BrasileirasPeloMundo.com
França

Sul da França é melhor que Paris?

Sul da França é melhor que Paris?

Não é incomum eu receber a pergunta “o sul da França é melhor para se visitar do que Paris?”. Eu sempre fico na dúvida em como responder, porque eu moro no sul e o amo.  Mas Paris é mágico, realmente.

Paris é aquele lugar que, se você só tiver a oportunidade de estar em uma cidade na França, eu diria com toda certeza para que o visitasse. A cidade do amor, como é conhecida, é encantadora e exatamente como nos filmes (com exceção da quantidade de turistas). Lembro-me de ser questionada sobre o que senti quando cheguei na Torre Eiffel, e a resposta foi imediata: engolida! De tão enorme e imponente, o cartão postal do lugar lhe faz sentir extremamente pequena. Aquela gigantesca estrutura de metal é capaz de lhe tirar o fôlego em segundos, juro.

Andar pelas margens do Rio Sena, visitar o Museu d’Orsay, caminhar nos corredores da Sacre Coeur e subir na cúpula da Catedral de Notre Dame é como se colocar dentro dos livros de história ou dos contos mais românticos que você já leu. Me lembro de parar embaixo do Arco do Triunfo e me questionar quando foi que os franceses resolveram ser tão chiques e imponentes. Sim, Paris é chique e clássica, mas, ao mesmo tempo, moderna demais. Acho que nosso querido Napoleão Bonaparte fez um ótimo trabalho e, do seu túmulo (aberto para visitas, inclusive), está muito orgulhoso do seu amado país.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na França

Paris é cosmopolita, você acha tudo e todos lá. É muito provável que você escute o inglês e o chinês com mais frequência do que o próprio francês. É em Paris que você irá tentar aquele infalível e educado “bonjour!”, e o vendedor ou garçom vai te responder “how can I help?”, e será aí, exatamente nesse ponto que eu irei responder a pergunta que tanto me fazem: “o sul da França é melhor para se visitar do que Paris?”. Na realidade, irei responder com outra pergunta: “você tem o sonho de conhecer a França ou você tem o sonho de conhecer Paris?”.

Leia também: Tipos de visto para morar na França

A opinião e resposta para essa pergunta são quase unânimes, tanto entre os franceses como entre os estrangeiros que vivem aqui. Paris é linda, mas Paris não representa o que a França é e nem tudo que ela tem a oferecer. Por ser tão internacional, Paris não tem mais aquela cara medieval e antiga do resto do país. Em outras regiões, você com certeza terá uma imersão muito mais profunda na cultura e na história local.

Eu moro na região da Côte d’Azur, que é muito visada no verão. A alta sociedade europeia, principalmente os ingleses, mantém suas casas de veraneio aqui na região. É verdade que entre os meses de junho e setembro você irá encontrar turistas em pencas por aqui, assim como em Paris.

Porém, o sul francês oferece muito para quem visita com um bom itinerário. Aqui, mesmo nos locais mais turísticos, as coisas serão muito francesas. As cidades ainda estarão com aquela cara de França do século XVIII, com seus muros e arranhões preservados. É aqui no sul que você poderá desfrutar de maneira visual e palpável a construção do país forte que eles se tornaram. Aqui você poderá subir num forte de pedra, olhar canhões usados nas invasões que foram sofridas através do Mar Mediterrâneo e visitar ruínas de castelos de famílias que talvez não estejam nos livros mais famosos de história, mas que localmente foram de extrema importância pra França ser o que é hoje.

Leia também: Custo de vida na França

Aqui você encontrará vilas que não são nada turísticas, mas que tem aquele sorvete artesanal, ou o mel, ou um vinho biológico que são entregues nas suas mãos pelo produtor. Somente aqui você irá na padaria, pedir um expresso e um pain au chocolat (ou croissant se preferir rs) e o padeiro é capaz de sentar na sua mesa com você e explicar como a fermentação daquela massa ocorreu, ou como ele só usa manteiga artesanal do produtor local, porque só assim a massa folheada do seu croissant vai ficar perfeita. É aqui no sul que você vai dizer o infalível e educado “bonjour!” e terá como resposta “bonjour, madame!”.

Não me levem a mal, eu amo Paris. Sempre que posso, visito, inclusive. Mas afirmo com a mais absoluta certeza que a alma francesa não está mais lá. A alma desse país tão bonito está nas pequenas ruazinhas de pedra, no cheiro de lugar antigo, nas senhoras sentadas na praça conversando (e acredite, elas fazem isso desde que têm 20 anos de idade) ou nos senhores com seus cigarros sempre preparados, mesmo tendo 90 e poucos anos.

Por isso digo, visite Paris, ame Paris e volte quantas vezes você sentir vontade. Sempre terá algo de novo para ser descoberto lá. Mas se puder, pule uma dessas voltas e nos dê uma chance. Dá uma chance para o sul francês lhe mostrar o quanto a França é tão diferente e como ela pode ser tão França!

Related posts

Cerimônia civil do casamento na França (parte 2)

Rosana Alcântara

A dificuldade de lidar com a perda de um ente querido

Rafaela Honorato

Diferenças entre o Natal na França e no Brasil

Rosana Alcântara

2 comentários

Fernanda Domingues Novembro 4, 2018 at 10:10 am

Eu vivo em Londres, honestamente não gosto de Paris, ainda mais que comparo sempre o estilo das duas cidades. Mas é sim uma cidade que tem que ser visitada algum dia na vida.
Ah, mas Côte d’Azur sou apaixonada, vou com muita frequência a Antibes!
Parabéns pelo texto! Bisou

Resposta
Stephanie Caires Novembro 4, 2018 at 9:33 pm

Olá Fernanda,
Eu conheço pouco Londres, mas o que conheço, acredito que preferiria morar aí do que em Paris. Mas Paris é muito bonita, sim. Gosto de vir visitar. Essa semana mesmo estou aqui a trabalho e curto bastante, mas logo bate a saudade do Sul hahaha
Antibes é maravilhoso, eu amo. É a melhor cidade da região, na minha opinião. Estou sempre lá no Hop Store, um pub perto do porto.
Obrigada pelo seu comentário,
Beijos!!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação