BrasileirasPeloMundo.com
Portugal

Roteiro para conhecer Cascais

Roteiro para conhecer Cascais.

Se você vem para Portugal de férias, não limite-se a conhecer apenas Lisboa. Nada contra, mas aconselho fortemente que venha também conhecer Cascais. Montei aqui um roteiro para conhecer Cascais com tudo o que mais gosto.

Para ir para Cascais você pode pegar o trem (por aqui conhecido como “comboio”) no Cais Sodré em Lisboa e descer na estação de Cascais, que é a parada final.  São 40 minutos de um percurso que passa pelo litoral com uma vista muito bonita para o mar.

Cascais é uma vila, pertencente ao distrito de Lisboa, conhecida pelas praias de areia, vento bate-cabelo e água do mar gelada.

Centro Histórico

Foto: Arquivo Pessoal – Centro de Cascais

Com suas pequenas ruas charmosas e lotadas na temporada de verão, é possível passear por ali sem pressa, parando em alguma “tasca” para saborear alguns petiscos. Ali no centro recomendo o The Tasting Room, com milhares de opções de vinhos de Portugal. Vale à pena pedir uma recomendação ao garçom, que se estiver de bom humor, pode te dar uma aula sobre vinho português. Outro local que recomendo no centro de Cascais é o House of Wonders: um restaurante vegetariano incrível, com um ambiente acolhedor, comida gostosa e um rooftop convidativo para se passar a tarde toda por lá.

Paredão de Cascais

Foto: Arquivo Pessoal – Paredão de Cascais

Nada mais é do que o “calçadão” que beira a praia e tem esse nome porque tem um paredão que separa o caminho da linha do trem, que acompanha o percurso. É possível andar de Cascais até o Casino de Estoril por ali, com uma vista privilegiada para o mar e para todas as praias mais badaladas da região. No verão, o movimento de turistas é intenso e existem muitas opções de restaurantes e bares de praia que alugam guarda-sol e espreguiçadeiras na areia. Essa caminhada é uma das minhas favoritas por aqui. Para quem quiser pode aproveitar uma das praias pelo caminho, comer uma “Bola de Berlim”, tomar sol e para os mais corajosos, entrar na água gelada do mar português.

Parque Marechal Carmona

Foto: Arquivo Pessoal – Parque Marechal Carmona

O principal e mais central parque da cidade. Não é grande mas é muito charmoso. O interessante é encontrar patos, galos, galinhas, pintinhos  e pavões a andar livremente pelo parque. Sem medo dos frequentadores e sempre alertas para algum petisco que possa surgir. Há parquinho com brinquedos para as crianças, um gramado bem grande onde as pessoas podem fazer picnic, tomar sol, ler um livro. Ali também tem (aberta em horário comercial) a brinquedoteca chamada “Os Cascalitos” onde crianças podem brincar gratuitamente e aprender mais sobre reciclagem e meio-ambiente.

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Bairro dos Museus

Foto: Arquivo Pessoal – Bairro dos Museus

O Parque Marechal Carmona fica no bairro dos Museus, e, como o nome já diz, este bairro reúne os museus da cidade. Destaco a Casa das Histórias – Paula Rego, o mais conhecido museu de arte em Cascais que acolhe uma exposição permanente com obras de Paula Rego e duas exposições temporárias por ano.

Mercado da Vila

Foto: imagem do Facebook da página Mercado da Vila – Cascais

Esse Mercado possui restaurantes  muito bons e tem a feira de frutas e legumes às quartas e aos sábados. Eu adoro encontrar as senhorinhas portuguesas comprando seus legumes e sempre dispostas a dar dicas sobre como preparar algum prato. A oferta de produtos é grande e os produtores são da região. O Mercado é também um lugar de referência na cidade onde são exibidos jogos no telão e onde acontecem feiras temáticas ao longo do ano, como o Mercado da sardinha, do chocolate, do vinho, sempre algo interessante (e gostoso!) acontecendo.

Leia também: como comprar imóvel em Portugal

Boca do Inferno

Foto: pixabay.com – Boca do Inferno

Prepare a máquina fotográfica ou o celular para bater foto! Trata-se de uma formação geográfica única nas rochas à beira do oceano. Acredita-se  que antigamente (coloque milhares de anos aí) este local era uma gruta que com o tempo e a força do mar acabou cedendo e deu origem ao cenário como é conhecido hoje. Este nome assustador  para um lugar incrível foi dado devido ao barulho que as ondas fazem ao ecoar  através da parede da falésia. Se puder, fique para ver o pôr do sol.

Casa da Guia

Foto: Arquivo Pessoal – Casa da Guia Cascais

Um antigo palacete do século XIX é o anfitrião para este local, que é um dos mais bonitos de Cascais. Oferece uma variedade grande de atrativos, mas o principal é a gastronomia com vista para o mar. São muitas opções de restaurantes para todos os gostos e bolsos. Desde um delicioso polvo à lagareiro, que recomendo do Restaurante Grelhas, até um Açaí ou coxinha nos quiosques brasileiros. Ali também é possível fazer aluguel de bike ou comprar passeios turísticos para conhecer mais a região.

Ciclovia do Guincho

Foto: Arquivo Pessoal

Esta ciclovia, com piso pintado de vermelho, tem quase nove quilômetros de extensão e liga a Marina de Cascais à praia do Guincho, indo sempre paralela ao mar. Ao longo de seu percurso pode-se desfrutar a incansável vista para o mar e tirar fotos incríveis. Existem alguns Fortes e Faróis ao longo do trajeto: Farol de Santa Marta, o da Guia e o do Cabo Raso. Caso seja um dia sem muito vento, recomendo alugar uma bicicleta na rotatória da Casa da Guia e seguir por esta costa sem pressa. Tenho certeza que sera um passeio inesquecível.

Leia também: custo de vida em Lisboa e arredores

Praia do Guincho

Foto: Arquivo Pessoal – Praia do Guincho Cascais

Na minha opinião, a praia mais bonita de Cascais, mas sem tanta estrutura como as praias ligadas ao Paredão. O acesso não é tão fácil para quem tem mobilidade condicionada e as ondas já são maiores, sendo muito disputada pelos surfistas da região. Um pouco depois da praia do Guincho, fica escondido o Bar do Guincho, local muito gostoso para passar um fim de tarde de calor. A principal característica da praia do Guincho, além da beleza incrível, é o vento forte. Quando digo vento forte, posso dizer que não tinha idéia disso até antes de quase meu filho sair voando na praia. É um vento-bate-cabelo-doido difícil de aguentar por muito tempo. Mas não é todos os dias assim, depende do dia e da estação. Vale a pena perguntar ou pesquisar antes de ir.

Cabo da Roca

Foto: pixabay.com – Cabo da Roca

Um pouco mais afastado de Cascais e já no caminho pra Sintra, o Cabo da Roca é o ponto mais ocidental de Portugal continental, assim como da Europa continental. É um mirante à 150m de altitude, aberto à visitação. Camões descreveu o local como “Onde a terra se acaba e o mar começa”, também conhecido como “o fim da Europa”. Prepare-se para tirar fotos incríveis com um cenário único com vista para o mar. Mas por favor, tome cuidado, pois os precipícios onde os turistas costumam tirar suas selfies são perigosíssimos. Há boatos que alguns turistas despencam todo ano, não seja um deles!

Fui muito feliz nos dois anos que morei em Cascais. Uma cidade presenteada por uma natureza encantadora e um mar que abraça a cidade de uma forma imponente e carinhosa. Cascais é um lugar para passar a vida devagar, sem pressa. Mas por todo o tempo que estive por lá tive é pressa em aproveitar cada momento. Sejam bem vindos à Cascais!

Related posts

5 curiosidades históricas sobre Coimbra

Isadora Lima

Como abrir conta bancária em Portugal

Sílvia Macedo

Viajando sozinha

Bia Noronha

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação