BrasileirasPeloMundo.com
Estações do Ano pelo Mundo Romênia

Outono e preparação para o inverno na Romênia

Outono e preparação para o inverno na Romênia.

Se tem uma coisa inegável na Romênia é a existência das quatro estações do ano bem definidas. Primaveras com flores coloridas em todos lugares, verões muito quentes, outonos com folhas laranjas caindo das árvores, e invernos com muito frio e neve. No texto deste mês vou abordar a estação do momento: o outono, e como nos preparamos para o inverno.

Leia também: O que fazer no verão em Bucareste

Como é o outono na Romênia?

Durando de 1º de setembro até 30 de novembro, o outono faz aquela transição onde nos despedimos do calorão de mais de 30º C dos últimos meses, e começamos a nos preparar para o inverno de temperaturas negativas que está por vir. Uma das coisas mais comuns que acontece aqui é em meados de setembro a temperatura despencar de 10 a 15 graus de um dia para outro.

A primeira coisa que noto, a partir de setembro, é que os dias começam a ser mais curtos: se antes deixava minha casa às 8h da manhã com sol já brilhando, agora nesse horário a luz do sol ainda é um pouco tímida. Da mesma forma, enquanto antes o sol brilhava até 21h30, agora por volta das 20h já começo a acender as luzes pela casa. E com o passar dos dias, esse horário é cada vez mais cedo. Além disso, aos poucos, as temperaturas vão caindo: passamos de uma média de 18º C em setembro para 12º C em outubro e 5º C em novembro, de acordo com informações do site Holiday Weather.

Um outro sinal dessa estação está nas ruas: as árvores que até então eram gordinhas de folhas verdes começam a ficar com um tom alaranjado, e aos poucos as ruas vão ficando cobertas de folhas, enquanto as árvores estão “peladas”. Seria tudo lindo, não fossem os dias mais chuvosos que fazem com que as folhas fiquem molhadas e lisas, contribuindo para alguns escorregões.

Ruas de Bucareste no outono. Foto: arquivo pessoal

Como se preparar para o inverno?

Engana-se quem pensa que aqui as pessoas se trancam dentro de casa a espera do frio chegar… Pelo que já pude perceber nesses 3 anos no país, a Romênia é muito firme em manter suas tradições e, de forma geral, toda família se prepara para a chegada do inverno, de uma forma ou outra. O costume de “estocar” comida durante o inverno vem do passado em que não havia como cultivar determinados ingredientes durante o inverno. Portanto, estocava-se durante o ano para não faltar durante a temporada mais fria. Hoje já é mais fácil encontrar ingredientes “fora de época” nos mercados, mas ainda assim a tradição continua, e o outono é a época de preparativos especiais para a próxima estação. Dentre os preparativos mais comuns, posso citar:

  • Extrato de tomate: o tomate é um orgulho para o romeno (e com toda razão, os tomates são excelentes, aqui!) Como não pode ser cultivado no inverno, as pessoas fazem  o extrato de tomate e guardam em potes de vidro para ser usado até que os tomates voltem a crescer nas hortas do país.
  • Zacusca: uma pasta de berinjela, geralmente consumida com pão. Além da berinjela, a zacusca também leva pimentão, tomate, cebola e temperos (sal, pimenta do reino, louro). 
  • Must: é o mais puro suco da uva extraído da fruta durante o processo de produção de vinho. O must não é alcoólico, mas é a base na produção da bebida. Aliás, você sabia que a Romênia é uma grande fabricante de vinhos? De acordo com estatísticas da Organização Internacional dos Vinhos, em 2017 a Romênia ocupou a 13ª posição entre os maiores produtores de vinho do mundo. 
  • Zarzavat: uma refeição que nunca vai faltar em um lar romeno é a famosa “ciorba”, ou sopa. Zarzavat é uma mistura com vários legumes picadinhos e guardados em vidros de conserva e, posteriormente, utilizada na preparação da “ciorba nossa de cada dia”.
  • Muraturi: legumes em conserva. As mais tradicionais são muraturi de pepino (picles), beterraba, couve-flor, pimentão, entre outros.
  • Varza murata: uma variação da muraturi que acabei de mencionar, a varza murata é a conserva de repolho, que nada mais é do que o nosso chucrute – muito conhecido dos descendentes de alemães, principalmente no sul do Brasil.

Leia também: Como tirar documento local da Romênia

Além da alimentação, por aqui nós também nos preocupamos em estar com a saúde em dia antes do frio chegar – a principal dica é estarmos com a nossa imunidade preparada, evitando gripes, resfriados e outras doenças. Aqui em Bucareste, boa parte das pessoas consomem complexos vitamínicos comprados em farmácia, mas particularmente, eu nos meus 3 invernos segui a dica que um amigo me deu logo que as temperaturas começaram a cair no primeiro ano que estava aqui: um preparado especial de uma fruta que em romeno é chamada cătină, mantida por muitos dias no mel.

Pois bem, o mel já é conhecido nosso por todas suas propriedades benéficas para a saúde, mas a tal da cătină foi uma surpresa para mim. Depois de pesquisar, aprendi que essa fruta, que em português é chamada de “bagas de espinheiro”, possui diversos benefícios, como o fato de ser uma fruta rica em muitas vitaminas, principalmente a vitamina C (tem mais vitamina C do que a laranja), além de ter propriedades anti-inflamatória, entre outras coisas (que se você tiver interesse, pode ler aqui). Lá em casa, consumimos do início de novembro até meados-fim de dezembro, duas vezes ao dia (uma colher de manhã, uma colher à noite). E posso garantir: desde que chegamos aqui nunca tivemos gripe ou outra doença resultante do frio do inverno –  nem eu, nem meu marido, nem nossa filha (que hoje está com 8 anos). A cătină com mel é aquela receita de vó que não tem erro!

Estando com a saúde em dia e com o psicológico preparado para o frio que está por vir, nos resta aproveitar os dias de outono para passeios agradáveis nos parques aproveitando a paisagem tão diferente, talvez complementado por uma tarde/início de noite agradável em uma das diversas casas de chá pela cidade. Ou ainda melhor, um final de semana viajando pelas montanhas, que nessa época estão maravilhosas com a mistura de cores na paisagem. Nada mal, não é mesmo?

Related posts

O que fazer no inverno na Noruega

Lidiane Albuquerque

Cultura brasileira em Bucareste

Cristina Hélcias

Tradição e arte dos ovos de Páscoa na Romênia

Cristina Hélcias

4 comentários

thiago Fevereiro 3, 2019 at 1:52 pm

juliana deixe me fazer uma pergunta

estou querendo no final de marco pra bucareste

nessa epoca ainda tem neve da pra pratica o sky e o snowboard ?

Obrigado

Resposta
Juliana Gehring Fevereiro 11, 2019 at 9:37 pm

Oi Thiago!

De uma forma geral, o final de Março já não é uma época de neve. Mas no ano passado tivemos a nevasca mais forte do ano em Março, então quem sabe você tenha sorte de conseguir encontrar neve ainda nas montanhas. Mas lembre-se que em Bucareste não dá pra esquiar nem para fazer snowboard. 🙂

Resposta
Gislaine Fevereiro 21, 2019 at 8:29 am

Olá, Juliana! Achei muito interessante seus posts! Estou caminhando para o meu segundo ano vivendo na Romênia e ainda não tinha ouvido falar sobre essa fruta, a cătină. Se vc puder me passar mais informações de como preparar e onde encontrar a fruta… Obrigada!

Resposta
Juliana Gehring Fevereiro 27, 2019 at 4:54 pm

Oi Gislaine, obrigada! 🙂 A cătină com mel eu geralmente compro já pronta. Aqui em Bucareste é comum encontrar quando o frio começa em mercados públicos – como Obor, por exemplo (não sei se você está na capital ou não).

Nos mesmos mercados públicos, de vez em quando eu encontro a cătină a venda por kg (só a fruta). Se esse for o caso, é só colocar a fruta em um vidro com mel e deixar um tempo antes de começar a tomar. A mistura dá uma “fermentada” (não sei se é exatamente essa a reação química hehehe, mas você vai ver que a tampa do vidro dá uma estufada – cuidado quando abrir!).

Em últimos casos, se você realmente não encontrar a fruta ou a mistura, dá uma olhadinha em plafar, porque já vi chá de cătină (geralmente cătină com gengibre) – não é o mesmo que o natural, mas também já é uma ajuda!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação