Os incríveis museus na Cidade do México

0
442
Museu de Bellas Artes by Pixabay
Advertisement

Os incríveis museus na Cidade do México.

Você sabe qual é a cidade do mundo que tem mais museus?

Esta pergunta já causou muita polêmica, principalmente pelos termos de comparação. Florença, por exemplo, conta com várias igrejas em sua lista de museus, outras cidades têm na lista bibliotecas ou edifícios públicos e várias confundem museus com galerias.Claro que Nova York e Paris estão entre as primeiras, mas parece que a grande campeã é mesmo Londres, com mais de 270 museus. E o segundo lugar, incrivelmente, é da Cidade do México, com 170 museus e mais de 40 galerias!

Acho isto um motivo de grande orgulho e não me canso de dizer que aqui não há só quantidade, a qualidade dos museus é ainda mais surpreendente. Seria impossível listar todos eles, mas aqui estão os meus favoritos, aqueles aos quais faço questão de levar os amigos que me visitam, pois fico louca pra voltar, várias e várias vezes.

MUSEU NACIONAL DE ANTROPOLOGIA

Considerado um dos melhores museus do mundo, este é o mais famoso do México e um dos mais visitados no planeta. E é realmente imperdível!

São 23 salas permanentes, fora as exposições temporárias. O acervo é imenso, difícil ver tudo em um dia só, portanto vale analisar o que há em cada sala e ir seguindo seus interesses. Há salas sobre os Olmecas (que viveram há mais de 3 mil anos), Astecas, Maias e etc… Você vai encontrar toda a história das civilizações pré-hispânicas e também as de outros povos do mundo.

Se você está no México, também tem que conhecer o Sítio Arqueológico de Teotihuacan (aquele onde estão as famosas pirâmides do Sol e da Lua). Tente visitar este museu antes, pois há uma área inteira sobre isto, e quando você for visitar as pirâmides entenderá tudo melhor e já conhecerá todos os detalhes.

A peça mais importante do museu é a Pedra de Sol, que a gente conhece como o calendário asteca, mas na verdade não é um calendário! Era um grande altar de sacrifícios. Sim… De humanos!

Foto by Roberta Mellis

O museu tem um restaurante bem gostoso e não abre as segundas-feiras, Aliás, a maioria dos museus aqui fecha neste dia, é melhor se informar antes, para evitar enfrentar horas de trânsito e dar com a cara na porta.

O Museu de Antropologia fica no Parque Chapultepec, onde também estão o Museu de Arte Moderna, o Museu Rufino Tamayo e o Castelo de Chapultepec, que hoje abriga o Museu Nacional de Historia (e são todos muito legais).

Leia também: Cidade do México: inferno ou paraíso?

No parque também está o Zoológico, que foi o primeiro do mundo, fora da China, a conseguir a reprodução do urso panda. Eu, depois de morar na África, não me entusiasmo com zoológicos, mas confesso que adorei ver os pandas!

Para os pequenos, além do Zoo, o parque também tem o Papalote Museu del Niño. Um museu interativo, com o lema “toco, brinco, aprendo”. Tem seis grandes áreas, entre elas: meu corpo, México vivo, meu lar e minha família e laboratório de ideias, além de exposições e sessões de filmes 3D sempre com temas sobre ciência, tecnologia e arte. As crianças amam!

MUSEU FRIDA KAHLO – LA CASA AZUL

A vida de Frida Kahlo, por sí só, já é interessantíssima (para quem não conhece os detalhes, vale a pena assistir o filme Frida, com Salma Hayek) e visitar este museu é obrigação para quem vem ao México.

A casa, no bairro de Coyocan, era dos pais dela, onde ela morou desde que nasceu e depois, com Diego Riviera, até morrer. Você vai conhecer a historia incrível de sua vida, suas principais obras, seus objetos de trabalho, a cadeira de rodas que usava para pintar, o quarto onde dormiu Trotsky (sim, eles foram amantes) e as duas camas onde ela passou o final de sua vida (uma para o dia, onde ela também pintava, e outra para a noite). Está tudo no lugar que ela deixou, é quase uma viagem no tempo! Há também uma sala onde estão expostas suas roupas, representantes da cultura mexicana que ela fazia questão de divulgar, e seus coletes e aparelhos ortopédicos.

O museu é pequeno e está sempre lotado. É importante comprar as entradas com antecedência, pela internet, para evitar horas de fila (a fila é na rua, do lado de fora da casa, faça chuva ou faça sol) e tem que pagar uma taxa especial para tirar fotos. No local há uma lojinha bem legal e apenas um café, mas aconselho almoçar nas redondezas pois o bairro é super gostoso.

Ao comprar a entrada para a Casa Azul, você ganha uma entrada cortesia para o Museu Diego Rivera, no mesmo bairro. Em Coyocan também está o Museu Casa de Leon Trotsky, para onde ele a mulher se mudaram quando Diego descobriu o caso dele com Frida, e onde ele foi assassinado e está enterrado.

Leia também: 10 motivos para morar no México

MUSEU SOUMAYA

Acho que este foi o museu que mais me impressionou. É a coleção particular de Carlos Slim, o bilionário mexicano das telecomunicações. O nome do museu é uma homenagem à sua mulher, Soumaya Domit, falecida em 2009 e responsável pela aquisição da maioria das obras.

Além da grande coleção de arte mexicana que inclui, entre outros, Tamayo, Siqueiros e Rivera, você vai encontrar uma coleção incrível, com nomes como Renoir, Monet, Cézanne, Van Gogh, Miró, Dalí, Matisse, Vlaminck, Picasso, Claudel e, minha parte preferida: a impressionante coleção de 380 esculturas de Rodin, a maior do mundo fora da França.

O edifício onde está o museu, do arquiteto Fernando Romero, também é considerado uma obra de arte. A entrada é grátis

Museu Soumaya by Pixabay

MUSEU DE BELLAS ARTES E TEMPLO MAYOR

No centro histórico da cidade está a praça principal, conhecida como Zócalo. Na praça estão a Catedral Metropolitana e o Palácio Nacional (sede do governo) e, bem ao lado está o Museu Templo Mayor. Os espanhóis construíram a cidade em cima do maior templo da antiga capital do império asteca, Tenochtitlán, que foi descoberto no fim da década de 70. Ou seja, quando estiver caminhando pelo Zócalo, saiba que está andando em cima do que foi, um dia, a capital asteca. Além do museu você visita as ruínas do Templo, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Eu recomendo uma visita guiada, pois a história da fundação da cidade, do próprio templo e de seus altares é permeada de lendas lindas e interessantes. Vale a pena conhecer!

Também no centro da cidade está o Museu de Bellas Artes, que é maravilhoso, por dentro e por fora, e a lista de museus da cidade, segue…Museu Dolores Olmedo, Museu Franz Mayer, Museu Memória e Tolerância, Museu de Arte Popular. E estes são só alguns, entre os mais recomendados, pois como já disse, a lista é infinita, e há museus para todos os gostos e interesses.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.