BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha

Mudança de estação e de humor na Alemanha

Mudança de estação e de humor na Alemanha.

Quem viaja pra Alemanha no frio talvez realmente pense que os alemães são o povo mais fechado e mal humorado do planeta (rs, estou exagerando um pouco). Mas sim, quem cai aqui no inverno e nunca teve contanto com alemães em outra estação vê que é essa impressão que eles passam.

Quando viemos morar aqui, há mais de 2 anos, chegamos em abril, lá em Hamburgo, e como algumas de vocês já devem ter ouvido, esse é o mês mais louco do ano. Eu digo louco porque rola de tudo mesmo, as 4 estações em um só mês, de neve, a calorão de 20 e poucos graus. Os alemães têm até uma expressão-ditado-musiquinha pra o mês de abril que eu acho bem fofo que é: “April april macht was er will”, que traduzindo ao pé da letra seria algo do tipo: “Abril abril faz o que ele quer”. E é bem verdade. E foi isso que pegamos, eu e meu marido, caídos de paraquedas. Chegamos e já vimos neve valendo pela primeira vez assim de cara. Foi lindo e louco, mas não é da neve em si que vim falar e sim do clima como um todo e do humor da galera. Mas pera que vou me explicar melhor.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

A Alemanha tem as 4 estações bem definidas, cês bem sabem. Começando pelo inverno, a estação mais dolorida, amada por uns (poucos e loucos) e odiadas por tantos, principalmente brazucas nascidos no verão de 40 graus. O inverno é longo, escuro, frio, gelado, molhado, às vezes branquinho de neve. No inverno, as pessoas costumam ser parecidas com a estação, frias, mais quietas, ficam mais em casa (óbvio, com toda razão) e as cidades às vezes ficam com cara de faroeste, vazias. Maaaaas, enquanto o inverno demora pra passar, os alemães, que já sabem muito das coisas, diferente de nós (eu e meu marido que não sabíamos de nada de estações definidas e tals), lá pelo final dele começam a se preparar pra primavera. Não só preparando as casas, as sacadas e fazendo uma super limpeza dos kellers (porão em alemão) mas começando a preparar principalmente o humor. A meu ver ver essa mudança de inverno pra primavera é quase como ver uma flor desabrochar, sabe? Eu demorei a acostumar, admito, porque pra mim não entendia como poderia fazer tanta diferença nos dias apenas uma mudança de estação, mas aqui faz e MUITO, sou a prova viva disso.

Leia também: imposto de renda na Alemanha

Quando o inverno tá acabando mesmo, lá pelo final de março já dá pra ver os sorrisos saindo das bocas, as mesas sendo colocadas nas ruas dos bares, o povo bebendo mais nas ruas, os dias em que o sol esquenta rola quase uma fotossíntese coletiva nos parques, todo mundo desesperado por um sol quente, é maravilhoso. Essa troca de estação é a minha favorita, porque a gente tá tão sofrido do inverno que só quer ver o verdinho da grama, as folhas crescendo e as flores desabrochando (sejam elas reais ou as pessoas mesmo). Pois bem, na primavera o povo começa a se soltar, sim. Os alemães, porque nós, imigrantes demoramos um pouco até acostumar com essas trocas (falo isso no meu caso, experiência própria mesmo). Mas aí tem abril, o mês louco que faz de um tudo, neva, frio, calor, sol, pra lembrar que o inverno acabou de ir embora mas tá por aí ainda, o povo volta a ficar carrancudo, cara de bunda (eu também, admito) e quando chega maio, a vida muda. Aí sim a primavera vem com tudo, os parques começam a ficar verdinhos, flores nascendo, e a galera mais feliz que pinto no lixo porque além de linda, essa estação é a mais próxima do VERÃO, que eles tanto amam.

Leia também: como alugar imóvel na Alemanha

“Vem chegando o verãooo, um calor no coração, essa magia colorida, são coisas da vidaaaa” (Desculpa que estou meio cantora esses dias!) Mas é, chega o verão, às vezes ele nem é tão quente, mas já o suficiente pra o povo ir a loucura. Dias longoooos, o sol nasce 4h da matina e se pões 22h, uma doideira maravilhosa, as pessoas quase andam gargalhando na rua de felizes ( é sério!). Todo mundo almoça nos parques, faz piquenique, vai aos lagos, riachos, qualquer água é bem-vinda. Eles bebem muuuuuito mais que o usual e ficam muito, mas muito mais simpáticos. Esse é o ponto onde eu queria chegar, esse clima de Alemanha no verão. Porque eu peguei 2 cidades e 2 verões, e foram diferentes, mas esse clima das pessoas é exatamente igual. Eu no primeiro verão que passei em Hamburgo não conseguia entender, me questionava o porquê dessa mudança brusca de humor, mas no segundo que estou passando aqui em Berlim, eu não só entendi como fiz igualzinho a eles (o povo alemão). Senti na pele toda essa troca de estações e vivi cada uma como deve ser, e sabe o que descobri? Que o inverno não dói tanto se a gente pensa que logo mais o verão tá chegando, e quando estamos na primavera/verão esquecemos dos dias de inverno. Tudo fica tão colorido e bonito que nem dá tempo de lembrar, sabe? E a dica que eu posso dar pra vocês (e pra mim mesma, pra relembrar sempre) é não só se adaptar a essa troca de estações e de humor, mas vivenciar na pele mesmo cada uma, porque só assim a gente consegue entender mais o povo e se colocar ainda mais no lugar deles, não julgar às vezes o mau humor invernal (ou infernal? rs) porque é difícil mesmo.

Ahhh, e esqueci uma estação linda que eu adoro também: o outono. Mas, né, “no outono é sempre iguaaaaal, as folhas caem no quintaaaal” (hahahaha, desculpa não consigo evitar, Sandy feelings! rs) e caem mesmo, folhas por todo o chão, temperatura amena, solzinho, delícia de estação. Porém nessa estação o fantasma do inverno está mais perto, portanto o povo já começa a ficar mais fechado novamente… Ufa!

E assim esse ciclo se repete, ano após ano, eu só vi 2, mas pra mim o suficiente pra aprender, respeitar e curtir cada estação e humor. E vocês, o que fazem pra lidar com essas mudanças climáticas e emocionais mucho locas? Conta pra mim.

Um beijo desse calorzinho maravilhoso e feliz nesse verão berlinense.

Related posts

Mercados medievais alemães

Karina Finke

Sistema de avaliação na Universidade alemã: como é?

Liane Weynen

Quinhentos anos da reforma protestante na Alemanha

Monique Abbehusen

2 comentários

Diego Phoenix Setembro 1, 2018 at 2:34 am

Que texto massa! Gostei 🙂
Fui agora no verão, estou de volta ao BR, mas voltarei em Novembro, pra encarar o general inverno.
Acho que a dica é buscar o calor nas pessoas, amigos BR, família…

Resposta
Marcela Vieira Janeiro 8, 2019 at 10:09 am

Oii Diego! É verdade! O calor humano é sempre a melhor pedida! Que bom que curtiu o texto! Obrigada mesmo por comentar e ler! Um beijo Mah

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação