Dois anos na Escócia : expectativas x realidade

12
2241
Primeira foto de Glasgow há 2 anos atrás
Primeira foto de Glasgow há 2 anos atrás
Advertisement

Em 14 de Janeiro de 2016 eu e meus filhos chegamos em Glasgow, na Escócia, para nos encontrarmos com meu marido que já estava aqui há um mês. Como já contei aqui , depois de 6 meses morando na Irlanda, decidimos nos mudar para Glasgow. As únicas coisas que me vieram à cabeça quando meu marido recebeu a proposta de trabalho para Glasgow foram : frio, whisky e kilt. Comecei a pesquisar, e não gostei dos indicadores de violência, consumo de drogas, pobreza e clima. Por outro lado gostei do que vi sobre a qualidade da educação, e a oportunidade de morar na terceira maior cidade do Reino Unido. Hoje, dois anos depois, vejamos se meus temores e minhas expectativas sobre a Escócia se confirmaram.  

O clima na Escócia é muito ruim mesmo ?

Para nós que moramos antes na Irlanda, onde chove quase todo dia e venta muito, até que o clima em Glasgow não é tão ruim assim. Mas nesta análise de dados meteorológicos de 1981 a 2015, Glasgow foi considerada a cidade mais chuvosa do Reino Unido com média de 170 dias de chuva por ano ! Antes de morar aqui eu achava que Londres era o pior destino pra quem não gosta de chuva, mas Londres é a cidade mais seca do Reino Unido. 

A chuva incomoda ? Sim. Principalmente no inverno em que os dias são muito frios, escuros, e ao invés de neve temos chuva. Mas com o tempo este incômodo vai diminuindo, descobrimos que não somos de açúcar, e tocamos nossa vida sem guarda-chuva, e aproveitando as belezas de um país tão molhado ! A boa notícia é que a Escócia só tem 2 cidades entre as 20 mais chuvosas do Reino Unido. A outra é Aberdeen.

Glasgow é uma cidade violenta ?

Aqui eu já falei que a gota d’água para a nossa decisão de sair do Brasil foi a violência, mas eu morava na cidade de São Paulo que é quase 3 vezes maior que a Escócia, portanto não dá para comparar. No fim dos anos 90 e começo dos anos 2000, Glasgow teve sérios problemas com brigas de gangues, e carrega esta fama ainda hoje. Mas uma série de iniciativas como desenvolvimento de áreas pobres, investimento na polícia e investimento em educação, praticamente eliminaram este problema. 

Porém dados oficiais referentes a 2016 mostram que o número de homicídios na Escócia aumentou pela primeira vez em 7 anos : de 58 para 64 vítimas. Este aumento de 10% foi criticado porque quebrou uma tendência de queda dos últimos 10 anos. Outra grande preocupação é o número de mortes relacionadas a drogas que atingiu o recorde de 867 em 2016, 23% a mais que no ano anterior.

Escócia não é um país perfeito, mas morando aqui há 2 anos, eu e minha família realmente nos sentimos seguros fazendo coisas simples como usar o transporte público e andar nas ruas em qualquer horário.

Tem muita pobreza na Escócia ?

Mais do que eu esperava, apesar da Escócia ser o país com menor índice de pobreza do Reino Unido, segundo este relatório . Estatísticas oficiais apontam que cerca de 20% das crianças escocesas vivem em situação de pobreza. Consideram em situação de pobreza a família que só tem dinheiro para pagar a moradia. Este número é bem alto para um país de primeiro mundo, e o governo divulgou recentemente um plano para reduzir em mais da metade até 2030.

O que eu percebo morando na maior cidade da Escócia , é que aumentou o número de pessoas pedindo dinheiro nas ruas de Glasgow nestes 2 anos. O perfil do pedinte aqui não é o mendigo sem teto que vemos no Brasil. Normalmente estão bem vestidos, têm casa, e pedem dinheiro para bebidas ou drogas. Na maioria das vezes são escoceses, e nunca vi uma criança entre eles. Na Escócia não tem favelas, mas tem áreas bem degradadas, conforme mostra este artigo da BBC. Esta é uma das áreas mais pobres de Glasgow, onde moram muitos imigrantes do leste europeu, principalmente da Romênia.

A educação na Escócia é uma das melhores do mundo ?

O resultado exame internacional PISA de 2016 mostrou que pela primeira vez a Escócia não esteve acima da média. Esta queda no desempenho dos estudantes escoceses foi bombardeada pela oposição que culpa o novo sistema educacional `Curriculum for Excellence`, introduzido em 2010 pelo partido do governo. O novo sistema, conforme divulgação oficial, tem como objetivo principal dar uma visão holística de conhecimento para os estudantes. Pelo que entendi, este sistema introduziu uma visão moderna de ensino, com aulas interdisciplinares, mais dinâmicas, mais colaborativas, etc , conforme a tendência atual em muitas países, inclusive no Brasil. Os críticos argumentam que o novo sistema deixa de lado o conhecimento acadêmico, testado e aprovado anteriormente; e que os estudantes de classes mais pobres que só dependem do ensino público ficarão defasados em conhecimento aumentando a desigualdade social.

Tenho dois filhos estudantes : o mais velho está cursando o primeiro ano de uma faculdade particular que é grátis para escoceses ou europeus que moram aqui há mais de 3 anos; e o mais novo está cursando o 5o. ano do ensino fundamental em escola pública. Pelo que vi até agora, o ensino aqui é mais focado em qualidade do que em quantidade, o que me agrada. No Brasil, meu filho mais velho chegou a ter 19 disciplinas no primeiro ano de um colégio técnico. Aqui ele escolheu 3 disciplinas para cursar no último ano do ensino médio, cuja pontuação seria pré-requisito para entrar no curso que queria na faculdade. Não tenho informações suficientes ainda para dizer se o modelo atual é melhor ou pior do que o anterior, mas tenho certeza de que o ensino público aqui é melhor do que o particular que eles tinham no Brasil.

Glasgow é uma cidade boa para morar ?

Definitivamente, sim. Moro num bairro residencial muito bom, e em 10 minutos de trem estou no centro da cidade. Como já falei aqui , em 2016 Glasgow foi considerada a segunda cidade mais verde do Reino Unido : são mais de 90 parques e jardins grátis, e abertos 24h por dia.

Para os amantes de arte, além arquitetura que mistura o antigo e o moderno, e dos famosos grafites gigantes, Glasgow tem mais de 20 museus e galerias de arte. Todos os museus são grátis. 

Para quem gosta de música, teatro, espetáculos, a cidade oferece todo ano grande parte das atrações de Londres. Em 2015, a arena para eventos SSE Hydro foi a segunda mais movimentada do mundo, com público de mais de 1 milhão de pessoas, e shows de astros como Prince, Rod Stewart e Katy Perry.

A cidade também tem grande variedade de lojas, restaurantes e bares; e está entre os 20 maiores centros financeiros da Europa, com muita oferta de empregos em todas as áreas.

Além de tudo isso Glasgow também é famosa pelo bom humor do povo, que é muito receptivo e muito alegre, apesar da dificuldade que nós estrangeiros temos de nos comunicar com eles. 

Meu balanço de 2 anos morando em Glasgow é positivo, e eu e minha família estamos muito felizes com a nossa escolha, e cheios de esperança para o futuro. Esse meu otimismo não é compartilhado pela maioria dos residentes de Glasgow e Edimburgo que numa pesquisa recente consideraram Edimburgo a cidade mais infeliz do Reino Unido, e Glasgow a quarta.

Indicadores a parte, eu espero que 2018 seja um excelente ano para todos nós, Brasileiros pelo Mundo !

12 Comentários

  1. Olá Narister,

    muito legal seus textos. Estou seguindo sempre que posso.
    Morei em Glasgow na temporada 2012/2013. Passei pouco mais de um ano como parte do meu doutorado na Universidade de Glasgow.
    Concordo com vc em praticamente td que falou. A cidade de Glasgow além de tudo é linda!
    No quisito violência, apesar de não ter passado por nenhuma situação específica presenciei brigas nos horários de fim de festa na Bath Street as 4 am. Tb tem alguns pubs no East End que apesar de não ter acontecido nada é perceptível que eu não era bem vindo.

    Por sorte eu peguei um dos melhores verões dos ultimos 25 anos (pelo menos é oq diziam). Foi quase um mês inteiro de Sol. Aqui entra a importancia de tantos parques e áreas verdes. É incrível uma tarde de Sol no Botanic Gardens ou no Victoria Park. Simplesmente incríves.

    Se pareceu que eu sinto saudades, é pq eu tenho muitas muitas saudades.

    forte abraço,
    Antonio

  2. Bom texto!
    Visitei o Reino Unido em 2015, e sempre sonhei em morar por lá. Não cheguei a visitar Glasgow, acabei desistindo e passando mais tempo em Edinburgh. E não me arrependo.
    Estou há alguns meses tentando transformar esse sonho em realidade.
    Glasgow é uma opção de destino, mas um fator que pesa contra é o sotaque escocês. Penso que terei uma “adaptação” menos difícil em Cardiff, Wales.
    O que você acha? Como foi/é a sua experiência com o sotaque?

    • Oi Leila. Desculpe a demora para te responder. Se voce tiver cidadania europeia ou for casada/parceira de alguem que tenha voce pode viver legalmente na Escocia, porque o Reino Unido ainda faz parte da comunidade europeia. Voce chega aqui e ja pode comecar a trabalhar com o passaporte europeu. Nao sabemos ainda como vai ficar esta situacao apos o Brexit. Se voce nao possui cidadania europeia, voce tem que conseguir um emprego aqui em que o empregador patrocine o seu visto. Para obter mais informacoes sobre este visto, acesse este site https://www.gov.uk/tier-2-general. Um abraco.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.