BrasileirasPeloMundo.com
Alemanha Comemorações Pelo Mundo

Quinhentos anos da reforma protestante na Alemanha

Neste ano são comemorados os 500 anos do início da Reforma Protestante que surgiu com a oposição do padre alemão, Martin Luther (Martinho Lutero, 1483-1546), à Igreja Católica. A partir daí o mundo foi mudando e a própria Igreja Católica passou por diversas transformações, surgindo a divisão da Igreja entre os católicos romanos e os protestantes.

Martinho Lutero, nascido em Eisleben na Alemanha em 10 de novembro de 1483, filho de camponeses católicos, foi monge agostiniano e professor de teologia na Universidade de Wittenberg. Mais tarde tornou-se uma das figuras mais importantes da Reforma Protestante, devido à sua discordância das diversas práticas da Igreja Católica àquela época.

A Reforma Protestante foi um movimento de caráter religioso que surgiu na Alemanha e se espalhou pela Europa na segunda década do século XVI. O período foi propício pois foi uma época marcada pelos abusos da Igreja Católica, que cada dia mais se desviava dos caminhos morais, com preocupações meramente materiais. Além disto, o homem estava mudando sua visão de mundo, passando a ter uma visão mais crítica, fruto do pensamento renascentista. A reforma veio contestar o poder político, a corrupção, o enriquecimento ilícito e também diversos pontos da doutrina católica. Foi, sem dúvida, um movimento que provocou profundas mudanças na sociedade da época.

No dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero, que já andava insatisfeito com os rumos que a Igreja vinha tomando, propôs uma discussão para uma ampla reforma religiosa. Sem nenhuma intensão de dividir o povo cristão e sem imaginar o rumo que tal atitude iria desencadear, escreveu e, supostamente, afixou 95 teses na porta da Catedral de Wittenberg. Ele tinha a intensão de gerar um debate, criticando, principalmente, as indulgências, cuja a prática perdoava os pecados em troca de dinheiro, as negociações de cargos eclesiásticos e, também, o poder do Papa. Estas teses foram conquistando a simpatia dos nobres insatisfeitos, entre outras coisas, com o poder político dos clérigos e encorajando a população de camponeses, descontente com a sua situação de pobreza, a não aceitar mais certas práticas da Igreja.

Desde então, o Padre Martinho Lutero rompeu com a Igreja Católica quando não quis negar seus escritos. Foi excomungado pelo Papa Leão X e considerado herege. A Reforma Protestante na Alemanha, por sua vez, ficou conhecida como Reforma Luterana e seus seguidores foram chamados de luteranos ou evangélicos.

Em 1520, Lutero se refugiou no Castelo Wartburg, protegido pelo príncipe Frederico II da Saxônia. Foi aí que ele passou a traduzir a Bíblia do latim para o alemão, permitindo o conhecimento do Novo Testamento a todos e, consequentemente, a sua divulgação, além de se dedicar à produção de outros escritos.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Alemanha

Os princípios religiosos da Doutrina Luterana representavam uma nova interpretação da Bíblia, colocando o ser humano como responsável pela sua própria salvação. Algumas das principais doutrinas foram:

  • A salvação pela fé – somente a fé em Deus salvava as pessoas;
  • Os únicos sacramentos válidos seriam a Eucaristia e o Batismo;
  • Livre interpretação da Bíblia como única fonte segura de fé;
  • Uso do alemão e não somente do latim durante os cultos religiosos;
  • Fim do celibato.

O Protestantismo, que era o nome dado a todos os grupos que rompiam com a Igreja Católica, por ter uma maior flexibilidade religiosa, possibilitou o aparecimento de diversas outras correntes religiosas. A partir daí surgiram as religiões Anglicana, Calvinista, Metodista, Pentecostais e Neopentecostais. Foi então que a Igreja Católica buscou se refazer com a Contrarreforma ou Reforma Católica, que, segundo alguns historiadores, foi uma resposta à Reforma Protestante.

Segundo dados do censo de 2011, o Cristianismo é a maior religião da Alemanha, onde as maiores confissões religiosas são os católicos romanos (30,8%) e os protestantes, principalmente luteranos (30,3%). 38,8% são de outras religiões. A maior parte dos protestantes ou evangélicos se concentra no norte da Alemanha.

Como berço da reforma, este ano a Alemanha se prepara para a comemoração dos 500 anos da Reforma Protestante. Por ser um marco de grande importância histórica, excepcionalmente este ano, 31 de outubro será feriado em todo país. A data será comemorada com diversos eventos como concertos e exposições, principalmente nos lugares onde sua influência foi sentida.

A cidade de Wittenberg (oficialmente: Lutherstadt Wittenberg), como grande cenário da Reforma Protestante, tem uma enorme importância religiosa e histórica. A Igreja do Castelo de Wittenberg, onde Martinho Lutero fixou suas teses e a qual ele foi sepultado, ao lado do púlpito, atualmente, tem gravada na porta as suas 95 teses e é parada obrigatória para os visitantes. A casa onde ele morou com sua esposa e seus seis filhos, na mesma cidade, transformou-se num museu que é aberto diariamente. Outra parada obrigatória é a Capela do Palácio de Hartenfels, em Torgau, que foi a primeira igreja reformista consagrada por Lutero. Torgau também é a cidade em que a esposa de Martinho Lutero, Catarina von Bora (1525-1546), foi enterrada.

Fontes: Wikipedia – Reforma ProtestanteWikipedia – Martinho Lutero

Related posts

Dia de São João: a maior celebração na Estônia

Ana Carolina Poli

Nosso jeitinho brasileiro funciona?

Marcela Vieira

Tradições alpinas na Suíça: Alpfahrt e Alpabfahrt

Mel Barbieri

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação