BrasileirasPeloMundo.com
Páscoa Pelo Mundo Romênia

Páscoa na Romênia

E aqui estou eu, mais uma vez para falar do lugar mais mágico e emocionante do mundo, a minha querida e bela Romênia. E desta vez não poderia ser diferente, mesmo se tratando da Páscoa na Romênia, os nossos amigos romenos se superam sempre quando o assunto é datas comemorativas e tradições.

São tantas, que até mesmo eu fico perdida e confusa e completamente apaixonada pelo modo de ser deste povo tão festeiro. Sempre me encanta ver como todos sabem e respeitam a cultura, mesmo dos mais velhos aos mais jovens não existe um que não sabe de cor e salteado o que fazer em cada data e com cada tradição. Posso dizer com toda propriedade que nunca vi pessoas tão orgulhosas da cultura que carregam e transmitem anos a fio.

Toda vez que começo a investigar a fundo para um texto preciso gravar e anotar tudo, pois são tantas peculiaridades que ou presto muita atenção ou fico de boca aberta, desta vez o único trunfo que tive nas mangas para deixar os romenos mais curioso do que eu a respeito das tradições foi mostrar as nossas imagens dos ovos de páscoa brasileiros pendurados nos supermercados. Nunca vi tantos comentários juntos de “que lindo”, “uau”, “que maravilha. Ficou até complicado focar na conversa depois!

Como para gente é algo muito normal fico pensando como seria não comer um chocolatezinho qualquer nesta época. Ficou curioso? Continue lendo e descubra como são os ovos de Páscoa por lá e com o detalhe que os coelhinhos não fazem parte do espetáculo.

Fonte: pixabay.com
Fonte: pixabay.com

Como já explicado em outros textos meus aqui e aqui os pessoal para estas bandas é Católico Ortodoxo ferrenho e a Páscoa é algumas semanas após a nossa devido ao Concílio Ecumênico do ano de 325, que estabelecia regras para a data de acordo com o calendário de César. A Páscoa romena começa dias antes, quando as pessoas começam a preparar as suas casas para receber os vizinhos, amigos e representantes da igreja. A casa de uma família romena tem sempre as portas abertas para todos e quando digo sempre é sempre mas falaremos disto um outro dia. Nesta época se lava, se passa, se cozinha como se fosse a data mais importante do ano. Tudo deve estar perfeitamente arrumado, tanto dentro como fora da casa, jardins são cuidados, casas pintadas, a roupa no corpo deve estar bem passada, a casa deste estar em extrema ordem e a alma e os pensamentos em paz com o mundo. O período é de muita espiritualidade e de orações constantes. Costumo pensar que é a semana da reflexão.

Durante toda esta a semana as pessoas vão ao túmulo dos seus entes queridos em sinal de respeito e luto para acender velas e levar uma espécie de rosca doce muito parecida com as nossas roscas de padaria ou uma  espécie de pão pullman sem ser fatiado com gosto igualzinho de panetone, para serem oferecidos a todos aqueles que passam, é uma grande ofensa não comer, todos vão estar ali reunidos com todo respeito, comendo e bebendo em cada sepultura conhecida. Ali no meio das rezas se canta canções antigas e recorda-se o ente querido e principalmente a união e respeito pelos que estão vivos.

Rosca tradicional - fonte pixabay.com
Rosca tradicional – fonte pixabay.com

No sábado à meia -noite todos vão a missa da ressurreição, a missa é realizada com as luzes apagadas enquanto o padre carrega uma grande vela e convida por três vezes os fiéis a acenderem as próprias velas, como sinal de espiritualidade e depois também, para iluminar a missa que ocorrerá do lado de fora, pois se entra e sai da igreja três vezes cantando. Dizem que quem consegue carregar a chama acesa da igreja até dentro de casa vai ter um ano cheio de bênçãos e prosperidades. As velas ficam guardadas nas casas e dificilmente serão jogadas fora. O mesmo acontece com velas em outras datas como casamento e batizado.

Foto arquivo pessoal
Foto arquivo pessoal

No final da missa o padre diz “Hristos a Ȋnviat” – “Cristo ressuscitou” e os fiéis devem responder “Adevărat a Ȋnviat!” – “Sim, ele ressuscitou.”, em seguida todos recebem o pão ensopado no vinho simbolizando o corpo e o sangue de Cristo. Muitas pessoas levam com elas os próprios ovos cozidos coloridos para “brinda-los” com os seus familiares e amigos e repetir as mesmas palavras citadas acima. Algumas pessoas continuam este “brinde” dos ovos por dias a fio, inclusive como uma espécie de brincadeira supersticiosa para ver qual ovo é o mais resistente e cheio de prosperidade.

E por falar nos tais ovos coloridos, eis aqui a principal tradição. Nada de ovos suculentos de chocolates meus amigos, aqui o que comanda é o tradicionalíssimo ovo cozido pintado de vermelho para simbolizar o sangue de Cristo ou de outras cores ou completamente coloridos. Os ovos são tão tradicionais que existem muitos artesãos que criam desenhos maravilhosos e muitos museus para expor os mais belos em algumas cidades.

Quanto a comida não espere muito, por ser um país muito frio e o mês de março e abril ainda serem bem gelados as comidas se baseiam em carnes, embutidos e sopas acompanhadas de alcoólicos fortíssimos para aquecer até a alma dos mais fortes, sem contar o pão que nunca pode faltar na mesa de um bom romeno.

Caso queiram ver mais imagens abram este link.

Paste fericit – Feliz Páscoa para todos!

Related posts

Páscoa na Polônia

Regiane Iwanowicz

A Semana Santa nas Filipinas

Danyella Proença

Sistema de saúde na Romênia

Cristina Hélcias

2 comentários

Regina Abril 5, 2016 at 7:36 pm

Muito legal o seu texto….Existem alguns países , dos quais nào sabemos absolutamente nada , e me emociona ler seu texto e aprender a cultura da Romênia. Sei que o idioma é parecido com o português, pois ambos são línguas latinas , e puder ler algumas palavras em romeno , que até consegui entender algumas.
Há quanto tempo você mora na Romênia ? Já domina o idioma ?
Poste mais fotos das cidades ou do campo , assim poderemos ler seu blog e conhecer mais deste país mágico.
Um grande abraço , e muito obrigada por dividir sua experiência …

Resposta
Bruna Roland Abril 9, 2016 at 10:07 am

Olá, que bom que gostou do texto.
Na teoria digamos que alguns radicais de algumas palavras podem ser semelhantes mas na prática a sonoridade e o significado é outro. Eu acho que é completamente diferente.
Eu estou entre a Romênia e a Itália há 1 ano, conheço o idioma mas não sou completamente fluente ainda, ainda mas porque as pessoas com quem convivo falam muito bem o inglês e o italiano então acabo prejudicando o meu desenvolvimento na língua.
Vou postando mais fotos conforme for saindo novos textos pelo BPM.
Abraços 🙂

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação