Madri é uma cidade segura?

0
341
Fonte: pixabay.com
Advertisement

O assunto da vez é a segurança que, na minha opinião, é o tema que mais se destaca aqui em Madri, seguido do transporte público que também é invejável.

A segurança pública será sempre um dos principais pilares para se viver bem. E percebo muito isso quando questiono amigos ou conhecidos que moram aqui em Madri, que vieram do Brasil, por exemplo, sobre os motivos de ainda permanecerem aqui, a resposta é praticamente mesma: é um lugar seguro.

Bom, a Espanha em si é um país seguro. Se caracteriza por ser uma sociedade pacífica e sem violência endêmica, de fato, possui um dos índices de criminalidade mais baixos da União Europeia de acordo com a OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development).

Segundo o Ministério do Interior, em 2015, a Espanha registrou a taxa de criminalidade mais baixa em doze anos: 43,7 infrações penais por cada mil habitante.

De fato, Madri é uma cidade muito segura, com policiamento constante. Há poucos relatos de incidentes graves como assaltos a mão armada, sequestros ou mortes.

A ocorrência de crimes com violência é muito pequena, especialmente se comparado com Brasil. Um crime acompanhado de violência sempre ganha destaque na mídia local e pode até parecer que ocorra com mais frequência do que realmente acontece.

O policiamento funciona, o controle é forte e eles são muito bem preparados e organizados. Pode ser que o fato da Espanha ter sido alvo de terrorismo algumas vezes tenha contribuído para fortalecer a segurança que existe aqui. Em qualquer lugar você pode notar a presença deles, seja onde e a hora que for. Sem esquecer de mencionar a imensidade de câmeras de segurança espalhadas por toda parte da cidade.

Um exemplo recente que tive de como o corpo policial funciona tão bem foi agora na semana da Festa Mundial do Orgulho LGBT (World Pride). Foi feita uma mobilização enorme de policiamento, com forças especiais e controle aéreo de helicópteros. A cidade recebeu aproximadamente 3 milhões de pessoas e foi incrível, tudo muito bem organizado, sem tumultos ou brigas. E isso é uma coisa que me impressiona particularmente porque poder se divertir sem preocupações ou medo, é ainda mais prazeroso, não é mesmo?

Veja bem, isso não quer dizer que não exista criminalidade, de maneira alguma, infelizmente ela existe por todas as partes, embora aqui não esteja diretamente ligada com a violência física.

Acredito que, devido à grande quantidade de turistas, o crime mais comum seja o furto, há que se precaver com alguns batedores de carteira que se aproveitam da distração das pessoas. Muitos turistas, quando chegam na Espanha e percebem que as cidades são seguras, acabam se descuidando. Claro que nas ruas das cidades daqui existe uma sensação de segurança maior do que nas ruas de cidades brasileiras. Mas se você se descuidar em uma cidade como Madri, por exemplo, se tornará um alvo fácil para aqueles que tiram proveito dessa situação. Madri é uma cidade grande e com fluxo alto de pessoas circulando, ou seja, sempre deve haver um cuidado maior em metrôs, ônibus e pontos turísticos.

Fora isso, a tranquilidade de saber que você pode caminhar de dia ou noite, sair de uma balada de madrugada e ir para a casa sozinha, sem aquele medo de que algo grave possa lhe acontecer não tem preço. A questão não é só a segurança em si, mas a sensação de liberdade que ela proporciona.

Na Espanha, cerca de 82% das pessoas afirmam sentir-se seguras ao caminhar sozinhas de noite, cifra essa maior que a média da OCDE que é de 68%.

A taxa de homicídio, por exemplo, é uma média mais confiável do nível de segurança do país que, segundo a informação mais recente, está em 0,6 quando a média da OECD é 4,1.
Inclusive existem organizações turísticas que destacam que a segurança na Espanha é uma das chaves pela qual se recebe tantos visitantes estrangeiros e que constitui um dos pilares da economia. Segundo o Turespaña (Organismo Nacional de Turismo), essa é a razão pela qual os turistas decidem vir à Espanha.

Enfim, Madri é sim uma cidade segura, como já dito, não há o componente da violência direta, então, normalmente não se corre o risco de ser surpreendido no meio da rua por um assalto a mão armada por exemplo, pelo menos eu nunca ouvi falar.

Finalizando, gostaria de deixar claro que o escrito aqui está relacionado à minha experiência e de alguns conhecidos, e apesar das estatísticas, nem tudo sempre funciona nos conformes, deve haver pessoas que pensam diferente, que talvez tenham tido uma experiência negativa com a segurança daqui de Madri ou da Espanha no geral. São coisas que acontecem e que estamos sujeitos em qualquer lugar que estivermos.

Dentre muitos outros temas que na minha opinião se desenvolvem muito melhor aqui na Espanha do que no Brasil, o tema da segurança ainda vem em primeiro lugar.

Sendo assim, se fosse possível e eu pudesse levar algo daqui para o Brasil quando voltasse, sem sombra de dúvidas eu levaria a SEGURANÇA!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui