BrasileirasPeloMundo.com
Vietnã

Vietnã – O que eu aprendi sobre as mulheres do sul do país

Minha convivência com as mulheres em Vung Tau, sul de Vietnã, foi bastante intensa. Eu frequentava um grupo de mulheres, com uma média de 50 integrantes, que se reunia, diariamente, na praça para praticar exercícios físicos e socializar. O perfil das mulheres era: 70%, a maioria, tinha entre 35 e 45 anos, 80% casada. Em geral, posso dizer que as vietnamitas são mandonas, fortes, alegres, excelente cozinheiras e cheias de energia. Aos domingos, nos encontrávamos na casa delas, para almoçar e passar a tarde juntas. Nestes encontros aprendi um pouco sobre “SER” mulher no Vietnã. Este texto foi elaborado com base nestas experiências e nas conversas que tivemos.

foto vietna 2

Minha principal fonte de comunicação era uma mulher de 38 anos, solteira, sem filhos, personal trainer, bastante alegre, bonita e comunicativa. Ela era a professora de ginástica do grupo de mulheres o qual eu frequentava. Ela relatou algo que me chamou bastante atenção:

“Os homens vietnamitas não fazem nenhum trabalho na casa! A mulher é responsável por tudo: cozinhar, cuidar dos filhos, limpeza da casa. Além disto, ainda trabalham!”

Este relato me fez  pensar que se trata de uma cultura machista e conservadora. Segundo a professora e outras integrantes do grupo, a cultura é muito tradicionalista e conservadora em relação às mulheres em muitos aspectos: a mulher fica responsável por cozinhar, cuidar da casa e dos filhos (apesar de muitas trabalharem); casar cedo e virgem ainda é algo bem visto socialmente; a mulher que acaba um namoro e, depois de pouco tempo, inicia outro relacionamento é mal vista socialmente; as questões sexuais são difíceis de ser discutidas entre casais e a atividade sexual tende a ser baixa; há uma barreira muito grande para se tratar assuntos íntimos, de modo geral, com a própria família ou entre amigas, por ser um tabu.

Para algumas mulheres vietnamitas que eu conheci, a esperança e sonho é de tentar a sorte, arranjar um noivo estrangeiro, que more em um país rico e desenvolvido. Na cidade onde morei, Vung Tau, eu podia ver facilmente muitas delas casadas com homens estrangeiros, de maior idade, e, aparentemente, eles estavam bastante felizes. Outras, desistem de se casar por não aceitarem o papel social imposto para as mulheres perante o marido, como exemplo: a minha professora de ginástica. Pelo jeito, os homens vietnamitas estão desvalorizados perante suas mulheres. Como podemos perceber, a situação das mulheres no Vietnã em alguns aspectos ainda beira épocas remotas. Eu acredito que, em muitas situações, as próprias mulheres reforçam o machismo, o comportamento tradicionalista e conservador.

Outra coisa que despertou a minha atenção, foi o padrão de beleza da mulher vietnamita. Como em outros países do Sudeste Asiático, a mulher de pele mais escura passa uma conotação negativa. Assim como as mulheres de diversos países da Ásia, o grande desejo das mulheres vietnamitas é ter a pele clara e, para atingir este objetivo, evitam a exposição excessiva ao sol. É comum encontrarmos mulheres usando casacos, luvas, máscaras especiais no rosto, chapéus e roupas, de braços e pernas longas, para se protegerem do sol durante o dia; não importa o calor que esteja fazendo. Para elas, a pele realmente saudável e atraente é a branca. A indústria de cosméticos utiliza esta imagem de beleza de pele clara e vende vários tipos de produtos para o clareamento da cútis, como cremes, máscaras, cascas, entre outros. Podemos observar, inclusive, a promoção da pele clara em filmes, propagandas e programas de TV. Todas as atrizes tem a pele branca e cabelos negros. Sobre este fato, algumas mulheres, com quem eu conversei, me falaram que a pele clara passa uma imagem mais saudável, bonita e dá-lhes uma sensação de juventude.

moto vietna

Por isso, compram grande quantidades de produtos cosméticos para branqueamento da pele, além de se protegerem do sol. Entre amigas, existe uma estranheza ao saber que uma mulher não usa maquiagem ou algum tipo de creme como diz uma das colegas do grupo: “Eu não uso nenhum creme, um batom, maquiagem e as minhas amigas ficam falando comigo direto sobre isto. Elas não entendem!”.  Como visto, a preocupação com a beleza é algo muito forte entre as mulheres vietnamitas. Observei isto até mesmo nos pequenos detalhes como contratar fotógrafos profissionais para fazer uma seleção de fotos que mostrem a sua boa aparência. Podemos encontrar fotógrafos até mesmo na praia, fazendo trabalho freelancer, pois eles sabem que as pessoas buscam este tipo de serviço, em especial, as mulheres. Sempre encontrava, também, pessoas acompanhadas por um fotógrafo profissional nas ruas de modo geral.

Para finalizar, posso dizer que, baseado na minha convivência com as mulheres do sul do Vietnã, SER uma mulher vietnamita é ter que assumir diferentes papéis como: mãe, trabalhadora, dona de casa, e ainda ter que manter um padrão de beleza e de cuidado constantes. Apesar de eu ter observado um certo progresso aparente, principalmente nas grandes cidades, da porta para dentro, a cultura tende a ser mais conservadora em relação ao sexo feminino. Deixo, aqui, minha maior admiração pela vietnamita do sul por sua força, alegria, vitalidade e dedicação a sua família.

Related posts

Ponte Cầu Vàng, a famosa ponte das mãos no Vietnã: vale a pena visitar?

Natalie Lima

Vietnã – Uma Ação do Coração em Hanoi

Fabi Mesquita

Padrão de beleza no Vietnã

Natalie Lima

5 comentários

priscila braz Abril 23, 2016 at 12:45 am

muito boa essa experiencia obrigado por compartilhar , é muito bom ter esse tipo de conhecimento abre a mente e nos possibilita conhecer novos horizontes

Resposta
Marina Lemos Abril 25, 2016 at 4:22 pm

Verdade Priscila! Viajar e conhecer outras culturas amplia a nossa mente completamente! 🙂 Um abraço!

Resposta
andré luis Julho 5, 2016 at 5:42 am

achei interessante os seus relatos,sobre o viatinã e também das mulheres do modo de vida delas!!
será que é possível,ter contato por algum site de relacionamento ou alguma forma de contato,gosto de conversar com pessoas de outras culturas!!

Resposta
Marina Lemos Julho 31, 2016 at 10:53 am

Oi André, obrigada pelo comentário! Infelizmente desconheço sites de relacionamentos! Talvez uma pesquisada no google pode ajudar!

Resposta
Thalia Setembro 20, 2016 at 3:39 am

Olá André, assim como você também gosto de ter contato com culturas diferentes e como ainda não posso conhecer pessoalmente, utilizo aplicativos de ensino de inglês para conversar com estrangeiros. Recomendo o Listening English TFLAT, já conheci vários vietnamitas através desse aplicativo!
Espero ter ajudado.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação