BrasileirasPeloMundo.com
Egito

Por que essa é a hora certa para visitar o Egito?

“Ah… meu sonho! ”. Essa é a resposta que escuto da maioria das pessoas que convido para visitar o Egito. Conhecer a terra dos faraós está na lista de desejo de muitos mortais, e vários deles acreditam que tal façanha jamais alçará patamares além da imaginação. Mas visitar o Egito pode ser mais tangível do que se imagina. Primeiramente, é um país barato, muito barato, e isso já é um grande passo. Além disso, possui grande infraestrutura para o turismo, afinal, sabem que são sonho de consumo e, basicamente, vivem disso.

Pirâmides
Arquivo pessoal – No roteiro não pode faltar a visita às Pirâmides.

Acontece que, normalmente, a pergunta que procede a primeira exclamação (e descobrir o quão acessível é financeiramente), é: “Mas é seguro visitar o Egito? ”. Sim! O país passou por um período de turbulência, mas hoje está restabilizado nas mãos de um presidente militar. Não há ocorrência de absolutamente nenhum fato preocupante no último ano. E até países afetados anteriormente pelo problema já restabeleceram voos e grupos de viagem para o país. Estatisticamente, nesse último ano, falando sobre terrorismo, é mais perigoso viajar para Europa do que para cá.  Ou seja, definitivamente, não tem com o que se preocupar.

E se estamos falando de segurança no quesito andar atarracado na bolsa rua afora, ou desconfiando de cada transeunte que lhe atravessa o caminho, esquece. Você vai ver todo mundo ostentar centenas de pounds, sem qualquer preocupação, em público. Pequenos furtos acontecem em todo lugar, mas desconheço um relato de assalto violento no Egito. Meu marido quando chegou no Brasil, simplesmente não entendia por que não podia desfilar pela Nossa Senhora de Copacabana contando 3 mil reais. E qual era o perigo de deixar o celular na areia enquanto dava um mergulho no mar. Reflexos da sociedade dele. Isso, no Egito, é inimaginável.

Faço apenas uma ressalva a mulheres viajando sem acompanhantes do sexo masculino, nesse caso, devem sempre se precaver.

Mas é exatamente esse medo e incerteza que as pessoas sentem em relação ao Egito, que faz com que essa época seja a melhor para visitar o país. Todo mundo está se fazendo essa mesma pergunta e acabam adiando a ida ao país. Se as pessoas não vão, os preços caem. E caem muito. Imagina uma diária de resort All Inclusive no mar vermelho por R$160,00 o casal? Sim, é possível encontrar.

Então, se já sabemos que a insegurança é infundada, vamos aproveitar!

sphinx
Arquivo pessoal – Foto em frente à esfinge: uma das mais disputadas pelos turistas em visita ao Cairo.

De bônus, você pode: tirar a tão sonhada foto dando um beijinho na esfinge sem pressa, por ter uma fila maior que a do banco em quinto dia útil do mês esperando para tirar também. Fazer um book fotográfico na frente das pirâmides sem ter que se preocupar com uma multidão aparecendo atrás. Percorrer as ruínas de Luxor no seu tempo, sem uma caravana impondo o ritmo do seu passo. Encarar as múmias do Museu do Cairo até se sentir “chegado” de Ramsés II. Não é esse o sonho de todo turista?

O único motivo de preocupação é durante as negociações. Afinal, os vendedores acabaram de viver tempos escassos e agora precisam recuperar o prejuízo nos turistas que estão retornando. Em um país que nada tem preço fixo, tudo é negociável, a sua viagem barata pode sair cara. Por isso, é essencial viajar com pessoas que conheçam o país, e saibam o preço das coisas. Investir em um guia, ou empresa especializada, pode sair muito mais barato no final das contas do que pagar o triplo em cada táxi que pegar e ser praticamente extorquido a cada Coca Cola que tomar. Turista andando sozinho no Egito é visto como cifrão ambulante.

4eb1f7_fa5e9471ff884fedbd832e4c930db052
Arquivo pessoal – Admirando o pôr do sol no rio Nilo, durante um passeio de felluca (barco a vela).

Um fator que contribui para que agora seja um momento propício para visitarmos o Egito, também contribui para que as investidas dos locais sejam sucesso na hora de arrancar dinheiro do turista. A moeda egípcia desvalorizou muito recentemente. E um país que já é barato, comparativamente, ficou mais barato ainda aos olhos do turista. Se um refrigerante na realidade custa 1 real, eles vão te dizer 2 reais e você vai continuar achando barato, porque ainda sim é mais barato que no Brasil, mas eles estão te surrupiando em 100%. E isso vale para quantias maiores.

Fazer uma viagem com pessoas especializadas fazem com que a viagem saia realmente barata, no preço justo das coisas, e aproveitando de toda a vantagem cambial. Atualmente, um real compra 4,4039 libras (em 16/11/2016), sendo que, no ano passado, não chegava a dobrar. O país está passando por uma crise monetária e o valor da libra egípcia tem despencado perante a diversas moedas. Entretanto, o governo já anunciou medidas a médio prazo, que deverão começar a surtir efeito a partir do próximo ano.

A hora de pagar barato é agora. A combinação baixa demanda e desvalorização da moeda está de deixar qualquer turista feliz.

Related posts

Natal em janeiro no Egito

Michelle Bastos

Dez curiosidades sobre o Egito

Michelle Bastos

Egito – O outro lado da moeda: o papel dos homens na sociedade

Michelle Bastos

14 comentários

Name Novembro 17, 2016 at 7:33 am

Adorei!!
E isso mesmo!

Resposta
Sueli Novembro 17, 2016 at 7:15 pm

Olá Mivhelle,

Muito obrigado pelas dicas! Meu sonho tb é conhecer o Egito,, pensamos ir em Janeiro de 2017! Vc teria um guia pra indicar? Como faço pra comprar esses passeios?

grata,

Sueli

Resposta
Michelle Bastos Novembro 17, 2016 at 7:27 pm

Oi Sueli, tudo bem?

Fico feliz que tenha gostado.

Então, coincidentemente, estou organizando um grupo para o Egito em Janeiro, na qual irei acompanhando pessoalmente. Caso não queira ir em grupo, posso te indicar e organizar para você todos os passeios e etc. É só entrar em contato comigo.Pode me add no facebook: Michelle Marques Bastos. Ok?

Beijos

Resposta
josiane Fevereiro 26, 2017 at 8:10 pm

Michelle, alem desse grupo de janeiro, vc pretende organizar outro pra este ano ainda.
Josiane Libanio

Resposta
Michelle Bastos Julho 13, 2017 at 5:09 pm

Ola Josiane,

teremos um grupo em novembro de 2017.

att.

Resposta
Eliz Fevereiro 27, 2017 at 11:13 pm

Muito bacana! 😀

Resposta
Carla Dantas Junho 3, 2017 at 2:48 am

Oi Michelle adorei saber de tudo isso. O sonho do meu sogro é viajar para o Egito e queria muito aproveitar as feriad do meu marido em outubro/novembro para ir lá. Voce pode me indicar algum guia e me dizer se seria uma boa época para visitar o país?

Resposta
Michelle Bastos Junho 3, 2017 at 4:36 pm

Oi Carla, tudo bem?

Que bom que gostou. Na verdade, o meu trabalho e esse, organizar viagens para o Egito. Tenho uma operadora especializada em viagens para o pais (www.horusviagens.com). Outubro e novembro sao otimas datas, o clima e ameno mas ainda nao esta frio e os precos sao de baixa temporada. Organizamos pacotes individuais e temos tambem um grupo indo no dia 2 de novembro, caso se interesse. Estamos a disposicao.

Michelle Bastos

Resposta
Laura Maria E Lemos Julho 12, 2017 at 11:59 pm

Olá… estou querendo irem Novembro … gostaria de informações sobre esse grupo.

Resposta
Michelle Bastos Julho 13, 2017 at 5:15 pm

Ola Laura,

obrigada pelo seu contato. Enviarei mais detalhes da viagem para seu e-mail, ok?

att.

Resposta
Gleice Dupont Agosto 3, 2017 at 5:10 pm

Boa tarde! Você poderia me passar as informações por email? valores da viagem em novembro?
Muito obrigada!

Resposta
Michelle Bastos Agosto 5, 2017 at 3:26 pm

Olá, Gleice!

Já entrei em contato com você por e-mail.

Beijos

Resposta
FABIO PINHEIRO CAMPOS Maio 17, 2018 at 2:58 pm

Oi michelle to querendo ir pra ISrael ficar us dias em Jerusalem depois ir pro egito… ME passa umas dicas e me ajuda a achar um hotel, quero saber o que vale a pena.

Resposta
Liliane Oliveira Maio 17, 2018 at 7:18 pm

Olá Fabio,
A Michelle Bastos parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação