BrasileirasPeloMundo.com
Itália Turismo Pelo Mundo

Roma em três dias

Guia rápido e sem complicações para conhecer o melhor de Roma em três dias.

Para quem vem a Roma pela primeira vez, ou mesmo se já veio, esse guia pode ajudar a otimizar a estada e conhecer ou rever os principais pontos turísticos da cidade eterna.

Para começar, aconselho um hotel no centro histórico ou, ao menos, perto de alguma das estações de metrô da linha A. Além do mais, é sempre importante consultar o calendário das atrações, para assegurar-se de que estarão abertas nos dias em que você passará em Roma.

Dia 1

Na parte da manhã, aconselho a começar pelos museus do Vaticano, Capela Sistina e Basílica de São Pedro. Lembrando que de quarta-feira, por ter audiência papal, a basílica (de março a dezembro) abre somente às 13 horas, já os museus estão abertos de segunda a sábado, das 9 às 16 horas. É importante fazer este passeio com um guia, muitas agências têm tours em português.

Somente com um guia é possível fazer a passagem interna da Capela Sistina diretamente para a igreja de São Pedro. O que nos faz economizar tempo nas filas. A entrada dos museus custa 17€ comprando na hora, porém com fila, 21€ online sem fila, e para pular a fila no dia você pode comprar o “skip the Line” por 31€, no Citysightseeing, que fica na Via della Conciliazione, 4. Um tour em grupo, que te faz conhecer tudo sem filas custa, em média, 55€ por pessoa.

Metrô perto da praça de São Pedro: Ottaviano San Pietro – linha A.
Metrô perto da entrada dos museus do Vaticano: Cipro – linha A.

Saindo do Vaticano, o almoço pode ser feito na Borgo Pio, uma rua bem perto da Praça de São Pedro, com muitos restaurantes e bares. Olhem bem o menu antes de sentar, pois não é a primeira vez que um local cobra um preço um pouco acima do normal dos turistas desavisados.

Depois de comer, dirija-se ao Castelo Santo Ângelo, a vista é linda da ponte que está na frente da entrada dessa atração. Siga para a Praça Navona, onde você ficará maravilhado com a beleza das três fontes construídas na praça. E é bem ali que fica o Consulado Brasileiro em Roma.

Leia também: Custo de vida em Roma

Seguindo as indicações, depois de quase 10 minutos caminhando, você chegará ao Pantheon. Monumento que abriga o túmulo de Vittorio Emanuele e onde tem, também, a maior cúpula aberta do mundo. Não se assuste com a fila. Ela escorre bem rápido, pois além de não ter controle de segurança para entrar, não se deve pagar nada para contemplar esse antigo templo romano.

Dica: ali perto tem a loja da Lindt, e aqui na Itália eles fazem um sorvete maravilhoso de chocolate amargo. Dentro tem lugar para sentar e no andar de baixo uma sala com mesas e banheiro. O sorvete é delicioso, vale a pena gastar suas calorias lá.

Depois do Pantheon, sugiro caminhar pela Via del Corso até chegar na Fontana di Trevi. São mais ou menos 20 minutos de caminhada, mas vale cada passo. Ao chegar, encontre um espaço no meio da multidão para tirar sua foto e jogar sua moedinha. Não esqueça que é proibido nadar na fonte, sentar na beirada e comer aos arredores. Caso alguém infrinja alguma regra, em 2 segundos ouvirá um policial apitando. Então, tome cuidado, pois reincidir no erro pode te custar uma multa.

Para jantar, perto da Fontana vocês podem conhecer o Hard Rock Café Roma.

Metrô perto da Fontana di Trevi e Hard Rock: Barberini – linha A.

Dia 2

Começamos o segundo dia com uma visita ao Coliseu já na parte da manhã. O ingresso, válido por 2 dias para Coliseu, Foro Romano e Palatino, custa 12€ com fila, se comprado na hora. Para saltar a fila, porém somente a partir das 14 horas, o ingresso online custa 14€, e pode ser adquirido através do site Coop Culture. Um tour em grupo no Coliseu, com o ingresso incluso, custa, em média, 45€.

Metrô perto do Coliseu: Colosseo – linha B.

Ao terminar o passeio, sugiro que vocês caminhem pela Via dei Fori Imperiali em direção à Praça Veneza, contemplando as ruínas da cidade construída pelos romanos na época do Império. Logo vocês verão um grande prédio branco, trata-se do imponente monumento a Vittorio Emanuele, de onde Mussolini fazia seus discursos na época da Segunda Guerra Mundial. À direita do monumento, subam as escadarias para a Praça Campidoglio.

À frente do palácio Veneza, começa a Via del Corso. Sugiro que vocês caminhem por ela do início até o fim. Nesta rua é que estão presentes muitas marcas italianas e estrangeiras, é onde pode-se fazer compras e admirar a arquitetura dos prédios.

Quase no meio desta rua, à direita, você verá a Via dei Condotti, que é a rua mais cara de Roma. Lojas como Chanel, Prada, Louis Vitton, Burberry e Rolex estão ali. Caminhando até o final dela, chega-se à Praça de Spagna. Onde aconselho subir as escadas e assistir ao pôr do sol.

Metrô perto da Praça de Espanha: Spagna – linha A.

À noite, assim que o sol se pôr, pode-se pegar um táxi e ir até o bairro Trastevere, bairro boêmio às margens do rio Tevere, parando na Piazza Trilussa e dali caminhar sem uma direção certa, ou seja, se perder mesmo ali nas ruas pitorescas e cheias de charme desse bairro que, à noite, é um dos mais badalados de Roma. Indico um restaurante muito bom para comer que se chama Tonnarello. Eles não aceitam reserva, mas vale cada minuto da espera.

Leia também: Delícias da cultura gastronômica italiana

Dia 3

No último dia, um ótimo começo é a Piazza del Popolo e a Villa Borghese. Essa praça fica na outra extremidade da Via del Corso, no lado oposto ao Palácio Veneza. Villa Borghese é um parque lindo, com uma vista espetacular do centro histórico de Roma. Para o almoço, indico a Pizza Ré, uma pizzaria com preço muito honesto e um menu bem variado, contando com pizzas, massas, antepastos, saladas e doces.

Metrô mais perto da Piazza del Popolo: Flaminio – linha A.

Na parte da tarde, caminhe pela Via del Corso sem pressa, entrando nas ruas que te convidarem. Nem sempre seguir um roteiro o tempo todo é a melhor forma de conhecer uma cidade. Deixe-se levar pelas ruas de Roma, as lojas, a arquitetura e os artistas que pintam quadros, cantam e dançam. Prepare sua câmera fotográfica e bom passeio.

Dicas finais

Todas as quartas-feiras o Papa realiza a audiência geral, às 10 horas. É um momento maravilhoso para quem é católico, e inesquecível mesmo para quem não é. A duração é de aproximadamente 45 minutos e o Papa passa por entre as pessoas.

Local:
– de março a novembro: praça de São Pedro.
– de dezembro a fevereiro: sala Paulo VI.

Aos domingos, acontece o Angelus na praça de São Pedro. Sabe quando vemos o Papa na televisão pela famosa “janelinha”? Então, é nesse dia, começa às 12 horas e dura aproximadamente 20 minutos.

Related posts

Turismo cervejeiro na Bélgica

Marcela Bueno

Glasgow é verde até no nome

Narister Oliveira

Turismo no Uruguai durante o Outono

Vanessa Gazetta

1 comentário

Natália Castro Junho 12, 2019 at 7:05 pm

Que roteiro MARAVILHOSO! Voltei de Roma e fiz quase todos estes pontos, mas se eu tivesse visto o seu roteiro antes, teria os distribuído de maneira mais tranquila nos 3 dias. Vou salvar pra recomendar pra amigos nas próximas vezes! Obrigada <3

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação