BrasileirasPeloMundo.com
Inglaterra

Socializando com Ovos e Bacon

Morar em outro país? Loucura, afinal, o Brasil é o melhor país do mundo: sol, carnaval, futebol, gente hospitaleira e MUITA comida boa. Bom, cada uma de nós (para as que já moraram fora) teve diferentes razões e motivos que nos fizeram deixar família e amigos e aventurar por culturas totalmente estranhas.

O resto é saudade. Sim, muita saudade. Uma saudade gastronômica! Isso mesmo! Claro que sentimos falta do sol, da família, dos amigos, etc. mas, uma boa comidinha brasileira vai bem obrigada! O estômago fala mais alto quando se chega na terra da rainha.

Dizem as más línguas que culinária não existe na Inglaterra. Lorota! Existe sim, do jeitinho inglês, mas existe. Depois de alguns anos na ilha, confesso que me adaptei com os ‘pratos’ ingleses e virei fã de carteirinha do famoso English Breakfast. Tão fã que resolvi escrever este texto e tentar explicar o que vem a ser o bendito que é tão popular e respeitado por aqui, seja lord ou plebeu, não tem quem não o coma.

Criaram-se até a Sociedade do English Breakfast! E estão fazendo uma campanha para que o mesmo tenha o certificado europeu de TSG (Traditional Speciality Guaranteed).

Conta a lenda que foram os afluentes de classe média e alta na era vitoriana que aperfeiçoaram a arte de saborear o café da manhã, no início do sec. XIX, onde sentavam-se todos para se socializar, debater notícias e comer. Somente no período entre a 1a e 2a Guerras Mundiais é que a refeição passou a ser comercializada em hotéis e restaurantes se tornando popular e símbolo da cultura britânica.

Nos dias de hoje é comum o inglês comer o tradicional café da manha somente no fim de semana já que não é uma opção muito saudável para se ter no cardápio diário. Afinal de contas, quantas calorias numa combinação de bacon, lingüiça frita, ovo frito, tomate frito, cogumelo frito, torradas com muita manteiga, batatas e feijão adocicado? Essa e uma versão incrementada das que os plebeus comiam e que se popularizou desde a época Vitoriana. Já os aristocratas da época tinham acesso a alguns ingredientes mais exóticos como: filé de halibu assado, faisão, língua de tamanduá, figos refogados, peixe frito, fígados no pão e bochecha de porco assada. O prato é rico em gordura e proteína para prover energia aostrabalhadores para uma longa jornada de trabalho.

Vale citar que alguns ingredientes do prato variam de acordo com os países da Grã-Bretanha. No típico inglês completo encontramos o Black Pudding (uma espécie de chorizo de sangue); na Escócia, vamos encontrar Tattie Scones (bolinhos de batata), Haggis (melhor não saber o que tem nele! Rs) e biscoito de aveia; na Irlanda, encontramos White Pudding (lingüiça sem o sangue) e Soda Bread (pão que se usa o bicarbonato de sódio ao invés de fermento tradicional) e no País de Gales encontramos o Laver Bread ou Laver Cake, que não é nem bolo, nem pão, mas uma massa feita com algas marinhas!

Estão cada vez mais raros os cafés tradicionais, conhecidos como greasy- spoons (colheres engorduradas) onde podemos encontrar o tradicional home-made English Breakfast. Com a industrialização do produto, o que se encontra no mercado hoje em dia são lingüiças industrializadas e ingredientes assados ou grelhados ao invés de fritos.

Para os curiosos que gostariam de experimentar, é fácil o preparo. Quanto mais gorduroso, mais saboroso. Não é nada parecido com o nosso arroz com feijão, mas, cai muito bem numa manhã cinzenta (londrina), principalmente se estiver chovendo! Deixo aqui algumas dicas de onde comer, caso você esteja de passarem por Londres. Vale a pena experimentar!

Para fechar a matéria, pedi o depoimento de um amigo inglês sobre a tal tradição. Depois de uma boa risada, disse: ‘Morte no prato. Toda vez que eu como um, acredito que estou encurtando meu tempo de vida, como se fumasse um maço de cigarros por dia, especialmente se for preparado da maneira tradicional (fritura). É um dos poucos prazeres da vida.’ Meu obrigada especial ao meu grande amigo Clive Laxton pelo depoimento.

E se você ficou intrigado com o estilo do café da manhã dos ingleses, visite este link e descubra um pouco mais sobre a culinária exótica da terra do príncipe George!

Cheerio*!

*Expressão coloquial para se dizer adeus em inglês.

 

Related posts

Cidadania inglesa

Maria Eduarda Johnston

Onde morar na Inglaterra: Londres ou interior?

Luanda Campos Caron

Estudando Shakespeare na Era Digital

Fernanda Franco

16 comentários

Christine Marote Janeiro 22, 2014 at 12:58 pm

E depois falam do café da manhã do Chinês…hehehehe. Posso ficar só com as torradas e os ovos?
Parabéns pelo texto, muito interessante e não vejo a hora de ir à londres para experimentar (ao menos uma vez na vida!).
Beijo

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:36 pm

Chris, so agora estou vendo os comentarios deste meu texto! Que atraso! E quando marcar uma viagem a Londres (quem sabe no Encontro das Brasileiras pelo Mundo part 2?) vou adorar te levar pra experimentar um cafe-da-manha bem tradicional. Menina, quando vc come um desses, nao precisa de almoco! E muito bom! Obrigada pelo carinho de sempre. xx

Resposta
Monica Bateman Janeiro 22, 2014 at 3:44 pm

Maridao aqui em casa adora! mas nao fazemos em casa, so quando visitamos a terrinha! Mas eh um total pe na jaca (dois pes na jaca, alias!). Beijo

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:37 pm

Monica, aqui em casa somos todos fans de carteirinha. Mas, tambem sabemos que nao podemos exagerar. Obrigada pelo carinho! xx

Resposta
Tati Sato Janeiro 22, 2014 at 4:16 pm

Gente, seu texto me fez salivar, Fe!!! E minhas pupilas gustativas se lembram muito bem do tradicional Irish Breakfast (porque, para os Irish, nada eh ingles! Hehe!) que eu tanto amava… Saudades do pesado soda bread!!! O white pudding, pelo que me falaram, eh feito de gordura… Tipo, super saudavel um breakfast que contenha chorizo, linguica E linguica de gordura, coberto pelo famoso bacon e ovo – tudo, devidamente, frito! Haha! Em um domingo frio, nada melhor que um Irish/English breakfast e voltar correndo para o calor do duvet! 😉
O Haggis… Cara, eh melhor nem explicar o que EH o haggis porque, TUDO nele eh meio asqueroso. Alias, ouvi dizer que o maior indice de ataques cardiaco no mundo acontece na Escocia… I wonder why… Haggis, deep fried cheeseburger, deep fried Mars bar… Esse povo soh come comida saudavel! SQN! Haha!
Um beijo e parabens!

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:41 pm

Obrigada pelo carinho. Tati! Sim, tambem adoro o Soda Bread, realmente bem pesado, sustenta mesmo! Rs. Acredito que o clima pede mesmo uma refeicao mais calorosa como essa. Vamos deixar o clima como desculpa e aproveitar, ne? Eu como mesmo quando da oportunidade. Ja o Haggis, melhor deixar p la, preferi nao estragar a surpresa para os que ainda nao o conhecem, porque vou te falar, e super saboroso! xx

Resposta
Cristiane Leme Høg Janeiro 23, 2014 at 5:41 am

Haha, eu sou uma esquisita… eu faço parte do time dos que gostam desse estilo de café da manhã inglês! Lógico que não dá mesmo pra comer todo dia, mas nos dias do ‘indulge yourself’, cai super bem. Pra mim é o café da manhã perfeito para um dia de ressaca – mas só combina com países frios, dias frios, como um tipo de ‘comfort food’, você não acha? Esse estilo de café da manhã me lembra os da Bavária – só faltou uma cervejona gorda pra evaporar com qualquer dieta. A única coisa que não curto é black pudding… e haggis, bem, tem que ter (literalmente) estômago pra ele.

Beijos e obrigada pelas dicas de “pés-sujos” daí que servem o tradicional “English Breakfast”!

Resposta
Tati Sato Janeiro 23, 2014 at 1:35 pm

Cris, na Irlanda tudo pode (e deve) ser acompanhado pela Guinness! Haha! Então, the beer has already been ticked off! 😉

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:49 pm

Ok, Cris, bem vinda ao time das esquisitas que curtem o ‘English Breakfast’! Por falar em se adaptar a novos paladares, o famoso cha ingles nao me conquistou por completo. Eu ate tomava mais quando cheguei, mas, o cafe nosso de cada dia fala mais alto. Alias, quem foi que inventou a bendita da Moccha? Alem de ser super calorica, custa mais caro que todos os outros cafes! Gente, sou viciada! Que fazer???? Cafe e chocolate! Nao tem coisa melhor! Bjs e se cuida!

Resposta
Juliana Janeiro 23, 2014 at 7:38 pm

Afe! Curiosidade: como são as taxas de colesterol dos ingleses ? Bj

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:51 pm

Oi Juliana, sabe que eu nao tenho a minima ideia sobre a taxa de colesterol? So a minha que esta um pouquinho alta, descobri ha uns meses atras! Rs

Resposta
Ana Cristina Kolb Janeiro 27, 2014 at 5:33 pm

Ai aiaiaia Nadinha, oce é linda dimais soh, eita lem casa hein! comer, quer coisa mais gotosa? bem pra mim so existe uma,se é que vc me entende hehehehehehehheh na verdade é quase um pleonasmo kkkkkk Minha mineirinha linda, adorei as dicas, bem eu assino embaixo da Cris da Dinamarca, nada melhor do que um english breakfast, que pra mim ;e sinônimo de brunch, em dias especiais de frio, ressaca, de preferencia com um grupo de amigos, eu também fico fora dos Haggis, dos Puddings, e o feijão doce rsrsrsrsr mas senão adoro. O resto da culinária inglesa, tenho que dizer que ainda noa me convenceu, rsrsrsr, temos uns amigos maravilhosos e super próximos que são ingleses e estão tentando me seduzir ainda, o tal do molho de hortelã por exemplo não desceu! mas fica pra outro post! rsrsrs Parabens linda pelo post! Adorei as dicas e com certeza estara no meu roteiro pra próxima viagem a Londres! rsrsrsrsrrs Bjus no coração amada!

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:53 pm

Ei Ana, obrigada pelo carinho de sempre! Da proxima vez que vier a Londres vou leva-la pra comer num lugar bem bacana! Qto ao molho de hortela, acho que e de origem arabe, nao e nao? Aqui se usa esse molho com carneiro….ai que e bom demais!!!!!!

Resposta
Franca Matta Janeiro 30, 2014 at 10:28 am

Adoro um English Breakfast mas em horário de Brunch num Sábado ensolarado em um café de um Parque! Vida Boa! Rsrs

Resposta
Fernanda Franco Fevereiro 26, 2014 at 8:51 pm

Bom demais, ne, Franca?

Resposta
Early Bird Breakfast Club – Metro Manila #TrotamundosCuisine | Trotamundos Agosto 23, 2014 at 7:45 pm

[…] e pão. Sim, um English breakfast contém tudo isso! Vejam o que a Fernanda escreveu sobre o café da manhã na terra da rainha, o Eggs Benedict e sua versão do café da manhã filipino, como o Beef Tapa ou Tapsilog (arroz, […]

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação