoas esse valor não vai cobrir nem metade das despesas.

Mas então, qual é a mágica para viver nessa cidade quando você não foi contemplado com uma bolsa de estudos ou não pode contar com a ajuda financeira da família?

A verdade é que sempre existem alternativas e em Paris isso não seria diferente. A grande vantagem de vir estudar na França é que os estudantes não somente são super bem acolhidos como contam, também, com várias ajudas financeiras que, ao final, conseguem nos tirar dos “perrengues”. Então, vou dar algumas dicas que vão ajudar a qualquer estudante “liso” a viver em Paris como um rei, ou quase!

A primeira dica e a mais importante é como encontrar um emprego. Estudantes estrangeiros contam com uma permissão de trabalho, em geral, de 20h por semana e as possibilidades de emprego são inúmeras, mas as vagas mais procuradas são em lojas, bares, restaurantes, em eventos como hostess (recepcionista), ou também como babysitter (babá) e até petsitter (babá para animais de estimação). Além disso, é sempre bom valorizar a nossa língua, já que há uma boa demanda de pessoas interessadas em aprender. Dar aulas particulares de português é uma ótima opção.

Esses são alguns dos sites que publicam vagas de emprego para estudantes:

Jobs Étudiants
Student Job
SuperProf (para quem tem interesse em dar aulas particulares de línguas estrangeiras)

Como um salário de estudante pode variar entre 500-700 euros, é díficil conseguir pagar por todas as despesas com apenas essa quantia, por isso, temos as ajudas sociais e financeiras oferecidas pelo governo francês. Uma delas é a Aide Personnalisée au Logement (APL), ou Ajuda Personalizada à Moradia. Como o nome já diz, se trata de um auxílio moradia e ele é calculado de acordo com a aréa de residência e a renda de cada indíviduo.

Mas e aí você me pergunta: “e com relação ao resto, como eu vou fazer com relação a alimentação, atividades de lazer, passeios culturais, compras etc?”
A resposta é bem simples, meu caro leitor, neste quesito os estudantes realmente são os mais beneficiados.

No quesito alimentação, existe uma rede de restaurantes universitários – CROUS em toda a França e eles funcionam como um tipo de “bandejão” de boa qualidade, e ficam abertos de manhã até à noite, ou seja, do café da manhã ao jantar, alguns oferecem inclusive um serviço de brunch (super café da manhã que até substitui o almoço) aos domingos. O preço de uma refeição completa (entrada, prato principal e sobremesa) custa 3,25 euros! É uma ótima opção para aqueles quem têm uma relação de amor e ódio com a cozinha. Mas para aqueles que, ao contrário, têm uma relação de amor verdadeiro e eterno, a felicidade se encontra nos supermercados franceses, pois os preços são super em conta e a qualidade dos produtos também. Você pode, por exemplo, encontrar produtos orgânicos por menos de 2 euros!

Para quem gosta de teatro, shows de música clássica, ópera, projeções cinematógraficas, dentre outros, existe um mundo de opções:

Kiosque Jeune– Ele oferece ingressos gratuitos, ou por um preço bem acessível, para inúmeras atividades esportivas, culturais, shows, stand-up comedy etc. É um serviço disponível para jovens de 13 a 30 anos que residem, trabalham ou estudam em Paris.

Service Culturel de la Sorbonne– É o serviço cultural da Universidade Sorbonne, e oferece atividades durante todo o ano (teatro, apresentações de dança contemporânea, ballet, circo, música clássica), as entradas são gratuitas com a condição que os estudantes escrevam uma crítica que será publicada no site, além disso, também é possível ter acesso à entradas com preço reduzido para grandes espetáculos.

Nesse caso, estou mostrando o exemplo da Sorbonne, mas todas faculdades tem o seu próprio organismo cultural.

MeetMeOut – Pra quem curte festas, baladas e conhecer gente nova, essa é uma ótima opção e os eventos são gratuitos!

Paris Gratuit–Pra curtir Paris sem gastar um centavo!

Tudo isso sem contar as entradas gratuitas para os museus nos primeiros domingos de cada mês, as galerias abertas à visitação, os descontos em cinemas e pique nique entre amigos.

Fonte : arquivo pessoal, pique nique no Parc des Buttes-Chaumont

Para quem gosta de compras, na França a dica é aproveitar as liquidações, ou os “soldes”, como eles costumam dizer. Elas ocorrem oficialmente duas vezes por ano, em janeiro e em junho, ou seja, no inverno e no verão, e os descontos são de até 70%. É um hábito bem comum economizar dinheiro para aproveitar essa época do ano, pois não encontramos apenas roupas e acessórios, mas também equipamentos eletrônicos, decoração, mobília etc. Quem sabe até dá para comprar aquela bolsa Chanel, né?

Além das liquidações, os brechós e lojas de departamento também são ótimas opções, pois alguns vendem produtos de boa qualidade:

Kilo Shop – Brechó que vende roupas a quilo.
Emmaus Fripperie Solidaire –Brechó solidário, ótimo para quem precisa mobiliar o apartamento, mas não quer gastar muito.
La Boutique Sans Argent – Um achado em Paris! Aqui você “compra” sem dinheiro. É só passar e pegar o que quiser, não é lindo?

Embora o custo de vida em Paris seja bem alto, o acesso aos bens de consumo é mais fácil para um estudante que mora na França do que no Brasil e isso torna a vida mais simples. E como eu digo: Paris é uma cidade onde dá prazer estudar !

Related posts

Dicas para comprar roupas na França

Marcella Delfraro

A saga da creche na França

Lilian Moritz

Páscoa na França

Ana Lozon

25 comentários

Claudia Maziero Maio 16, 2017 at 7:35 pm

Amei as dicas!!!

Resposta
Amy Diene Maio 22, 2017 at 11:17 pm

E eu adoro ter vc como leitora ! 🙂

Resposta
Marcella Maio 17, 2017 at 4:26 am

Adorei as dicas!!!!!!! 🙂
Quero ir em breve a Paris para testar!!!!
E isso eh verdade, soldes na França vale muito a pena mesmo!!!!!
Beijos

Resposta
Amy Diene Maio 22, 2017 at 11:06 pm

Nossaa super vale, eu adoro/sou soldes!! hahaha
Beijos

Resposta
Dieine de jesus souza Maio 3, 2018 at 2:23 pm

Meu maior sonho era conhecer novos lugares novas culturas e novas terras mais aqui no Brasil nem emprego tem para poder trabalhar e juntar a grana 😭😢😔😔

Resposta
Maxyne Maio 18, 2017 at 3:40 pm

I’m shook uma conterrânea do meu Acre em Paris, e que teve a mesma ideia que eu pretendo pôr em prática em 2018 (no caso, cursar mestrado fora).
Adorei o texto e as dicas, agora sim deu mais vontade ainda de me jogar num mestrado internacional (na minha área, claro – Economia). Estava em dúvida entre Alemanha e França, mas, assim como várias pessoas, tenho uma paixão por esse país 🙂

Resposta
ranny borges Maio 20, 2017 at 12:39 am

Uma colega de profissão! Também estou estudando as possibilidades de ir fazer mestrado lá ou na Alemanda. Mas estou pendendo fortemente para a França. Quem sabe não estudamos juntas?! Boa sorte!

Resposta
Amy Diene Maio 22, 2017 at 11:12 pm

Oi Maxyne, você também é do Acre?? Que bom ter uma leitora da minha terrinha. Realmente os estudantes são super bem acolhidos por aqui, mas acredito que a Alemanha não fica muito atrás não 🙂

Resposta
Maria de Lourdes Maio 19, 2017 at 7:00 pm

Quem me dera ser jovem para desfrutar de tudo isso?! Amei as dicas, vou passar ais jovens da família!

Resposta
Amy Diene Maio 22, 2017 at 11:17 pm

Oi Maria de Lourdes, que bom que gostou das dicas e espero que elas sejam utéis pras estudantes da família! Lembrando, apenas, que algumas dessas dicas são válidas pra todas as idades, todo mundo pode aproveitar.

Resposta
Daniel Maio 27, 2017 at 7:01 am

Amy!!!

Amei seu post. Estou bem cru nesta ideia de fazer o doutorado em Paris, mas gostaria de trocar mais informações com você, se possível.

Parabéns pelas postagens!!

Resposta
Amy Diene Maio 28, 2017 at 9:49 pm

Oi Daniel, claro! Vou te mandar um email. Obrigada por nos acompanhar e pelo seu comentário, abraços!

Resposta
Agatha Outubro 7, 2017 at 3:01 am

Oi Amy, sempre que vejo pessoas dizendo que vão estudar na França (seja em Paris ou qualquer outra cidade), vejo que elas vão começar ou terminar o curso aí. Queria saber se era possível fazer o curso todo em vez de só uma “parte’ (doutorado etc.). Aguardo a resposta.

Resposta
Amy-Carole Diene Outubro 10, 2017 at 7:52 pm

Oi Agatha, obrigada por acompanhar o BPM! 🙂
Quanto a questão da formação é possível fazer nas duas forma, ou seja, “sanduíche” e integral. Para realizar toda a formação na França, você terá que fazer uma candidatura diretamente com a Universidade de prefêrencia. Para obter mais informações quanto ao tipo de candidatura que possa corresponder mais às suas expectativas aconselho visitar a página do Campus France http://www.bresil.campusfrance.org/rubrique/enfranca, onde eles dão informações mais detalhadas. Espero ter ajudado!

Resposta
Jorge Andrade Novembro 23, 2017 at 2:12 pm

Amy Diene quero ir pra Paris também estudar e trabalhar,tem algum atalho ou caminho mais curto para agilizar essa transição?
Quais osa procedimentos sabe me ajudar?
Obrigado

Resposta
Amy-Carole Diene Novembro 28, 2017 at 11:07 pm

Olá Jorge, obrigada pela sua visita!
A forma mais simples ainda é optar pelos estudos, isso porque a contratação direta de um estrangeiro custa caro para o empregador, a menos que seja uma mão de obra super qualificada e escassa localmente. Como você já tem a intenção de vir estudar, pode aproveitar para, ao mesmo tempo, se familiarizar com o mercado de trabalho e procurar um emprego na sua área! Para as formações disponíveis, aconselho dar uma olhadada no site do Campus France: http://www.bresil.campusfrance.org/rubrique/enfranca, como informei no comentário acima! Todo o processo de candidatura é efetuado por intermédio deles. Espero ter ajudado.
Abs

Resposta
ana santos Dezembro 27, 2017 at 11:21 pm

Ola Amy-Carole, que delicia ler os seus textos. Que dom para a escrita. Vi acima quando disse que as dicas são para todas as idades. Estamos pensando em enviar os filos para estudar fora do pais e aproveitar para fazer uma pós-graduação ou mestrado na área de educação. Você teria alguma dica para nós. Bjs! Aguardo resposta.

Resposta
Amy-Carole Diene Janeiro 3, 2018 at 5:29 pm

Ola Ana,
Obrigada pela visita 🙂
Quanto às dicas, tenho algumas sim. A primeira é organização, morar fora requer planejamento, seja para as fazer as pesquisas dos melhores mestrados, das instituições, das cidades de destino, do processo de candidatura, enfim. É preciso ver tudo isso com bastante antecedência. Em segundo, recomendo entrar em contato com o escritório do Campus France no Brasil: http://www.bresil.campusfrance.org/, pois este é o organismo francês em território brasileiro responsável por todo o trâmite admnistrativo, e o contato com eles é quase que obrigatório. E por último, recomendo se informar o máximo possível sobre o sistema de ensino francês, sobre a aréa de trabalho que eles querem atuar e como ela se densenvolve por aqui, digo isso pois as vezes queremos estudar em um país por uma afinidade, mas é importante também saber se a afinidade corresponde na busca profissional 🙂 Voilà! Bjs e boa sorte

Resposta
ana santos Janeiro 5, 2018 at 4:09 pm

Olá Amy-Carole, muito obrigada pela dica. Realmente tenho pensado em tudo isso. Planejamento é tudo na vida! Estou analisando os países!!! Bjs!!!

Resposta
ana santos Abril 25, 2018 at 8:30 pm

Amy-carole, os meses passaram e ca estou eu novamente. Feliz com a possibilidade de conquista de uma bolsa para Mestrado… Gostaria de te pedir um auxilio sobre as possiveis universidade em Ciencias Religiosas (Teologia). Há uma possibilidade de conseguir esta bolsa(estou em processo), mas precido indicar 03(tres) insitutuições educacionais desta área. Se puder auxiliar-me neste quesito. Serei eternamente grata.

Resposta
Amy-Carole Diene Abril 26, 2018 at 7:16 pm

Oi Ana, que bom que o processo está avançando!
As universidades de Ciências Religiosas são inúmeras, e por isso te envio esse link: https://www.trouvermonmaster.gouv.fr/, que é a plataforma nacional de mestrados, ela reune todas as formações. Aqui você poderá encontrar a formação que melhor te convem, além de poder selecionar a busca por tipo de diploma e instituição de ensino. Você gostaria de trabalhar em qual aréa de pesquisa? Eu estou fazendo uma tese na area de espiritualidade e desenvolvimento sustentável. Espero ter ajudado! 🙂

Resposta
julia Janeiro 9, 2018 at 1:23 pm

Voce considera possivel viver em Paris, para um estudante de graduaçao, apenas com esse meio salario mais os auxilios do governo?

Resposta
Amy-Carole Diene Janeiro 20, 2018 at 10:16 pm

Olá Julia,
Uma das razões pela qual escrevi o texto é porque se trata de uma experiência pessoal, e eu não teria escrito se não acreditasse que fosse possível 🙂

Resposta
Mariana Junho 26, 2018 at 5:11 pm

Olá Amy,
Você teria dicas para um estudantes achar um local para alugar em Paris?

Obrigada.

Resposta
Amy-Carole Diene Julho 1, 2018 at 9:42 am

Oi Mariana!
Escrevi um texto que aborda justamente a questao da procura de acomodaçao em Paris. Ele deve ser publicado no proximo mês ! Enquanto isso te indico dois sites que podem te ajudar na procura: https://www.pap.fr/ para alugar apartamento diretamente com o propriétario e https://www.lacartedescolocs.fr/ para dividir apartamento com outras pessoas, o que conhecemos como républicas.
Um abraço

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação