BrasileirasPeloMundo.com
Suécia Vistos & Cidadanias Pelo Mundo

Visto de trabalho na Suécia

Visto de trabalho na Suécia.

Ultimamente tenho notado que boa parte dos brasileiros não quer mais morar no Brasil. Acompanho blogs, fóruns, grupos no Facebook e também recebo mensagens de pessoas que estão interessadas em saber como faz para tirar o visto, qual é o custo de vida, como conseguir um trabalho e etc.. Algumas perguntas chegam a ser mais ousadas como, por exemplo, qual é o “jeitinho brasileiro” de entrar no país e ficar ilegalmente.

Apesar de países como Estados Unidos e Inglaterra ainda serem os destinos preferidos, a Suécia também está na mira de algumas dessas pessoas. Porém, é necessário ter em mente que colocar a mochila nas costas, atravessar o oceano e tentar a sorte grande entre os vikings não é uma tarefa fácil. Aliás, eu desaconselho isso, pois você pode quebrar a cara e feio ainda por cima.

Porém, se você é uma pessoa certinha e pretende vir dentro “dos conformes” saiba que a questão do visto é bastante importante, principalmente para quem pretende trabalhar. E esse é o assunto que irei abordar hoje.

A permissão de trabalho pode ser requerida através do aplicativo online no Departamento de Migração (Migrationsverket) ou indo pessoalmente na Embaixada ou Consulado da Suécia, munido de todos os documentos e formulários necessários. Dependendo do perfil do requerente, a entrega da documentação deverá ser realizada pessoalmente. Nesse caso os órgãos competentes darão as devidas orientações.

Então Vânia, você está dizendo que é só enviar a solicitação e aguardar o tão sonhado visto de trabalho? A resposta é não! Essa permissão para trabalhar na Suécia só pode ser feita após o recebimento de uma oferta oficial de emprego. O que significa dizer que o contrato de trabalho deverá estar assinado pelo futuro empregador e pelo sindicato. Sim, também o sindicato. Diferentemente do Brasil, sindicato por aqui é coisa séria. A empresa contratante precisará provar para o sindicato, através de documentos, o motivo pelo qual está contratando alguém de outro país e não um sueco para a vaga. Além disso, a empresa irá preencher um formulário contendo informações sobre a vaga oferecida e o período de trabalho que você irá cumprir.

Leia também: dicas para arrumar emprego na Suécia

Caso essa oferta de trabalho seja por um período superior a seis meses, você tem direito a solicitar o visto de residência para sua família. Opa! Quer dizer que dá para levar a “parentada” toda? Claro que não! Isso se aplica somente ao cônjuge e filhos menores de 21 anos. O jeito mais fácil e descomplicado é providenciar a documentação da família e incluir no mesmo pedido da sua solicitação, pois caso contrário, o prazo para retorno poderá ser maior do que o esperado.

Além dos formulários preenchidos e da documentação anexada, é preciso preparar o bolso para o pagamento da taxa, pois nada nessa vida é de graça. A taxa cobrada por pessoa para requerer o visto é de 1.000 coroas suecas (mais de R$ 300,00), mas que poderão ser reembolsados pela empresa, dependendo da negociação entre as partes.

É importante salientar que a permissão de trabalho é concedida por um prazo máximo de dois anos. Se por acaso, o contrato de trabalho for por um período maior que esses dois anos, tenha em mente que o visto precisará ser renovado com antecedência ao seu vencimento.

Todos esses processos que citei são válidos para quem tem cidadania brasileira. Agora, para quem é cidadão europeu, cidadão de países Nórdicos ou cidadão da Suíça é possível vir para a Suécia sem a prévia aplicação do visto de trabalho. Dependendo do seu país de cidadania, você poderá fazer todo esse processo após a sua chegada ao país. Mas, por favor, verifique direitinho quais regras se aplicam ao seu caso. Não vá me matar depois de vergonha dizendo que não avisei, tá?! rs

Ainda interessado em trabalhar na terra da Rainha Silvia? Então se jogue no site Work in Sweden e tenha mais informações sobre como encontrar um emprego, permissão de trabalho, planejamento da mudança e a vida na Suécia.

Lycka till! (Boa sorte!)

Related posts

Visto J-1: Regra de 2 anos e como se isentar dela

Lorrane Sengheiser

Como formalizar uma União Estável na Espanha

Carolina Lauzen

Vistos e Burocracias na Polônia

Regiane Iwanowicz

56 comentários

Camila Pimenta Junho 26, 2014 at 12:17 pm

Bem informativo o seu texto Vânia! Gostei muito. 🙂
Por conta de haver a parte do Sindicato, achei mais difícil conseguir o visto da Suécia do que o da Índia. Abraços.

Resposta
Vânia Romão Julho 27, 2014 at 4:03 pm

Oi Camila!
O visto de trabalho fica mais fácil se a proposta de trabalho é feita antes da mudança de país, caso contrário realmente o caminho para consegui-lo é longo. Ainda mais para quem se muda para cá achando que tudo será fácil. Mas eu sou a favor do perfil dos sindicados na Suécia, pois ele realmente age como um, mantendo o equilíbrio entre empregador e trabalhador. Talvez seja por isso, que os suecos não têm medo de ficarem desempregados, já que os benefícios são pra lá de bons.
Abraços. 🙂

Resposta
Lourdes Omitto Andersson Junho 26, 2014 at 2:00 pm

Parabéns pela matéria Vânia! Certissimo! Moro aqui ha mais de 12 anos e é extamente como você disse!
Se quiser vir para passear é uma coisa agora morar e trabalhar é bem complicado.

Resposta
Vânia Romão Julho 27, 2014 at 4:10 pm

Olá Lourdes, fico feliz que tenha gostado.
Poxa, e que legar saber que você mora a todo esse tempo na terra dos vikings. Já deve estar para lá de acostumada com o país, né? Tentei compartilhar, pelo menos em linhas gerais, como é a permissão de trabalho e realmente vir no ‘oba-oba’ está fora de cogitação.
Obrigada pelo carinho!
Beijos.

Resposta
ackolb Junho 26, 2014 at 10:04 pm

Muito bom Vania o seu texto e as suas dicas, principalmente porque as pessoas devem levar em consideração que a Suécia como outros paises desenvolvidos, são muito transparentes e é praticamente impossível viver normalmente sem ter visto, pois não se tem como alugar um local pra morar, estudar, trabalhar, ter seguro de saúde, dirigir, e com tudo isto é quase que impossível viver clandestinamente em países tao pequenos e bem organizados como a Suécia. Parabens pelo texto, eu assino embaixo quando você desaconselha emigração ilegal.:)Namasté linda!

Resposta
Vânia Romão Julho 27, 2014 at 4:29 pm

Exatamente Ana! Mas infelizmente ainda tem gente que acredita que é possível viver dessa forma. Eu não aconselho que as pessoas façam isso, independente do país que queiram morar. Sonhos todos temos, mas alguns dependem de planejamento e conseguir um visto de moradia/trabalho é um deles.
Beijos e obrigada pelo carinho.

Resposta
nailson Maio 14, 2015 at 1:25 pm

Sim acho que você estar certa “mas” acho que muita gente vai ilegalmente pra alguns países por ai porque a vida já não dá mais certo onde estão. Eu mesmo tenho em mente que meu futuro não está no Brasil. Obrigado e parabéns.

Resposta
Vânia Romão Maio 18, 2015 at 7:58 am

Olá Nailson, pode até ser que isso aconteça na Suécia, mas eu realmente não conheço ninguém nessa situação. Também entendo que a vida esteja difícil no Brasil, mas ser ilegal em outro país não significa que a situação seja diferente, especialmente na Suécia. Aqui, infelizmente, vindo ilegal não tem vez. Eu acho que a gente precisa buscar uma vida melhor em todos os sentidos, mas para que isso ocorra, eu sou a favor de uma boa preparação profissional e educacional. Isso abre portas! 😉
Valeu pelo carinho. Abraços.

Resposta
Cristiane Leme Junho 27, 2014 at 5:25 am

Informações vitais pra quem tá pensando em sair do Brasil em direção à Suécia. As pessoas têm que ler esse texto. Vejo que tem muita gente sonhadora por aí, que pensa que se mudar para a Escandinávia é solucionar todos os seus problemas, e muitos se frustram porque não se preparam para a mudança, ou simplesmente porque embarcam na aventura, acreditando no ‘jeitinho’, sem se preocupar com detalhes tão importantes, como as questões burocráticas para viver legalmente por essas bandas. É super importante saber que na Escandinávia e norte da Europa em geral é praticamente impossível viver como clandestino. Não tem ‘jeitinho’ que funcione por aqui, e isso é uma das coisas que mais gosto nessa parte do mundo. Obrigada por esclarecer como funciona! Beijos

Resposta
Vânia Romão Julho 27, 2014 at 4:25 pm

Pois é Cris, muita gente ainda acredita piamente que viver ilegal por aqui é fácil. Eu sou totalmente contra isso, seja para se mudar para a Suécia ou qualquer outro país. É importante as pessoas se munirem de informações e se preparem para essa futura mudança, pois viver por aqui sem visto é praticamente impossível.
Obrigada pelo carinho. 😉
Beijos.

Resposta
fabiana mesquita Julho 2, 2014 at 1:15 pm

Domingo vi uma entrevista com a Marta, jogadora de futebol e ela disse maravilhas da Suécia, já uma amiga que casou com um sueco disse que é um pouco mais complicado quando você entra de cabeça na sociedade. Eu particularmente amo o povo sueco e adoro a cultura deles….bem legal ler sobre as suas experiências por aí 🙂

Resposta
Vânia Romão Julho 27, 2014 at 4:18 pm

Olá Fabiana!
A Marta realmente gosta da Suécia e dá para ver isso em todas as suas entrevistas. Eu assisti a um jogo dela no ano passado e fiquei de queixo caído ao ver como os suecos a adoram. Ao final do jogo estavam todos se acotovelando para conseguir um autógrafo e tirar uma foto. Sem dizer, que as entrevistas dela são todas em sueco. Um orgulho, só!
É bastante enriquecedor ler sobre as diferentes opiniões sobre o mesmo país, pois cada um que vem à Suécia tem uma experiência diferente. Uma das coisas que aprendi é que o domínio do idioma abre muitas portas e para a inclusão social o sueco é essencial. Claro, que nem tudo por aqui é 100% maravilhoso, mas assim como você eu adoro essa terra de gigantes. 😉
Beijos.

Resposta
Rita Novembro 28, 2014 at 3:38 pm

gostei do seu blog parabens tenho dupla cidadania brasileira e portuguesa estou pensando seriamente em tentar a vida por ai vc pode me ajudar me dando alguns saites de emprego desde ja agradeco bjs Rita

Resposta
Vânia Romão Dezembro 8, 2014 at 8:36 am

Olá Rita!
Eu recomendo que você dê uma olhada no site oficial da Migração Sueca e verifique os procedimentos a serem tomados no caso de cidadania europeia. Chegando ao país você precisará se registrar e tirar o número pessoal, pois sem esse registro você não consegue fazer absolutamente nada na Suécia. Porém, preciso ser sincera contigo. Ter cidadania europeia não garante um emprego. O link é esse aqui:http://www.migrationsverket.se/English/Private-individuals.html).
Com relação aos sites de emprego seria bacana você pesquisar no Google as empresas que você gostaria de trabalhar e que estão de acordo com o seu perfil profissional. Até mesmo o cadastro no LinkedIn pode te ajudar bastante. Você encontra algumas informações no site Work in Sweden http://work.sweden.se/how-to-find-a-job/.
Obrigada pelo carinho! 😉
Beijos.

Resposta
Neli alvs Abril 23, 2016 at 4:12 pm

Olá gostaria de ter um minutos de sua a tenção se possível For?

Resposta
Vânia Romão Abril 25, 2016 at 6:19 am

Olá Neli!
Você pode entrar em contato comigo através do e-mail [email protected] 🙂

Resposta
Debora Janeiro 2, 2015 at 10:07 pm

Olá, é fácil conseguir emprego ai? E como conseguir?

Resposta
Vânia Romão Janeiro 5, 2015 at 9:02 am

Oi Debora!
Fácil não é e as oportunidades surgem quando se tem uma boa formação acadêmica e bagagem profissional. Sem estudo e sem dominar, pelo menos, o inglês dificilmente alguém conseguirá um emprego na Suécia.

Resposta
Roberto c. Costa Janeiro 17, 2015 at 2:02 am

Nossa, Vânia!!! Como te invejo (inveja positiva) por estar morando num país democraticamente transparente. Sem abrir o jornal e ler notícias de assassinatos banais e políticos que se tornaram famosos através da corrupção. Meu sonho, após me aposentar, é ir morar nesse país, embora isso seja algo muito difícil de se concretizar. Procurarei ver todas as leis de imigração legal para esse país, mesmo eu demonstrando 100% de conhecimento da língua na escrita, audição e fala, e domínio de parcial de alguns dialetos importantes do país, mas se não houver a possibilidade de eu entrar legalmente, tentarei a ilegal, a clandestinidade..Um abração ae….

Resposta
Vânia Romão Janeiro 26, 2015 at 9:53 am

Olá Roberto!
Acho bem bacana você querer melhorar sua qualidade de vida após se aposentar. Agora, se você me permite gostaria de compartilhar minha opinião com relação a sua vinda, pois fiquei preocupada. Por favor, a última coisa que quero é ser invasiva. Pelo contrário. Acho apenas importante compartilhar contigo um pouco do que vejo por aqui, tá? Para você morar na Suécia realmente você precisa de visto, pois sem esse documento você simplesmente não existe no país. Além disso, você precisará de um documento chamado personnummer, que é como se fosse o nosso RG/CPF no Brasil. Sem visto e sem esse documento você não conseguirá fazer absolutamente nada no país. E quando digo nada… é nada mesmo, tá?! Na Suécia não tem “jeitinho” pra ficar ilegal. Eu recomendo que você dê uma olhadinha num texto que escrevi no meu blog falando sobre isso. O link é esse aqui: http://diariodeumateimosa.com/2014/12/16/como-faco-para-morar-na-suecia/

Bom, desculpe ser sincera contigo, mas achei que deveria fazer isso. Abraços.

Resposta
Johnathan Alves Fevereiro 27, 2015 at 1:59 pm

Bom dia Vânia!
Muito bom os esclarecimentos que você nos dá, gostei…
Referente a moradia, após todos o processos legais e aprovação e confirmação de emprego, como fica a moradia? E para prorrogar o visto após os dois meses é complicado?

Obrigado!

Resposta
Vânia Romão Março 2, 2015 at 9:04 am

Olá Johnathan!
Conseguir moradia na Suécia é complicado, principalmente em cidades maiores como Estocolmo, Gotemburgo e Malmö, pois a demanda é maior que a oferta. Mas tudo depende de que tipo de contrato de trabalho você está fechando com a empresa. Há empresas que dão todo o suporte necessário nesse quesito e até contratam um broker para te ajudar a conseguir um apartamento (no caso de um LTA ou STA). Agora, se você conseguiu um trabalho e está vindo como um “local”, sem as maravilhas que um contrato de um expatriado tem, você terá de se virar sozinho. E eu já te adianto de que não será fácil conseguir um contrato de aluguel por tempo indeterminado. O período máximo que você poderá conseguir é de 1 ano.
Se você está vindo com emprego seu visto de trabalho será superior a dois meses. Quando estiver próximo de expirar, ele será renovado somente se a empresa tiver interesse em manter o contrato com você. Ou quem sabe você conseguir uma nova oportunidade de trabalho. Caso contrário é “bye bye” Suécia.

Resposta
Eli Maio 15, 2015 at 6:31 pm

Olá

Estou terminando design, gostaria de trabalhar na Suécia eu ainda não falo inglês fluente, estou no intermediário avançado, gostaria de saber como eu faço para trabalhar na Suécia.

Agradeço

Resposta
Vânia Romão Maio 18, 2015 at 7:52 am

Olá Eli, seja bem vinda!
Para trabalhar na Suécia você precisará do visto e do domínio, de pelo menos, do inglês. Mas lembre-se que a língua oficial do país é o sueco e será necessário dominar esse idioma também. Informações sobre trabalho na Suécia você pode dar uma lida no texto sobre Emprego (http://www.brasileiraspelomundo.com/suecia-emprego-voce-quer-um1-141012788) e mais informações sobre o idioma eu recomendo também a leitura do texto “Aprender o idioma local é essencial” (http://www.brasileiraspelomundo.com/suecia-aprender-o-idioma-local-e-essencial-101410825). Boa sorte!

Abraços.

Resposta
Samuel Malaquias Outubro 10, 2015 at 8:16 pm

Vânia Romão,
Ola amiga !!
Sou um brasileiro e fã deste país a muito tempo, tenho lido e assistido matérias alusivas a este paraíso e espero um dia conhecer ! Tenho acompanhado suas matérias informativas sobre a Suécia e percebi que trata-se de um país blindado e muito difícil…enfim irei continuar sonhando e pretendo visita-lo e conhecer..
Parabéns pelas matérias de grande valia !!

Resposta
Vânia Romão Outubro 12, 2015 at 12:29 pm

Olá Samuel!
Para trabalhar na Suécia é necessário ter um bom currículo mesmo. É uma pena que uma parte da mídia brasileira tenha como objetivo iludir as pessoas. Espero que coração que você consiga realizar o seu sonho. 😉

Resposta
francisco Maio 18, 2015 at 11:13 am

Bom dia !

Vânia gostaria de conversar com você Inbox para isso eixo aqui meu email.

Grato Francisco

Resposta
Vânia Maio 19, 2015 at 10:16 am

Olá Francisco! Você pode entrar em contato comigo através do e-mail [email protected]. Responderei assim que possível, tá? 😉

Resposta
Felipe Brum Junho 10, 2015 at 7:20 am

Olá Vania, meu sonho é morar na Suécia, admiro e gosto muito do País. So que meu inglês ainda é bem trivial, até consigo ter uma conversação, mas não possuo a escrita correta. Ainda não conclui o Ensino Superior, mesmo assim conseguiria um visto parar residir e trabalhar na Suécia? Melhor dizendo, alguma empresa me contrataria para trabalhar aí, mesmo sendo uma mão de obra mais simples (nem que fosse trabalhar no comercial), pelo menos um tempo, ate estudar um pouco fora e poder me aperfeiçoar no idioma (tanto local quanto inglês)

Resposta
Vânia Junho 11, 2015 at 8:51 am

Olá Felipe, primeiramente obrigada pelo seu contato!
Sem visto, inglês e qualificação profissional realmente fica difícil conseguir morar no país. Eu escrevi alguns textos que podem te ajudar a esclarecer algumas dúvidas e recomendo que você dê olhada.
1) Tipos de visto: http://diariodeumateimosa.com/2014/12/16/como-faco-para-morar-na-suecia/
2) Emprego: http://diariodeumateimosa.com/2015/02/18/emprego-na-suecia-voce-quer-um/
3) Idioma: http://diariodeumateimosa.com/2014/12/01/aprender-o-idioma-local-e-essencial/

Se tiver mais alguma dúvida é só perguntar. 😉

Resposta
Permissão para trabalhar na Suécia | Diário de uma Teimosa Outubro 29, 2015 at 4:50 pm

[…] Esse texto foi publicado originalmente no site Brasileiras pelo Mundo. […]

Resposta
Dany Falcon Dezembro 19, 2015 at 4:32 pm

Olá Vânia,

Sou Uruguaio e moro no Brasil a 4 anos, tenho meu visto Permanente aqui e sou casado com Brasileira, no meu caso tenho um parente que mora na Suecia e tenho a ideia de ir pra lá e montar meu prórprio negócio, sabes como funcionaria no meu caso???

Resposta
Vânia Romão Dezembro 21, 2015 at 9:14 am

Dany, funciona da mesma forma para pessoas que não possuem cidadania europeia: você precisa tirar o visto. Sem isso, infelizmente você não consegue morar, trabalhar e muito menos abrir um negócio no país. Recomendo que você dê uma lida no site oficial da Suécia para essas questões. O link é esse aqui: http://www.migrationsverket.se/English/Private-individuals.html

Resposta
Daiane Janeiro 13, 2016 at 5:59 pm

Olá Vânia,

Boa tarde!!!

Quero ir pra Suécia morar lá, detalhe tenho uma filha de 6 anos e com certeza constituir uma família lá.

Quais os procedimentos, detalhe tenho uma irmã que mora lá e é casada com um sueco. isso ajuda ou não tem nada a ver?

Obrigada,

DLS

Resposta
Vânia Romão Janeiro 13, 2016 at 6:03 pm

Olá Daiane!
Infelizmente, sua irmã morar na Suécia não ajuda em nada você conseguir um visto. Dá uma olhadinha num texto que escrevi há algum tempo onde eu falo os tipos de visto que você pode requerer. Se por acaso você não se encaixar em nenhum perfil, infelizmente você não tem como residir na Suécia. O link é esse aqui: http://diariodeumateimosa.com/2014/12/16/como-faco-para-morar-na-suecia/

Resposta
debyflor Outubro 8, 2016 at 4:37 pm

Olá Vânia eu nao consigo abrir este link, esta aparecendo privado.

Resposta
Cristiane Leme Outubro 8, 2016 at 8:11 pm

Olá. A Vânia parou de colaborar conosco e fechou temporariamente o blogue pessoal dela.
Temos uma nova colunista na Suécia.
Edição BPM

Resposta
Magda Belmond Março 31, 2016 at 6:26 pm

Olá Vânia,

Sou brasileira e vim para Suécia há 15 dias, estou de visita na casa da minha sogra. Me apaixonei, pensei em arrumar trabalho mas vejo que não e tão fácil.
Como vim para passar no máximo três meses, você acha que tem alguma forma que eu possa ficar e estudar o idioma.

Resposta
Vânia Romão Abril 8, 2016 at 9:16 am

Olá Magda!
Arrumar um trabalho na Suécia é bem complicado mesmo, ainda mais se você não tiver visto para isso. Não quero te desanimar, mas acho que suas chances são mínimas. Eu escrevi há algum tempinho dois textos. Um que fala sobre o mercado de trabalho na Suécia e outro sobre quais os tipos de visto que você pode requerer. Acho super importante você dar uma lida e ver realmente como as coisas funcionam no país. Aqui estão os links:

EMPREGO: http://diariodeumateimosa.com/2015/02/18/emprego-na-suecia-voce-quer-um/
VISTO: http://diariodeumateimosa.com/2014/12/16/como-faco-para-morar-na-suecia/

Resposta
Felipe Abril 3, 2016 at 6:49 pm

Olá, Vânia.

Boas informações! Parabéns pelo site e iniciativa.

Estou me mudando para aí muito em breve, neste exato momento estou preenchendo o formulário de imigração para solicitar o visto para mim e minha esposa.

A taxa acho que já foi atualizada para 2000 kr + 1000 kr para minha esposa.

Uma coisa que me desanimou bastante é que o único local disponível no formulário para apresentação e comprovação dos documentos é na embaixada em Brasília. Eu sou de SJCampos, e minha esposa atualmente está em Santiago a trabalho. Poxa vida, terei mesmo que ir para lá? Eu posso apresentar todos os documentos ou será que a minha esposa terá que se apresentar também?

Eu sei que para a coleta de digitais e entrega do cartão poderemos nos apresentar no departamento de imigração quando já estivermos lá.

Muito obrigado pelas informações.

Resposta
Vânia Romão Abril 8, 2016 at 9:28 am

Olá Felipe!
Que legal saber que em breve você estará em terras nórdicas e espero que goste bastante da experiência. Com certeza o valor foi atualizado, pois esse texto foi escrito em 2014. O meu processo foi diferente já que me mudei em 2011. Entretanto, como não sou expert nisso e os processos mudam a todo instante, sugiro que você entre em contato diretamente com o pessoal da Embaixada para uma melhor orientação. De repente, eles têm procedimentos diferentes para cada caso e o seu pode ser um desses. 😉

Resposta
Francisco Nobre Abril 8, 2016 at 12:18 pm

Texto simples e direto. É isso mesmo. Funciona para qualquer país desenvolvido. Alguns mais outros menos. Não conheço a Suécia, mas acho que deve estar na cota dos países que funcionam muito mais. A fórmula do sucesso na empreitada de imigração é simples, direta e, para a maioria dos simples mortais brazucas da gema e que não tem marido ou esposa estrangeira, muito, mas muito difícil. Ou seja, a pessoa que deseja imigrar deve planejar com antecedência. Em muitos casos, com bons anos de antecedência. Se não sabe pelo menos o inglês, deve aprender, e isso leva anos e anos. Se sua profissão ou qualificação não está no rol das profissões desejadas do país escolhido, ou você muda de país, ou de profissão e se qualifica, pelo menos por enquanto, para poder entrar no país e conseguir o visto de trabalho (depois… depende de você). Nem sempre curso superior e mestrados e doutorados são coisas imprescindíveis. No Canadá, entre as listas de profissões que podiam aplicar até pouco tempo, havia padeiro, só por exemplo. Mas precisa comprovar qualificação com anos de experiência. Em países desenvolvidos, profissões técnico-especializadas (não necessariamente as graduadas) são muito procuradas. Então, o sujeito que deseja imigrar precisa “arregaçar as mangas”, se informar, se especializar, estudar. Aí o sonho fica bem mais tangível.

Resposta
Vânia Romão Abril 8, 2016 at 1:05 pm

Olá Francisco!
Primeiramente obrigada pelo seu comentário. A partir do momento que respeitamos as leis e os procedimentos de um determinado país, em minha opinião, todos saem ganhando. O que vejo é que boa parte das pessoas possuem o tal sonho americano. De mudar para um novo país, usufruir de todos os benefícios e ainda ganhar um bom dinheiro. Mas na Suécia isso não existe. Não existe o tal sonho sueco e nem tudo são flores. Arrumar um emprego é bem difícil na terra dos vikings, principalmente se o indivíduo não possuir visto. Sem estudo, sem experiência profissional e sem falar o idioma local que é o sueco as chances são nulas. Aliás, mesmo para quem tem um bom background também está difícil de entrar para o mercado de trabalho. Por isso, sempre digo, invista em sua carreira onde quer que esteja, pois quando a oportunidade bater à porta você saberá aproveitá-la.
Adorei o seu comentário e espero que outras pessoas possam refletir sobre isso.
Abraços.

Resposta
Francisco Nobre Abril 8, 2016 at 5:06 pm

Fiz a besteira de entrar no seu blog “Diário de uma teimosa”. No bom sentido, é claro. Não consigo parar de ler. Fazia tempo que não via um blog simples e bonito assim (como as coisas simples devem ser) e ainda com um texto bem escrito, com um português amigável e cativante. E pior, retratando lugares e eventos tão legais. Caramba, vou parar por aqui. Abraço.

Resposta
Vânia Romão Abril 11, 2016 at 7:11 am

Olá Francisco!
Own, que lindo esse teu comentário. Receber feedbacks como o seu me deixam com um sorriso enorme estampado na cara. Saiba que todos os textos que produzo faço com muito carinho e dedicação e todas as opniões são baseadas em minhas experiências pessoais. Espero que você continue me acompanhando o conteúdo e que eu consiga te cativar ainda mais. 😉
Valeu por esse carinho enorme, viu?! Abraços.

Resposta
Filipe Gomes Junho 17, 2016 at 7:46 pm

Olá Vânia.Eu gostaria de saber se dependendo da empresa eu consiga um visto de trabalho apenas com o inglês e sem o sueco com aprovação também do sindicato.Afinal de contas..No Brasil não há materiais e meios de se aprender sueco né..

Resposta
Vânia Romão Julho 1, 2016 at 8:45 am

Olá Filipe,
Sim, você pode conseguir, mas isso dependerá muito da sua formação acadêmica e experiência profissional. Para que isso fique mais claro, dá uma olhadinha num texto que fiz falando sobre emprego na Suécia. O link é esse aqui: https://diariodeumateimosa.com/2015/02/18/emprego-na-suecia-voce-quer-um/.

Outro texto que pode te ajudar a esclarecer sobre como o idioma é esse aqui: https://diariodeumateimosa.com/2014/12/01/aprender-o-idioma-local-e-essencial/

Se precisar de mais alguma informação é só avisar, tá?

Abraços.

Resposta
Lilly Junho 29, 2016 at 7:43 am

Olá Vânia. O seu post foi muito explicativo, porém eu ainda tenho uma dúvida.
Sou casada com um irlandês e atualmente estou morando na Irlanda. Ele fez uma entrevista de emprego aí há 2 anos e estava pensando em tentar novamente. Você sabe como seria o processo para eu entrar com visto de esposa de europeu, eu teria que dar entrada no visto por aqui?

Obrigada

Resposta
Vânia Romão Julho 1, 2016 at 8:08 am

Olá Lilly, tudo bem?
Se você não tem a cidadania europeia, até onde eu sei, você precisa dar entrada no visto como laço familiar. Porém, como não sou especialista no assunto e posso te passar alguma informação errada, e de repente travar todo o seu processo, eu recomendo você dar uma olhada no site oficial de imigração do país. O link é esse aqui: http://www.migrationsverket.se/English/Private-individuals.html. Nele você encontrará todas as informações necessárias para o seu caso, tá?
Valeu pelo feedback e boa sorte! 😉

Resposta
RAFAEL PESSOA SABINO Julho 14, 2016 at 6:15 am

Olá, colega!

Parabéns pelo blog!

Queria apenas lhe fazer uma pergunta, por gentileza:

li que para morar na Suécia o pretenso imigrante deve investir muito alto (milhões) no país para abrir negócio ou ter um visto de trabalho, que só é concedido a profissionais de altíssimo gabarito, de preferência com experiência internacional, ou ainda, a profissionais que tenham se formado em universidades de renome internacional e que estejam buscando se inserir no mercado de trabalho. Isso procede?

Eu sou jornalista por formação, tenho 32 anos, funcionário público, casado com uma professora de inglês de 26 anos.

Eu e ela temos chance de irmos ao país, por exemplo, como estudantes da língua sueca ou algum curso que aceite alunos fluentes em inglês (eu não falo, mas minha mulher sim) ou mesmo um curso de graduação, adquirir formação no país e depois buscar inserção no mercado de trabalho, visto de trabalho, posteriormente de residência, etc., como ocorre na maioria dos países com a maioria dos imigrantes?

Muitíssimo obrigado pela atenção!

Fico no aguardo da ajuda, se puder me fazer essa enorme gentileza de dizer os meios mais comuns para uma imigração legalizada.

Resposta
RODRIGO Novembro 30, 2016 at 10:36 am

Obrigado pelas explicações. Mas isso realmente me desanimou muito. Ainda é muita burocracia, como a maioria dos países, Claro que sabia que não seria fácil, mas não que seria praticamente impossível. E tem mais um impecilho: Contrato de trabalho assinado… Não conheço ninguem lá, então muito menos teria isso! Meu maior sonho era ir para lá trabalhar, mas agora acabou.

🙁

Resposta
mitsuko Fevereiro 26, 2017 at 3:37 pm

Sou japonesa ,vim para Suecia contratada pela minha cunhada que tem salao de beleza e estetica em Estocolmo e eu trabalhei com massagem facial,corporal,unhas e limpezas de pele. Meu primeiro visto de trabalho saiu em 40 dias depois que dei entrada na embaixada da Suecia no Japao. No inicio peguei visto de trabalho de 2 anos de 2011 ate 2013 e depois peguei mais 2anos de 2013 ate 2015 e quando estava para vencer o visto que total completaria 4anos dei entrada para permanente que este saiu em 3 semanas o visto permanente tao esperado?? ! Eu vim com meu esposo e 3 filhos para Suecia . Tivemos 4 anos de muita luta,preocupacoes ,medo de ter o visto permanente negado ,mas gracas ah Deus deu tudo certo! Conheci muitas pessoas que vieram tbm com visto de trabalho e foram negados na ultima renovacao do visto depois de ter trabalhado 4anos?? por ter pago seguro abaixo do valor exigido pelas normas ou estar recebendo salario baixo ,a lei daqui exige salario minimo de 13mil coroas .

Resposta
Romulo bairral Julho 13, 2017 at 8:45 pm

Eu estou aqui como turista e tou trabalhando e minha esposa tanbem nao e asim tanbem nao basta alguem te ajudar

Resposta
Vania Beatriz Julho 26, 2017 at 9:37 am

Oi Vânia, tudo bem?
Obrigada pelas informações de qualidade, coisa difícil de encontrar!

Eu tenho uma dúvida, será que você pode me ajudar?
meu marido e minha filha de 13 anos tem cidadania italiana.
Eu e ele trabalhamos para o Brasil, você acha que poderíamos conseguir um visto?
Ganhamos o suficiente para uma vida modesta – se não tivermos que pagar colégio internacional (moro em Portugal e aqui custa uns 900€/mês)

Ah, tenho uma gatinha tbm e fiz todo o processo dela pra vir pra Europa, não sei se vc conhece algum detalhe do processo daí.

Vou visitar esse ano, e esses planos são para o final do próximo ano letivo,mas como sou a loka do planejamento, gosto de conhecer as possibilidades muito tempo antes.

Obrigadaaaa

Resposta
Wallisson Mauro Janeiro 29, 2018 at 9:06 pm

Oi Vania!
Parabéns pela iniciativa em ajudar numa questão tão importante.
Com meu inglês intermediário, formação em Técnico em Automação Industrial, Trabalhado em várias multinacionais(Inclusive uma que tem base aí em Lund) na aérea de manutenção… será suficiente na questão de bagagem profissional?

Resposta
Liliane Oliveira Janeiro 30, 2018 at 2:25 pm

Olá Wallisson,
A Vânia Romão parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Suécia que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação