BrasileirasPeloMundo.com
Estações do Ano pelo Mundo Itália

O mal da primavera

Primavera. A estação que traz as flores, os perfumes e as cores, nos jardins, parques, nas ruas, sacadas. Época em que a vida renasce após o inverno e que precede o tão esperado verão. Quando ressuscita o desejo de se retomar o contato com a natureza e de respirar o ar fresco.

A etimologia da palavra primavera remete a transição entre a estação fria e a quente. A união entre o latim ‘primo’ e o sânscrito ‘var’ (ascender, brilhar) poderia indicar o período antes da temporada de verão, mas segundo outras interpretações a primavera significaria “a primeira estação”, como também os printemps franceses. Em inglês, no entanto, ela vem chamada spring, isto é, fonte, origem, como o reaparição da natureza após o inverno.

“No imaginário coletivo, a primavera é tida como um despertar que segue a letargia do inverno.”

“Primavera boreal” é como se chama aqui na Itália e em todo o Hemisfério Norte. O seu começo se dá no equinócio de março (dia 20) e termina no solstício de junho (dia 21). Com o passar do tempo, durante esse período, aos poucos, o dia aumenta e a noite vai se encurtando, acrescendo rapidamente as temperaturas e progressivamente as horas de luz – soma-se a isso o fato de que no final de março se inicia a ora legale, o horário de verão.

Transtorno Afetivo Sazonal (SAD)

Porquanto, tais mudanças climáticas podem causar distúrbios em nossa saúde, como o mal da primavera. São muitos – segundo os especialistas, cerca de dois milhões de italianos todos os anos, majoritariamente entre as mulheres – que sentem cansaço crônico, elevado nível de irritação, nervosismo fora do normal, dificuldades de concentração e uma sensação generalizada de mal-estar, isto é, os clássicos sintomas dessa depressão. Efeitos que a passagem repentina da estação invernal a primaveril, podem produzir no nosso organismo. Em especial naqueles que têm uma maior dificuldade em se adaptar as alterações da produção de melatonina, envolvida na regulação do sono, determinada pela variação das horas de luz e das mudanças climáticas, típicas dessas estações de transição.

“Nem tudo são flores

nos meses de primavera.

Voam marimbondos…”

[Leila Míccolis]

O mal da primavera é uma depressão sazonal, um subtipo de depressão. Se trata de um distúrbio do humor, que se verifica em determinados períodos do ano, coincidentemente com as mudanças de estação, que regride espontaneamente. Em 1984, Norman E. Rosenthal, psiquiatra e pesquisador Sul-Africano, formalizou as caracteristicas de tal doença dando a ela o nome de Seasonal Affective Disorder (SAD), também conhecida como Transtorno Afetivo Sazonal.

Leia também: Quando a depressão de inverno chega

Poucos e simples são os remédios para combater o estresse sazonal

  • A alimentação frequente, como sempre, é um deles. Siga um esquema de refeições bem equilibrado ao longo do dia, com café da manhã, almoço, janta e dois lanchinhos, um na metade da manhã e outro à tarde – contanto que sejam leves e ricos de fibras e vitaminas.
  • Exponha-se o máximo possível a luz solar, principalmente de manhã, para se recarregar de energia.
  • Pratique pelo menos meia hora de atividade física leve por dia: uma simples caminhada te ajuda a aliviar das tensões acumuladas e a liberar endorfina que agem positivamente sobre o humor.
  • Evite alongar demais as horas de atividades diurnas, garantindo um período de sono adequado.
  • Tome chás relaxantes.
  • Ao dia, beba dois litros de água para eliminar as toxinas em excesso.
  • Todos os dias dedique um pouco de tempo exclusivo para você mesmo.

Tal qual a vida é. Em todas as fases precisamos nos atentar ao que sentimos e nos conscientizarmos de que sempre há um maneira de sair da pior, eliminando ou minimizando aquilo que nos faz mal. Toda vez que você se sentir cansado, irritado, sem vontade de sair da cama, respire fundo e tente achar outros aspectos da tua vida ou comece a ver com outros olhos os mesmos aspectos de sempre. É este o convite da primavera: renove-se, abra-se, permita-se que o novo brote.

Leia também: Recurso para acelerar o processo de cidadania italiana: diffida

Se vai demorar muito ou pouco tempo para você vivenciar a plenitude dessa estação, ‘boh…’, como dizem os italianos, ninguém sabe. “Mas o jardineiro com certeza está dentro de você, à espera que o deixe agir para enfeitar o jardim, trazendo a nova vida para seu redor.”

“Como as flores são os homens,

para eles também voltará

a primavera.

Não serão mais doentes

e tudo será perdoado.”*

Antes de terminar faço uma séria observação: se você está se sentindo muito para baixo, deprimido, até mesmo desesperado, talvez seja o momento de conversar com um profissional. Todos nós precisamos de um pouco de ajuda às vezes. E como esses sintomas surgem com as mudanças nas estações, eles também podem aparecer no começo do outono. Quanto ao mais, o Transtorno Afetivo Sazonal tem sido associado ao aumento da ingestão de álcool, abuso de drogas e suicídio.

Abbi cura di te, se cuida!

***

*Fontes de inspiração e fontes: *Trecho de Aromas primaveris, Sentori di primavera, de Hermann Hesse | Matéria “Come difendersi dal ‘Mal di primavera’”. Publicada na revista Buon Giorno, Anno 9, Número 2, pg. 62,63. | Primavera, um convite ao florescer

Related posts

Recurso para acelerar o processo de cidadania italiana: diffida

Ana Paula Ganzarolli

Cidadania italiana: quem tem direito?

Nicole Albuquerque

Roma em três dias

Marina Sacco

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação